segunda-feira, 24 de abril de 2017

JUSTIÇA GARANTE DIREITO DE RESPOSTA A VITIMA URUARAENSE

Uma reportagem que foi veiculada no mês de Outubro de 2016 em alguns meios de comunicações
sem responsabilidades com a veracidade dos fatos, ocasionou uma ação na justiça, onde a vitima LEANDRO GOIANO e sua família foram vitimas, de repórteres sensacionalista, que não mediram esforços e com a ajuda de alguns políticos tagarelas de noticiar, inverdades.
O Direito de Resposta, foi acatado pela Justiça, sobre matéria veiculada no dia 27 de outubro de 2016 referente a uma operação do Ministério Público Estadual no município de Uruará, onde foi noticiado que que a família de Leandro Goiano tinha sido alvo da operação com busca e apreensão em seu estabelecimento comercial e sua residencia. 
O Direito de Resposta foi requerido pela advogada das partes denunciadas, Dra. Erika Almeida Gomes, onde a justiça acatou a denuncia.
Direito de Resposta
Leandro Goiano
Aos dias 27 de outubro de 2016 foi veiculado pelo JORNAL O IMPACTO, que foi realizada operação pelo Ministério Público Estadual em face do Prefeito de Uruará/PA, na qual também eram investigados LEANDRO SOUZA OLIVEIRA, DIVINO GASPAR DE OLIVEIRA e SUPERMERCADO GOIÁS.
A NOTÍCIA VEICULADA ERA FALSA, conforme se verifica da decisão de busca e apreensão, as nossas residências e nosso supermercado, não eram, nem nunca foram alvo dessa, daquela, ou de qualquer outra operação policial. A notícia veiculada era FALSA E INFUNDADA, visando unicamente atingir a nossa honra e denegrir a nossa imagem.
Nós fomos vítimas de falta de seriedade e profissionalismo na veiculação de notícias, posto que foram veiculadas notícias com o exclusivo intuito de denegrir a nossa reputação, imagem e honra.
Em verdade, somos empresários e residimos e trabalhamos de forma lícita há muitos anos no Município de Uruará/PA, não havendo antecedentes que desabonem as nossas condutas, nunca cometemos crimes, nunca estivemos envolvidos em qualquer operação criminal realizada pelo Ministério Público Estadual em face da Prefeitura Municipal de Uruará/PA, nem respondemos a nenhum processo de natureza criminal, tendo vidas limpas, e por essa razão nos insurgimos e os indignamos contra qualquer tentativa, mentirosa de denegrir a nossa imagem.

sábado, 22 de abril de 2017

Uruará fecha contrato de R$ 1,4 milhão de aluguel de máquinas para coleta de lixo

O prefeito de Uruará, Gilsinho Brandão (PMDB), fechou contrato de 1 ano, no valor de quase R$ 1,4 milhão,( Um milhão e Quatrocentos Mil Reais) com a CM Empreendimentos Ltda.
Durante esse período, a empresa vai ceder máquinas e equipamentos a serem utilizados na coleta de lixo no município, localizado no oeste do Pará.
A CM Empreendimentos, com sede em Itaituba, pertence aos sócios Emilene Aguiar e Hélio Ferreira do Amaral. O contrato entre as partes já está em vigor.
Com informações Jeso Carneiro

quarta-feira, 19 de abril de 2017

URUARÁ ATRAVESSA UMAS DAS PIORES SITUAÇÕES FINANCEIRA DA HISTORIA, COM UM INICIO DE UM GOVERNO FRACASSADO.

NUNCA EM TÃO POUCO TEMPO UM GOVERNO 
PERDE A CONFIANÇA DO MUNÍCIPES URUARÁENSE.
É preocupante a situação que atravessa o município de Uruará, promessas e mais promessas feita em campanha eleitoral pelo executivo de Uruará para ganhar as eleições e essas não cumpridas esta deixando os munícipes estarrecidos e revoltados. Emprego foi prometido ate para os cachorros, proposta de melhorias fantasiosas, salários reduzidos, ruas intrafegáveis educação falida e saúde na UTI, inicio trágico de uma administração.
Uns dos piores Slog de Governo " Uruará nossa Terra nosso Futuro" só perde para o " Uruará Pode Mais" onde agora o Atual Prefeito se esconde do povo que o elegeu, não atende ligações, deixa o povo a espera na prefeitura e não da nenhuma satisfação. 100% dos funcionários públicos estão desmotivado, pelo péssimo salario pago pela atual administração. Já se fala em uma manifestação de repudio contra o prefeito de Uruará que não esta honrando os compromissos de um bom Gestor. A cada dia o prefeito vem perdendo a credibilidade, onde  com quase 75% dos votos foi eleito prefeito de Uruará, A população  Uruaraense tinha esperanças que o atual gestão poderia tirar  o município de Uruará da falência e do desgoverno dos outros ex-gestores, mas muitos munícipes já perderam a esperança de dias melhores.
Vamos esperar, esperar e esperar...

segunda-feira, 17 de abril de 2017

ÉGUA NO CIO CAUSA TRANSTORNO E REVOLTA EM URUARAESES NA INICIO DESSA MANHÃ DE SEGUNDA FEIRA.

Motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, 
quem ainda não se deparou com cavalos em vias públicas?
O assunto já foi tema de inúmeras reportagens, no Uruará em Foco e continuam alarmantes as cenas
de animais solto nas ruas de Uruará.
Na manhã dessa Segunda Feira flagramos em pleno centro da cidade, próximo a Praça da Bíblia vários cavalos solto na rua , onde os animais causaram muito transtorno, pois uma Égua no cio e um Cavalo sairam atropelando carros e entrando em estabelecimentos comercias.
Não há fiscalização e os donos não zelam pelo cuidado dos animais que percorrem ruas, principalmente nos bairros e agora invadem a área central.
O perigo é iminente, carros precisam desviar dos animais que oferecem um risco no trânsito da cidade.
Enquanto os Uruaraenses não tiver uma administração publica de Vergonha e respeito pelo cidadão a cidade de Uruará continuará sendo a cidade que manda quem pode obedece quem tem juízo. É vergonhoso mas é a realidade.

Ministro do TCU dá um chega para lá em Helder Barbalho

O ministro Helder Barbalho não tem problemas só com a Lava-Jato para resolver.
Tem que ficar de olho no TCU, que investiga uma licitação para o trecho final da transposição do rio São Francisco. Uma licitação de R$ 500 milhões.
O ministério de Helder inabilitou o vencedor do certame. E o TCU botou uma lupa sobre o tema.
Na semana passada, Helder enviou ao presidente do TCU, Raimundo Carreiro (aliás, também às voltas com a Lava-Jato...) um pedido de informações “sobre a natureza do procedimento instaurado”.
No ofício, Helder faz duas perguntas diretas:
— Trata-se de processo investigatório?
— O processo licitatório em curso neste ministério está sob suspeita?
Carreiro mandou as perguntas ao ministro Bruno Dantas, relator do processo no TCU.
Dantas, no entanto, foi duro em seu despacho. Não quis conversa com Helder. Escreveu Dantas:
— Reputo desnecessário responder ao questionamento
O Globo

sábado, 15 de abril de 2017

HELDER BARBALHO PEDIU R$ 30 MI, MAS LEVOU R$ 1,5 MI, DIZ DELATOR

BARBALHO; O SOBRE NOME NÃO NEGA! E AINDA É  EXALTADO 
POR POLÍTICOS DE URUARÁ, QUE FAZEM PARTE DA MESMA QUADRILHA.
O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), pediu R$ 30 milhões em propinas à
empreiteira Odebrecht para utilização em sua campanha eleitoral ao Governo do Pará, em 2014. Segundo o delator e ex-executivo da construtora Mário Amaro da Silveira, a companhia chegou a cogitar a possibilidade de não realizar nenhuma contribuição em função do alto valor solicitado pelo parlamentar, mas acabou recuando e repassando R$ 1,5 milhão por meio de caixa 2.
Barbalho, que recebia os repasses por meio do codinome Cavanhaque, é um dos oito ministros do governo Michel Temer que tiveram inquéritos abertos por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Além de Helder Barbalho, o senador Paulo Rocha (PT-PA) será investigado em um mesmo inquérito que apura a suspeita deles participarem de um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro.
Segundo o delator, o encontro com Barbalho teria acontecido em São Paulo. "Ao final dessa conversa, eles explicitaram as dificuldades econômicas da campanha e fizeram um pedido de R$ 30 milhões. E falei: 'Vou levar isso até a nossa presidência lá por dever de ofício, mas acho que é uma coisa totalmente fora de cogitação'", relatou.
De acordo com Silveira, o valor originalmente pedido foi sendo reduzido "pelo menos 20, pelo menos 10, pelo menos R$ 5 milhões". "A gente até cogitou de não dar nada, um cara que pede R$ 30 milhões, né, mas depois, o Fernando (o ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis) falou assim: 'Vamos oferecer o que a gente tem conta de oferecer'", assegurou.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

EDUCADORES DO MUNICÍPIO DE URUARÁ PODERÃO ENTRAR EM GREVE NOS PRÓXIMOS DIAS.

O Sindicato dos trabalhadores em educação de Uruará SINTTEP marcou para o próximo dia 18/04 as 16:00 na sede do Sindicato, uma assembleia Ordinária com a categoria dos educadores do município de Uruará, para discutir assuntos de interesse da categoria.
o Coordenador do SINTTEP Sidney Ferreira Santos destaca em sua convocação os assuntos a serem discutidos na assembleia onde a categoria poderá definir uma greve geral no município de Uruará.
O andamento do PCR será levantado na assembleia onde o executivo vem dando um cansaço na categoria, dos educadores que tiveram seus salários reduzidos drasticamente pela nova gestão de 2017.
O sindicato também que a prestação de contas dos recursos do FUNDEB que é destinado para o Município de Uruará, onde segundo informações o Prefeito só sabe falar que não tem dinheiro, que o recuso e pouco. Na assembleia também sera solicitado a recomposição da coordenação conforme o estatuto municipal.

Delação da Odebrecht: Helder Barbalho é suspeito de receber R$ 1,5 milhão em campanha 2014

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de um inquérito sobre o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB-PA). Ele é suspeito de receber R$ 1,5 milhão não contabilizado durante sua campanha ao governo do Pará em 2014. O senador Paulo Rocha (PT-PA) também é citado no mesmo inquérito.
O pedido faz parte de investigações pedidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) com base nas delações premiadas de executivos e ex-executivos da Odebrecht.
Segundo o Ministério Público, Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis e Mário Amaro da Silveira relatam que Barbalho recebeu R$ 1,5 milhão durante sua campanha ao governo do Pará em 2014, pago em três parcelas. A Odebrecht desejava atuar como concessionária da área de saneamento básico no estado.
O próprio Barbalho, Rocha e o prefeito de Marabá, João Salame (PROS-PA), teriam solicitado o dinheiro, repassado através do Setor de Operações Estruturadas do grupo Odebrecht. O então candidato era conhecido pelo apelido de "Cavanhaque".
Em nota, o ministro nega que tenha cometido ilegalidades. "Todos os recursos que recebeu como doações para sua campanha em 2014 foram devidamente registradas junto ao TRE-PA, que aprovou todas as suas contas", afirma.
PMDB E PT ONDE ESTA OS MAIORES LADRÕES DE DINHEIRO PUBLICO NA HISTORIA DA POLITICA BRASILEIRA! ESTÃO ENVOLVIDOS EM TODOS OS ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO DO BRASIL. LAMENTÁVEL VER ESSA CORJA DE BANDIDOS ARROTANDO MORALIDADES, E AINDA GOVERNANDO O NOSSO PAIS, ESTADOS E MUNICÍPIOS, ONDE ESSES IMUNDOS DEVERIAM SER EXTINTOS DO PLANETA TERRA.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

100 DIAS DE GOVERNO URUARAENSES – UMA BREVE ANÁLISE

O novo governo assumiu a prefeitura em 1° de janeiro cercado de boas expectativas e esperança de dias melhores. Cem dias se passaram. Aquela euforia longânime continua? 
Me adianto dizendo que esta análise é fruto de diversas horas de conversa com as mais variadas pessoas de todo o município, condensada com a minha visão analítica sobre o todo.
Vamos por partes:
1 – Como era x Como é
É importante começar citando o governo anterior, que iremos nos referir apenas à sigla UPM (Uruará Pode Mais). Para sabermos o quanto um governo é bom ou ruim, devemos comparar com o anterior. Sendo assim, vamos fazer uma rápida lembrança dos 100 primeiros dias do governo UPM. Já durante a posse, todos os secretários foram apresentados. Agricultura, Meio Ambiente, Educação, Selctur (Esporte, Lazer, Cultura e Turismo), Saúde, Administração, Ação Social, Viação e Obras, Tesouraria, além do chefe de gabinete. Já no primeiro mês todas as secretarias estavam funcionando e com a estrutura básica de funcionamento. Inclusive a SEVO já fazia reparos nas ruas da cidade desde o primeiro mês. Os servidores, que já acumulavam salários atrasados de outra gestão, tiveram no governo UPM um corte nos salários já no início. Era perceptível o trabalho nas ruas, campeonatos de futsal acontecendo já em fevereiro, e poucos entraves para começar as aulas. É possível afirmar que, mesmo com alguns entraves, o início de governo preservava a esperança de que dias melhores poderiam finalmente chegar em Uruará. Infelizmente não foi o que aconteceu, como todos sabem o final da história. No entanto, como o que nos interessa são apenas os 100 primeiros dias, pode-se dizer que foi um bom começo.
Voltando ao presente, já na posse do novo governo, que usaremos a sigla NTNF (Nossa Terra, Nosso Futuro), é anunciado o secretariado. Um grande baque é a extinção da Selctur, que seria desmembrada e anexada à secretaria de educação. Balde de água fria nos desportistas. Algumas secretarias começaram o governo sem secretários nomeados, como foi o caso do Meio Ambiente e Agricultura (que completou os cem dias sem secretário).
2 – Situação dos servidores públicos
Faz-se necessário dizer que a Prefeitura Municipal de Uruará conta com ótimos profissionais que estão fazendo um grande esforço para as coisas darem certo em seus setores, mas infelizmente diante da estrutura administrativa que o governo apresenta, ficam engessados e desenvolvem um trabalho aquém do que gostariam. Com um discurso forte pautado no corte de gastos, o governo NTNF iniciou o mês de janeiro reduzindo drasticamente o salário dos servidores. Além da redução do salário, não foi pago nada de gratificação, o que comprometeu bastante a renda dos trabalhadores. Nem o pagamento antecipado, dentro do mês como havia prometido em campanha, foi suficiente para conter a decepção dos servidores. Ouvia-se muito as palavras “preferia receber meu salário com 10 dias de atraso, mas integral, do que adiantado e cortado”. Essas palavras ecoaram também pelo mês de fevereiro e março, onde a história se repetiu, ocasionando na primeira paralisação de servidores em menos de 100 dias de governo. Descontentamento de muitos, alegria de poucos. Gradativamente foram descobertos contratos ostensivos por parte da prefeitura, como mais de 2 milhões de reais no contrato anual de apenas 3 médicos e vários advogados com preços exorbitantes. Soma-se isso ao fato de contratar também funcionários de outras cidades, desprestigiando os do município. Não é à toa que a maior rejeição do governo se encontra dentre os próprios funcionários públicos, chegando a 85%.
3 – Reação popular
O povo sempre dá um tempo para que o governo se organize e comece a mostrar serviço, no entanto, com tantos cortes nas despesas e ruas cada vez mais intrafegáveis, a revolta (ainda em estágio inicial) já começa a ser percebida. Porém, a maior insatisfação popular não é com as condições das ruas, mas com o secretariado municipal. A população é unânime ao falar sobre eles, a frase usada é a mesma “não resolvem nada”. A falta de autonomia dos secretários, além da falta de tino ao tratar as pessoas, tornaram eles os maiores vilões do governo NTNF. Centenas de pessoas falaram comigo nos últimos três meses, nenhuma delas proferiu uma palavra de elogio referente ao secretariado. Entre as maiores reclamações estão: atendimento ruim, pouca atenção dispensada aos problemas dos cidadãos, falta de cortesia, falta de informação. É óbvio que o secretariado representa o prefeito diretamente, sendo assim, logo após as críticas ao secretariado, o prefeito entra na linha de frente das reclamações. Tudo acaba recaindo sobre ele, no final ele acaba dividindo a culpa. A rejeição do governo entre os populares é menor, fica em 75%. Menor, mas não menos preocupante.
4 – Situação do governo
O governo ainda não mostrou a que veio, está perdido nos números, não consegue definir um modelo de gestão a ser seguido. Não se comunica com o povo, está afastado das massas, não é bom para o servidor. Tantos pontos negativos lhe renderam o infame título de “PIOR INÍCIO DE GOVERNO DA HISTÓRIA DE URUARÁ”. É um título que não pode mais ser revertido, o início já foi, agora o que resta é tentar encontrar uma identidade própria e sedimentar uma gestão popular. O slogan do governo não pegou, soou indiferente, sem carisma, sem sentido para o povo. Sumariamente ignorado, o slogan do governo representa claramente como ele tem sido até agora.
5 – Pode melhorar?
Sim, pode melhorar. Assim que o governo definir estrategicamente sua forma de gestão, valorizar o diálogo com os servidores e população, estabelecer as metas executáveis e sair do ostracismo ao qual está confinado, as coisas ganharão um rumo diferente. Em direção a luz. Quem sabe até reavivar o sentimento de esperança de dias melhores. No entanto, isso só vai acontecer quando uma atitude forte for tomada, e essa atitude é uma reforma no secretariado. Essa ação é uma demonstração do governo de que agora quer acertar, e acertar colocando nomes que farão diferença, que irão acertar onde os outros tem errado até agora. Se insistir no erro, não há mais volta. O prazo máximo para isso acontecer é até o final do primeiro semestre de 2017. Caso contrário, ficará claro ao povo que não há intenção de se fazer uma gestão compromissada e de acordo aos interesses populares. Está nas mãos do governo, o povo já disse o que quer.
Consultor Político
ALGUÉM SABE INFORMAR AONDE O PREFEITO DE URUARÁ, DESTINOU O DINHEIRO DA REPATRIAÇÃO QUE ENTROU NO DIA 30-12-2016. SÃO R$ 1.326.359,41 QUE NINGUÉM SABE NINGUÉM VIU...

domingo, 9 de abril de 2017

Prefeitura de Uruará contrata novo advogado sem licitação: R$ 56,4 mil

O prefeito de Uruará, Gilsinho Brandão (PMDB) não para de reforçar o setor jurídico na sua gestão.
Desta vez contratou a banca Mendonça & Demachki Advogados S/S.
Como fez quando fechou negócio com a advogada Kenney Gonçalves, Gilsinho utilizou também o expediente da inexigibilidade para sacramentar a nova contratação.
Vai pagar R$ 56,4 mil por um contrato de 1 ano – abril de 2017 a abril de 2018.
ÁREA AMBIENTAL
A banca vai prestar serviço de consultoria e assessoria jurídica especializada em área ambiental, para atender o Fundo Municipal de Meio Ambiente de Uruará.
Por Jeso Carneiro

sábado, 8 de abril de 2017

NOITE DE SEXTA-FEIRA EM MEDICILÂNDIA PARÁ

QUATRO HOMENS SÃO BALEADOS NA ZONA RURAL DE MEDICILÂNDIA.
Na noite de Sexta-feira(07), Por Voltas das 20:30hrs, Uma Guarnição da Polícia Militar do Município
de Medicilândia, foi informada de Um Assalto que Aconteceu na BR 230 Transamazônica, no km 105 na Rural de Medicilândia.
Segundo informações, as Vítimas estavam em Um bar quando os homens Chegaram de moto, perguntaram se no local havia alguém Armado, depois de serem informados que ninguém Sabia, os homens mandaram todos deitarem no Chão e Começaram a aturarem para todos os lados.
Quatro pessoas foram atingidas pelos Tiros, logo depois de fazerem o Rapa no bar e atirarem nas pessoas os Criminosos fugiram, as Vítimas baleadas foram encaminhadas para o hospital de Medicilandia.
Três dos baleados receberam os atendimentos médicos e foram liberadas, Uma ainda está em observação. As Polícia Civil e militar estão em diligências para tentar capturar os Elementos. 
Por Carlos Calaça

quinta-feira, 6 de abril de 2017

-------------SEM COMENTÁRIOS----------------


SINTEP pode se pronunciar na sessão ordinária desta Sexta-Feira na Câmara Municipal de Uruará.

Conforme ofício enviado nesta Quinta -Feira ao Ver. Jachison Oliveira Lima presidente do Legislativo solicitando inscrição para pronuncia na tribuna popular da CMU, o Coord.. do SINTEP, o Profº. Paulo Rogério Oliveira quer expôr assuntos de interesse dos servidores públicos municipais de Uruará. 
*INSTABILIDADE SALARIAL.
*CORTE NA HORA ATIVIDADE DOS SERVIDORES TEMPORÁRIOS.
*INTERVENÇÃO DE ALGUNS VEREADORES NA LOTAÇÃO DE ESCOLAS.
*SERVIDORES SEM FORMAÇÃO SENDO LOTADO NA EDUCAÇÃO.
*ANDAMENTO E CONSTRUÇÃO DO PCR.
*MOTORISTA SEM CNH CONDUZINDO TRANSPORTE ESCOLAR
Destaca uma Professora revoltada, que quanto ao PROINTER recebemos muitas denúncias. Lotaram professor sem qualificação para atuar nas áreas afins. Lotaram professores sem qualificação nenhuma. Não percebem que estão prejudicado a comunidade e os alunos, pois se assim ficar o ano letivo não terá validade. Já notificamos o Ministério Público.afirma a educadora.
Um vereador experiente já informou a secretária de educação sobre as irregularidades no transporte escolar, alertando sobre o perigo e ilegalidade de motoristas inabilitados conduzirem estudantes.

sábado, 1 de abril de 2017

Menor desfere mais de 20 facadas em homem na Cidade de Uruará na manhã desse Sabado.

Na manhã de Sábado (01) na cidade de Uruará a Policia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de Tentativa de homicídio, a vítima Reginaldo da Silva Ribeiro de 30 anos de idade, levou mais de 20 facadas.Segundo a PM o acusado menor de idade das inciais J. S. S de 17 anos teria sido o autor da tentativa de homicídio. Os policiais conseguiram prender o elemento. A guarnição foi acionada através da Central que havia um indivíduo em fuga após ter furado outra pessoa as proximidades do supermercado Castanheira a policia fez buscas as proximidades do local e conseguiu capturar o acusado o mesmo foi apresentado na Delegacia da Policia Civil, pelos policiais, GU composta pelo Sargento Vieira CBs Tomás e Wagner, a vitima está no Hospital municipal de Uruará em estado grave.

quinta-feira, 30 de março de 2017

Governador Simão Jatene (PSDB) tem mandato cassado pelo TRE do Pará

Simão Jatene (PSDB) e Zequinha Mariano (PSC) 
foram condenados por abuso de poder político em reeleição

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará decidiu, nesta quinta-feira, cassar o mandado do governador Simão Jatene (PSDB), do Pará, por 4 votos a 2. O Tucano e seu vice Zequinha Marinho (PSC) foram condenados por abuso de poder político nas eleições de 2014. Ainda cabe recurso da decisão.

Simão Jatene e Zequinha Marinho, segundo o Ministério Público Eleitoral, usaram o programa Cheque Moradia para conseguir votos e influenciar na eleições para à reeleição. A ação foi ajuizada em 2014 pelo procurador regional eleitoral Alan Rogério Mansur Silva e pelos procuradores eleitorais auxiliares Maria Clara Barros Noleto, Bruno Araújo Soares Valente e Nayana Fadul da Silva.

MEDICILÂNDIA É CASTIGADA POR ALAGAMENTOS INVERNO RIGOROSO

Nesta quinta-feira (30) os Bairros Surubim e Liberdade, áreas baixas em Medicilândia no Sudoeste do Pará amanheceram alagadas, o prefeito da cidade e secretários municipais com apoio da PM e empresários, tentam ajudar a retirar famílias que estão tendo as casas invadidas pela água da chuva.
Algumas famílias já estão desabrigadas, outras precisando de alimentos, muitas pessoas aguardam para serem remanejadas, até a PM está retirando móveis de residências.
Ruas estão intrafegáveis, e a previsão é de tempo fechado e pancadas de chuva na região. Doações estão sendo solicitadas para as famílias, já que tudo está se perdendo, os alimentos podem ser entregues na Escola Francisca Gomes dos Santos na Av. Presidente Médici.
Por: Edlene Gonçalves (correspondente)

Sergio Moro condena Eduardo Cunha a 15 anos de prisão

Juiz da Operação Lava Jato setenciou o ex-deputado pelos crimes 
de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas
O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi condenado nesta quinta-feira pelo juiz federal Sergio
Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, a quinze e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas. O processo se refere ao pagamento de propina milionária que envolveu a compra do campo petrolífero de Benin, na África, pela Petrobras, em 2011.
Na decisão, o juiz titular da 13ª Vara Federal do Paraná escreveu que Eduardo Cunha “traiu o seu mandato parlamentar” e que a sua culpabilidade é “elevada”. “A responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele deposita para obter ganho próprio”, escreveu o magistrado.
O caso está nas mãos de Moro desde setembro de 2016, quando o ministro falecido do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki encaminhou o processo à Justiça de primeiro grau após Cunha ter o mandato cassado no plenário da Câmara dos Deputados. No mês seguinte, o juiz do Paraná determinou a sua prisão preventiva — desde então, ele está preso em Curitiba e deve continuar durante a fase recursal, segundo a decisão de hoje.Cunha é acusado de ser o beneficiário de 1,5 milhão de dólares em relação aos negócios escusos na África. De acordo com a denúncia da procuradoria, esse montante foi “ocultado” em repasses a contas no exterior em nome de offshores ou trusts que abasteciam os cartões de crédito internacionais usados pelo parlamentar e por seus familiares.
Segundo a investigação, a Petrobras pagou 34,5 milhões de dólares por 50% do bloco de exploração à Compagnie Béninoise des Hydrocarbures (CBH), que repassou 10 milhões de dólares a empresas do lobista João Augusto Henriques. Apontado como operador do PMDB na Petrobras, também preso e réu na Lava Jato, Henriques teria sido o responsável por encaminhar a propina ao ex-parlamentar. Conforme os autos, o negócio gerou um prejuízo de 77,5 milhões de dólares à Petrobras, soma baseada em cálculos da Comissão Interna de Apuração da companhia estatal.
Eduardo Cunha sempre negou as acusações. Em interrogatório a Moro, ele disse que a venda em Benin foi um “ato de burrice” e não de corrupção e explicou que o patrimônio que mantinha fora do país foi construído no final dos anos 1980, quando, segundo ele, atuava no comércio internacional. “Os saldos foram crescendo à medida que eu fui tendo resultados no comércio exterior, eu fazia muita venda de produtos”, disse o ex-deputado.

quarta-feira, 29 de março de 2017

MEDICILÂNDIA: DUPLA FAZ REFÉNS E LEVA DINHEIRO DE EMPRESA CEREALISTA

O crime foi todo registrado por câmeras de segurança do estabelecimento comercial, a ação durou cerca de 15 minutos, e aconteceu no centro da cidade de Medicilândia por volta do meio dia desta segunda-feira (28).
Os dois homens chegaram armados um cerealista na Av. dos Imigrantes, eles renderam todos os clientes e os colocou em uma sala pequena. Um dos criminosos ficava com a arma apontada para as vítimas e de olho na porta, enquanto o comparsa pegava dinheiro, jóias e celulares das vítimas.
Uma das vítimas ainda tentou pegar o revolver do assaltante em uma atitude arriscada e que poderia terminar mal. Após o assalto a dupla fugiu em uma moto broz sentido Uruará na BR 230.
Até o momento ninguém foi preso, a polícia civil investiga o caso, quem conseguir identificar os criminosos pode ligar para a delegacia da sua cidade ou nos números (190 ou 193) as ligações serão direcionadas ao NIOP em Altamira e sua indenidade será mantida sob sigilo.
Fonte: Xingu230

segunda-feira, 27 de março de 2017

Uruará contrata escritório de contabilidade por R$ 408 mil, sem licitação

Até dezembro de 2017, o escritório Salomão e Araújo Serviços de Contabilidade vai embolsar dos cofres públicos municipais de Uruará, no oeste do Pará, mais de R$ 400 mil por prestação de serviços técnicos especializados na área contábil.
A empresa, com sede em Belém, foi contratada pelo prefeito Gilsinho Brandão (PMDB), 34 anos, através de inexigibilidade de licitação – quando o certame licitatório não é realizado por não haver competidores.
Pelo negócio acertado, o escritório cuidará da parte contábil da Prefeitura de Uruará, do Fundo Municipal de Saúde, Fundo Municipal de Educação e Fundo Municipal de Assistência Social.
Embolsará, ao final do ano, R$ 408 mil – ou R$ 34 mil por mês. 
Em 2016, na gestão do ex-prefeito Everton Banha, o escritório prestou serviço para o Fundo Municipal de Saúde por 11 meses, e faturou 88 mil reais. O que é inexigibilidade de licitação:
Modalidade que a Lei de Licitações desobriga a Administração de realizar o procedimento licitatório, por inviabilidade de competição. Se não há competidores, não é necessária a licitação. 
As contratações mais comuns são aquelas em que a Administração só encontra um fornecedor ou o representante comercial é exclusivo. A lista prevista na lei é apenas exemplificativa (art. 25 da Lei nº 8.666/1993).
Por Jeso Carneiro

domingo, 26 de março de 2017

Dupla de pilantras de Uruará presos pela PM em Curuá

Na manhã de Domingo (26) policiais militares do 7º Pelotão de Fronteiras de Curuá ao comando do sargento Meireless e CBs Osvalfo e Fialho, colocaram atrás das grades os elementos de nome ROGÉRIO PEREIRA DO NASCIMENTO, vulgo "DAZINHO" e ROMÁRIO PEREIRA DO NASCIMENTO, vulgo "LORO", naturais da cidade de URUARÁ.
Segundo as informações repassadas a nossa reportagem pelo comandante da GU os acusados estavam posse de uma motocicleta "HONDA/FAN 150, COR PRETA", a qual possuía placa de numeração "QDT-9056", pertencente a uma motocicleta "HONDA/POP 110I, de COR VERMELHA". Segundo os policiais, logo após serem conduzidos para a Delegacia da Policia civil de Curuá, os mesmos confessaram que haviam roubado a motocicleta FAN preta em Alenquer na ultima Sexta Feira, e que estavam hospedados na Pousada Curuá. Depois da confissão da dupla foi feita diligência até o local, sendo que no quarto indicado foram encontrados 02 celulares, 01 revólver 38, 03 munições calibre 38 CBC intactas, tendo sido tal arma utilizada no roubo em Alenquer.
Fonte : Elias Junior Noticias

MADRUGADA DESTE DOMINGO: MADEIREIRO É ASSASSINADO A TIROS AO CHEGAR EM CASA EM URUARÁ

Na madrugada deste domingo, 26 de março, um homem foi assassinado a tiros ao chegar na sua residência, na zona leste da cidade. O crime ocorreu por volta das 02h50min no Bairro Progresso I. 
De acordo informou a Polícia Civil (PC) foram realizadas diligências foram realizadas no local após comunicação do fato ocorrido, e segundo primeiras informações, a vítima estava chegando em sua residência, entrou com o veículo e ao descer do carro foi abordado por um indivíduo que aproveitando do portão aberto entrou efetuando disparos de arma de fogo, a vítima conseguiu sair correndo em direção a rua, mas foi perseguida e sendo alvejada outras vezes. Em seguida o homicida saiu numa motocicleta honda/pop, cor preta. No local a polícia encontrou vários estojos de calibre .380. Não foi subtraído nenhum objeto ou valores da vítima.
A vítima identificada pelo nome, Jan Clesio Ferreira de Aguiar, 43 anos, trabalhava no ramo madeireiro, estava no município de Uruará há cerca de 05 anos.
A autoria e motivações do crime são desconhecidas.
“Instauramos um inquérito para investigar o crime e quem tiver alguma informação entre em contato com a polícia civil, a identidade será mantida em sigilo”, solicita o delegado Walison Damasceno.
Por Joab Reis

quinta-feira, 23 de março de 2017

POLÍCIA CIVIL E MILITAR DE NOVO REPARTIMENTO PRENDE ACUSADOS DE TENTAR ASSALTAR AGÊNCIA DA CAIXA, ENTRE ELES UM URUARAENSE.

As forças de segurança prenderam em flagrante na noite desta terça (21), Aneilson Castro Miranda e o Uruaraense, Alessandro Matias Alves, popular PEZÂO, acusados de tentar furtar equipamentos eletrônicos da Caixa Econômica Federal da cidade de Novo Repartimento, na BR230 e por furtar uma loja de variedades. Com eles foi apreendido vários objetos da loja e uma pistola utilizado no furto, a prisão foi por volta das 20h.
No celular de um dos suspeitos foi encontrado várias fotos dos explosivos, que possivelmente seria utilizado na tentativa de furto da agência. A equipe da Polícia Civil foi coordenada pelo delegado Arthur Nobre, os Investigadores Alessandro Cardoso, Rogério Pegado e Escrivão Iravaldir Sosinho. Já a polícia militar, estava composta pelos integrantes: Sargento Mauricio, Sargento Clime, Cabo Cabral , Soldado Denison, Sargento Modesto, Cabo Jeves, Cabo Edilberto, Cabo José Daniel, Cabo Krause, Cabo Demetrio.
A tentativa de furto foi neste início de semana, os acusados não conseguiram levar nada, mas causaram destruição em uma loja. Só depois de um trabalho conjuntos das polícias, foi possível chegar até os envolvidos, que agora vão responder por diversos crimes, eles estão à disposição do judiciário.
Fonte: Xingu230

ASSISTÊNCIA SOCIAL FAZ VISITA À MORADOR ISOLADO NO MUNICÍPIO DE PLACAS

A Secretaria de Assistência Social, do Município de Placas realizou, no dia 22 de Março, uma visita in loco, pelas Técnicas do CREAS, Heloide Helena Durães Freire (Assistente Social), Tatyany
Nascimento Da Rosa (Psicóloga) e Daniela Araujo da Silva ( Enfermeira) ao senhor Joaquim Conrado Filho, de 72 anos de Idade, que reside a mais de 10 anos em um barraco de palha localizado na Rodovia Transamazônica no KM 267, Placas – PA.
Durante a visita, o senhor Joaquim relatou ser filho de Telvina Damiana da Conceição e José Conrado Filho. Também relatou ser pai de três filhos, Edinaldo, Conradinho, e Regis. Diz ter vindo de Santa Inês, no Maranhão, onde morava na rua nº 14 A, bairro - Santo Antônio. Citou o nome de três vizinhos, senhor Eugênio, dona Ana e dona Francisca. O mesmo contou que não tem documentos pessoais, pois seus pertences foram furtados.
Atualmente, o senhor Joaquim vive em situação de risco e vulnerabilidade social, morando sozinho em um barraco de palha, coberto apenas o teto, dorme em uma esteira de palha em chão batido, sem cobertor, sem saneamento básico. Alimenta-se de farinha que o mesmo produz, come peixe que pesca em uma lagoa ao lado do barraco.
Aparentemente o idoso encontra-se lúcido, está bem orientado quanto à noção do eu, pois o próprio, forneceu dados de sua identificação pessoal, revelando saber quem é, como se chama, que idade tem, qual sua nacionalidade, etc.
Foi realizada a aferição da pressão arterial, batimentos cardíacos e respiração, onde a enfermeira Daniela constatou que o mesmo encontra-se em bom estado de saúde. A equipe técnica retornará em outro momento para levar o senhor Joaquim ao Hospital Municipal de Placas-PA, onde o mesmo irá realizar um Check-Up.
A distância da família, as condições desagradáveis em que vive hoje e os riscos de problemas de saúde, são alguns dos fatores que fizeram com que o senhor Joaquim Conrado Filho, desejasse encontrar seus parentes que não ver a muitos anos.
Aos internautas, pedimos que divulguem esta matéria para que alcance a família do srº Joaquim e, que possamos proporcionar dias mais confortáveis e prazerosos para ele.

Ibama, PF e Funai identificam tentativa de loteamento da Terra Indígena Arara, no Pará

Operação conjunta do Ibama, da Polícia Federal (PF) e da Fundação Nacional do Índio (Funai) iniciada em 14 de março para investigar denúncias de invasão na Terra Indígena (TI) Arara, nos municípios de Uruará e Medicilândia, no Pará, resultou no embargo de uma serraria e na apreensão de aproximadamente 150 m³ de madeira.Os fiscais identificaram uma tentativa de ocupação às marges da Rodovia Transamazônica (BR-230), entre os quilômetros 120 e 143. Embora os infratores tenham abandonado o local antes da chegada dos agentes, foram encontradas diversas estacas fincadas com o propósito de demarcar lotes. Uma serraria suspeita de receber madeira extraída ilegalmente da TI Arara foi embargada. As toras e a madeira serrada encontradas foram apreendidas e imediatamente doadas à prefeitura de Medicilândia (PA). Cada instituição tinha um objetivo específico na operação. A PF atuou na investigação da invasão, a Funai na proteção territorial indígena e o Ibama no combate às infrações ambientais. Fiscais do Instituto permanecerão em uma base da Funai por tempo indeterminado para garantir a segurança do local. A Terra Indígena Arara, de usufruto exclusivo do povo indígena Arara, teve seus limites homologados pelo Decreto nº 399, de 24 de dezembro de 1991. 
Assessoria de Comunicação do Ibama

Confirmada primeira morte por febre amarela em humano no estado do Pará

O 9º Centro Regional de Saúde, órgão da Secretaria de Estado do Pará (Sespa) confirmou na manhã desta quarta-feira (22) que o menino de 11 anos que morreu no dia 16 de março no Hospital Regional do Baixo Amazonas estava com febre amarela. Este é o primeiro caso da doença no estado em 2017, segundo o órgão.
A criança era natural de uma comunidade na zona rural de Alenquer e foi encaminhada para o Pronto Socorro de Santarém (PSM) devido a gravidade dos sintomas que vinha apresentando. Segundo o PSM, na caderneta de vacinação do menino não constava a imunização contra a febre amarela - o que aumentou ainda mais a preocupação com o estado clínico do paciente. A comunidade onde a criança morava fica próxima ao Ramal do Escondido, local onde um primata morto foi achado.
Segundo o órgão, um total de 4.700 doses de vacinas já foi enviado para o município de Alenquer, sendo que os grupos prioritários são das comunidades próximas do local onde menino que morreu morava e onde foram encontrados macacos mortos com confirmação da doença. Desde a divulgação de casos suspeitos, a Sespa intensificou a vacninação na região.
Na terça-feira (21) a Sespa enviou mais 1.000 doses de vacina e até o final do desta quarta outras 1.000 doses serão encaminhadas ao município, juntamente com equipes de agentes de endemias que farão ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da febre amarela.
De acordo com a diretora da 9º Centro Regional, enfermeira Marcela Tolentino, em 2015 uma pessoa morreu pela doença. Ela frisa que a vacina é o meio mais seguro para se proteger da febre amarela.
Morte de caso suspeito
Uma criança de 10 anos que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HRBA morreu na madrugada desta quarta-feira. Ele é o segundo caso suspeito de febre amarela. Ele morava na mesma comunidade rural do primeiro caso suspeito e não tinha tomado vacinas contra a doença. O terceiro caso é de um jovem de 23 anos. Ele também está na UTI do HRBA. Segundo o hospital, o quadro clínico é considerado grave.
Foram coletadas amostras dos pacientes e encaminhadas para enxames de confirmação pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). O resultado deve sair em até 30 dias.
Amostras de primatas
De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), ao todo, na região oeste do estado foram coletadas 13 amostras em animais encontrados mortos, sendo que três foram confirmados: dois em Rurópolis e um em Alenquer. O restante dos resultados deve ser liberado nos próximos dias.
Ainda segundo a Sespa, nessas regiões a vacinação foi intensificada e todas as providências em casos suspeitos são adotadas para que as investigações dos casos sejam feitas.
Vacinação
Deve tomar a vacina contra a febre amarela: morador de município com a suspeita do vírus circulando ou visitante desses lugares, 10 dias antes de viajar. A imunização para a vida toda só é garantida se a pessoa tomar as duas doses da vacina preventiva em um intervalo de 10 anos.
Não devem tomar a vacina: grávidas, crianças com menos de seis meses, alérgicos a ovos e pessoas que vivem em áreas sem registro do vírus. Pessoas acima de 60 anos devem consultar um médico.
Sintomas da febre amarela: febre alta, pele e olho amarelos (o vírus lesiona o fígado) e hemorragia. Não pode tomar remédios à base de ácido acetilsalicílico. Em casos suspeito, procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS).
Fonte: G1 Pará

segunda-feira, 20 de março de 2017

Lava Jato avança em investigação sobre obra da Usina de Belo Monte

Informações do lobista Milton Lyra, o Miltinho, são aguardadas com ansiedade
Os investigadores da Lava Jato em Curitiba estão em fase avançada no capítulo que envolve a corrupção na obra da Usina de Belo Monte, no Pará. A animação com o assunto deve-se à possibilidade de terem acesso a informações de uma peça-chave no esquema: o lobista Milton Lyra, mais conhecido como Miltinho. Ele é próximo dos senadores Renan Calheiros e Edison Lobão, ambos do PMDB. Em outra frente, os procuradores estão mais perto de uma personagem que teve grande influência no Planalto e no episódio: a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra.

sábado, 11 de março de 2017

HOMEM É EXECUTADO COM 5 TIROS EM URUARÁ.

No final dessa tarde de Sabado, por volta das 16:00 um homem foi executado com 05 tiros na vicinal do km 175, onde o assassinato ocorreu a 2 km da Rodovia Transamazônica. A vítima, identificada pelo nome de Josimar Pereira dos Santos, de 36 anos, conhecido por Piseiro ,estava com seu filho de apenas 9 anos de idade, quando foi abordado por dois indivíduos em uma motocicleta.
Segundo informações os criminoso o abordaram e foram logo atirando, onde a vitima estava acompanhado de seu filho de 9 anos que presenciou o crime, mesmo ferido a vitima pediu para que o o filho corresse para não ser atingido. Piseiro morreu no local.
Josimar trabalhava de corretor, vendendo motos , casas e tudo que poderia ser vendido. 
A policia civil esta investigando o caso, onde a policia suspeita de acerto de contas.
VEJA LOGO MAIS: HOMEM É MORTO A TIROS NO KM 175 POR VOLTA DAS 17:00 DESSE SÁBADO.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Propinas em Belo Monte: 0,5% para o PT e 0,5% para o PMDB

Depoimentos de empreiteiros envolvidos na obra da usina, obtidos com exclusividade por ISTOÉ, revelam os achaques e as pressões para repasses ao PT e PMDB. Segundo eles, os arrecadadores eram João Vaccari Neto, ex-tesoureiro petista, e Márcio Lobão, filho do peemedebista Edison Lobão
Orçada inicialmente em R$ 16 bilhões, a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte era uma espécie de menina dos olhos do PT. Era defendida enfaticamente pelos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff como solução para o suprimento energético do País. Com padrinhos de peso incontestável, ao fim, Belo Monte custou quase o dobro do estimado preliminarmente: R$ 30 bilhões. Seu valor astronômico, porém, não serviria só para cobrir as despesas de engenharia da obra: um percentual era revertido em propina para PT e PMDB. É o que atestam em depoimentos à Polícia Federal, obtidos com exclusividade por ISTOÉ, os executivos Domingos Malzoni, da Cetenco Engenharia, Celso Jacomel Junior, da J. Malucelli e Marcelo de Sousa Ribeiro, da Serveng. Seus relatos mostram como eles foram achacados e sofreram toda a sorte de pressões de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, de Márcio Lobão, filho do senador Edison Lobão (PMDB-MA), e também da Andrade Gutierrez, intermediária dos pagamentos, para que repassassem propinas aos dois partidos.
Os arrecadadores
Documentos obtidos por ISTOÉ mostram que partidos exigiam 1% do total das obras de Belo Monte. Segundo Marcelo de Sousa Ribeiro, da Serveng, em reunião realizada na sede da Andrade Gutierrez, no Rio, houve imposição para que as empresas pagassem propinas ao PT e PMDB e que os arrecadadores seriam João Vaccari, pelo PT, e Márcio Lobão, pelo PMDB (leia o documento no fim da matéria)
O REPARTE DO DINHEIRO
Os depoimentos dos executivos das empresas – detentoras de participação minoritária nas obras – foram prestados em agosto, mas estavam sob sigilo. Vêm à tona agora pela primeira vez pelas páginas de ISTOÉ. Celso Jacomel Junior, Domingos Malzoni e Marcelo Ribeiro disseram à PF que foram informados por Flávio Barra, diretor da Andrade Gutierrez, que deviam repassar 1% do faturamento como propina ao PT e ao PMDB. De acordo com Marcelo Ribeiro, da Serveng, o aviso sobre o pagamento se tratou de “imposição”, não tendo havido qualquer discussão a respeito. “Flávio David Barra limitou-se a informar que, em decorrência de negociação política, as empresas teriam que direcionar 0,5% para o PT e 0,5% para o PMDB”. Ainda segundo Ribeiro, a reunião foi realizada na sede da Andrade Gutierrez no Rio de Janeiro e que durante o encontro “não houve manifestação contrária de nenhum representante de empresa”. Ribeiro acrescentou que “João Vaccari e Márcio Lobão foram indicados como representantes do PT e do PMDB”.
Tesoureiro petista pediu contribuição
O empreiteiro Celso Jacomel Junior, da J. Malucelli, disse à Polícia Federal que participou de reunião com o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, em que o petista lhe pediu contribuições para campanhas eleitorais do PT. Antes desse apelo, Flávio Barra, da Andrade Gutierrez, já havia lhe dito que “haveria necessidade” da J.Malucelli realizar doações para campanhas eleitorais do PMDB
AS PROVAS DA CORRUPÇÃO
Por ISTO É

sexta-feira, 3 de março de 2017

Prefeito de Uruará vai à Justiça para que o IBGE faça nova contagem populacional

Gilsinho Brandão contesta os números do IBGE que 
apontam população de pouco mais 44 mil habitantes em Uruará
O Novo prefeito de Uruará, Gilsinho Brandão (PMDB) vai ajuizar ação na Justiça
Federal para obrigar o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) faça uma nova contagem populacional do município.
Essa tarefa ficará cargo da banca de advocacia Feitosa e Santos Advogados Associados, recém-contratada pelo prefeito por 1 ano para prestar serviços de assessoria e consultoria jurídica.
De acordo com o IBGE, a população estimada de Uruará é de 44.380, dados do ano passado – menor do que o contabilizado pelo instituto no censo de 2010: 44.789 habitantes.
Gilsinho Brandão contesta esses números.
Com área territorial 10.791,406 km², Uruará tem densidade demográfica de apenas 4,15 habitantes por km².
A maior parte dos repasses constitucionais – federal e estadual – para os municípios são calculados com base na população nele residente. É o caso do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), repassado pela União.
Trata-se de uma maiores fontes de receita de Uruará.
No ano passado, o município foi contemplado com R$18,5 milhões, contra R$15,9 milhões repassados em 2015. 
Por Jeso Carneiro

quinta-feira, 2 de março de 2017

Após assalto, assaltantes sãos mortos pela polícia em Vitoria do Xingu

Após executarem assalto na Papelaria e Armarinho no município de Vitória do Xingu, a cerca de 50 quilômetros de Altamira, dois assaltantes foram mortos depois do cerco e perseguição policial.
Informações preliminares do jornalista Edil Aranha davam conta de que a dupla estavam fortemente armados em uma moto Bros, e que antes de serem executados ainda levaram uma quantia em dinheiro e pertences das vítimas. O Armarinho é de propriedade do Empresário Rutinaldo Peixoto. Até o fechamento dessa matéria, os corpos das duas vítimas se encontravam no hospital da cidade.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

INFORME A POPULAÇÃO DE URUARÁ.

O secretário de saúde do município de Uruará Maciel de Moura, destaca em sua pagina pessoal na internet que todas a medidas protetivas e de prevenção está sendo​ adotada, Contra a FEBRE AMARELA inclusive todos os postos de saúde do município, já está disponível para pacientes que atenda a orientação do foldrs acima. Não há motivo para pânico ou especulação, a Décima Regional Proteção social, estará enviando ao município ainda esta semana uma equipe da vigilância em saúde para realizar em parceria com a Secretária de Saúde, uma investigação da possibilidade de algum foco no município afirma o Secretário. Até o momento não há nem um caso suspeito, mesmo assim considerando a proximidade com a cidade de Rurópolis, está sendo estudado a possibilidade de uma campanha de vacinação que será disponibilizado a todos os munícipes que desejarem ser imunizado. No momento oportuno divulgaremos através das redes sociais e meios de comunicação local.
Agradecemos a compreensão de todos. Atenciosamente:
GEREZINHO MACIEL DE MOURA
Secretário Municipal De Saúde
Decreto 004/2017

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Exame confirma morte de macaco por febre amarela em Rurópolis

A Secretaria de Saúde de Rurópolis já adotou medidas de bloqueio e controle vacinal
contra a doença, onde os Munícipes de Uruará estão até sem vacina para a prevenção da doença.
O IEC (Instituto Evandro Chagas), em Belém, confirmou hoje, 21, que deu resultado positivo para febre amarela o exame no macaco (primata não humano) encontrado na comunidade Estrela do Norte, zona rural do Rurópolis, no oeste do Pará, há cerca de 20 dias.
Com o resultado, mediante realização de teste de biologia molecular (RT-PCR em tempo real), o IEC notificou imediatamente o 9º Centro Regional de Saúde/Sespa, com sede em Santarém, bem como o Ministério da Saúde.
Os macacos são hospedeiros do vírus da febre amarela.
De acordo com a secretária de Saúde de Rurópolis, Fernanda Cardoso, o município já adotou medidas de bloqueio e controle vacinal contra a doença.
O secretário de saúde de Uruará afirmou que o município de Uruará não está na área de risco da febre amarela. Onde nenhuma preocupação das autoridade Uruaraense sobre a doença esta em evidencia, por isso esteja faltando a vacina no Hospital Municipal de Uruará. Já os secretários de Placas, Rurópolis, Santarém, etc.. pensam diferente, pois lá tem a vacina.
A febre amarela
A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos.
As primeiras manifestações da doença são repentinas febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.
A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.
A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

Domingos Juvenil é condenado a prisão por crime de peculato, e vice deve assumir prefeitura de Altamira

Prefeito de Altamira e ex-presidente da Alepa foi condenado nesta segunda. 
Ele, servidora e médica são acusados de desvio de dinheiro público.
O prefeito de Altamira, Domingos Juvenil, foi condenado a cumprir pena de 3 anos de reclusão pelo crime de peculato, além de 75 dias de multa.
A decisão unânime foi anunciada nesta segunda-feira (20), durante a Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA). Por meio de nota, a assessoria de Juvenil informou que o prefeito não foi notificado da decisão.
MPE denuncia Domingos Juvenil e outros 14 por R$ 900 mil em fraudes
O ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), Domingos Juvenil, a servidora Paulina do Socorro da Costa Nascimento e a médica Paula Roberta Ferreira Martins foram acusados em outubro de 2011 em ação penal oferecida pelo Ministério Público do Estado (MPPA) aos crimes de abandono de cargo público e falsidade ideológica, pelo fato da médica receber salário da casa legislativa sem trabalhar entre os anos de 2008 e 2011, pois residia em São Paulo.


Durante a instrução processual o caso foi dividido em dois processos. A servidora Paulina Nascimento foi absolvida e a médica condenada no primeiro grau a dois anos e sete meses de reclusão. Juvenil, por ter foro privilegiado a partir de 2013, passou a responder o processo perante o Tribunal de Justiça.
Desvio de dinheiro público
Em 2007 Paula Roberta Ferreira Martins foi contratada temporária da Alepa. Na data de 31 de janeiro de 2008 ela solicitou licença para cursar especialização em São Paulo sem prejuízo de suas remunerações na Alepa, o que foi autorizado por ato unilateral do presidente da Alepa no dia 8 de fevereiro de 2008, sem prévia aprovação da Mesa Diretora.
Em fevereiro do mesmo ano, Paula Martins começou a residência médica em São Paulo na especialidade oftalmologia.
Já em setembro de 2008 a médica foi nomeada pelo Hemopa lotada no município de Castanhal. No dia 15 de setembro de 2008 Domingos Juvenil solicitou a cessão da servidora Paula do Hemopa para a Alepa com ônus para o Hemopa.“A servidora de fato recebeu normalmente seus vencimentos da Alepa no período de 2008/2011, inclusive de forma cumulada com a Hemopa, sem prestar qualquer serviço no Estado do Pará, com sua frequência sendo atestada pela presidência da casa legislativa”, afirmou o procurador de Justiça Nelson.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

MPF denuncia ex-prefeito de Medicilândia (PA) por desvio de mais de R$ 800 mil

Ivo Valentim Muller pode ser condenado a devolver os recursos 
aos cofres públicos e pode ser proibido de assumir cargos públicos durante cinco anos
O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça o ex-prefeito de Medicilândia (PA) Ivo Valentim Muller pelo desvio de R$ 804.171,36 que deveriam ter sido investidos no sistema de esgotamento sanitário do município durante sua gestão, de 2009 a 2012.
Também foram denunciados a engenheira Maria Estrela Nunes Queiroz, fiscal da obra, e os empresários Alexandre de Oliveira Coelho e André Sanford Carneiro, sócios de uma das empresas contratadas pelo município, a Vepo Indústria e Comércio de Equipamentos.
Caso condenados, os acusados terão que reparar os prejuízos aos cofres públicos, e o ex-prefeito poderá ficar proibido de assumir cargos ou funções públicas, durante cinco anos.
O desvio ocorreu com recursos de um convênio de R$ 2,5 milhões entre a prefeitura e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Apenas 29,66% da obra foi realizada.
A paralisação e a deterioração da obra foram confirmados em vistorias da Funasa e da Controladoria-Geral da União (CGU).
A CGU também relatou que os serviços foram feitos de forma irregular, em valores e percentuais superiores aos efetivamente executados, destacou na denúncia a procuradora da República Lígia Cireno.
Ministério Público Federal no Pará

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

GARRAFÃO DO NORTE: a pedido do MPPA ex-prefeito e ex-tesoureiro são presos

O Ministério Público do Estado, por meio da Promotoria de Justiça de Garrafão do Norte, em conjunto com o Núcleo de Combate à Improbidade e à Corrupção (NCIC), requereu e a Justiça determinou a prisão do ex-prefeito municipal, Antonio Pereira de Araújo e do ex-tesoureiro Fernando Mariano de Souza. Além da prisão os dois gestores tiveram seus bens bloqueados. O mandado foi cumprido nesta sexta-feira (10). Os dois gestores são acusados de efetuarem pagamentos irregulares, entre outros desvios. Ao ser preso foi encontrado com o ex-tesoureiro a quantia de R$30 mil.
O Município de Garrafão do Norte encontra-se em Estado de Emergência financeira, inclusive com os vencimentos de grande parte do funcionalismo público em atraso. O Ministério Público ao investigar as razões dessa situação, descobriu pagamentos irregulares feitos pelo ex-gestor, como o pagamento realizado no final do ano letivo, no valor de R$ 554.971,90, pela compra de material escolar, quando o próprio salário do funcionalismo público não estava regular, com a agravante que esses pagamentos não foram empenhados nem constavam do portal da transparência.
Com isso, o Ministério Público requereu e foi deferido pelo Juízo da comarca de Garrafão do Norte o bloqueio de mais de R$ 2 milhões de cerca de sete empresas e pessoas físicas sob suspeita de pagamentos irregulares.
Além disso a administração também não repassou os consignados dos servidores públicos ao bancos credores, mesmo descontando dos contracheques, numa apropriação de mais de R$ 2,5 milhões, fazendo que servidores tivessem seus nomes negativados e bloqueado seu acesso a compras a prazo. Foi apurado ainda que a prefeitura também não fez os recolhimentos previdenciários.
Outra irregularidade ocorreu em uma transferência bancária no valor de R$ 300 mil para uma empresa que presta serviços de internet (J M P Alencar & AGF Alencar LTDA – ME), realizada no último dia da gestão do ex-prefeito de Garrafão do Norte, empresa que sequer prestou qualquer serviço ao Município.
"O próprio responsável pela empresa informou ao Ministério Público, em depoimento, que não realizou qualquer serviço para o Município para justificar aquela transferência e não sabia as razões daquele pagamento. Esse dinheiro foi bloqueado e retornou aos cofres públicos", disseram os representantes do Ministério Público. 
Texto: NCIC
Edição: Assessoria de Comunicação

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Instituto TIM abre inscrições para bolsas destinadas a medalhistas da Olímpiada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Alunos que vão ingressar no Ensino Superior têm até 
20 de fevereiro para se candidatar às 50 bolsas mensais de R$ 1.200
Os medalhistas da Olímpiada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) têm até o dia 20 de fevereiro para realizarem sua inscrição e concorrerem a 50 bolsas de estudo no valor de R$ 1,2 mil mensais oferecidas pelo Instituto TIM. O incentivo é direcionado aos estudantes que receberam medalhas de ouro, prata ou bronze em edições anteriores da OBMEP e vão ingressar no Ensino Superior em 2017. Para se candidatar, é preciso estar matriculado em uma universidade pública em um dos seguintes cursos: Astronomia, Biologia, Computação, Economia, Engenharia, Estatística, Física, Matemática, Medicina ou Química. 
Os bolsistas serão selecionados por uma comissão formada por representantes do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e receberão a bolsa de estudo durante 12 meses, renováveis por até 48 meses. Os interessados que se enquadrem nos requisitos podem realizar a inscrição pelo site bolsatim.obmep.org.br. O resultado da seleção será divulgado na mesma página até o dia 07/03.

A Bolsa Instituto TIM – OBMEP tem como objetivo dar apoio financeiro aos talentos vindos de famílias de baixa renda, para que possam assim cursar a universidade. Desde 2015, o Instituto TIM já apoiou 100 jovens estudantes que não teriam condições de cursar o ensino superior sem esse suporte. 
Sobre o Instituto TIM
Fundado em 2013, o Instituto TIM (institutotim.org.br) tem como missão criar e potencializar recursos e estratégias para a democratização da ciência, tecnologia e inovação, promovendo o desenvolvimento humano, utilizando a tecnologia móvel como um dos principais habilitadores. Possui quatro pilares que definem sua atuação: Ensino, que tem como foco a educação em ciências e matemática; Aplicações, com o objetivo de desenvolver novas soluções tecnológicas livres; Inclusão, com a difusão do conhecimento de tecnologias de informação e de comunicação; e Trabalho, criando novas formas de atuação por meio do conhecimento tecnológico. Todas as soluções tecnológicas desenvolvidas pelo Instituto TIM são livres. Os projetos do Instituto TIM já envolveram mais de 700 mil pessoas em todo o país.
Vanessa Tavares
Relações com a Imprensa

Pará tem potencial de investimentos e geração de empregos destaca Mídia nacional

A mídia nacional continua repercutindo os números positivos da produção industrial no Pará, divulgadas na terça-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa realizada pela instituição revelou que o Estado foi o único a apresentar crescimento em 2016 (9,5%), enquanto o restante do País registrou uma queda de 6,6%. O quadro favorável foi destaque no jornal “RedeTV! News”, com comentário da jornalista de economia Salete Lemos, que definiu o Estado como “uma oportunidade interessante de emprego".
Boris Casoy, apresentador do telejornal, perfuntou sobre o contraste entre os números negativos da economia brasileira, que resultou na perda de milhares de empregos, e a expansão das oportunidades e investimentos no Pará. Segundo a avaliação de Salete Lemos, isso se deve ao crescimento industrial na região. “Se você está pensando em mudar de vida neste início de 2017, atenção especial ao Estado do Pará”, afirmou a jornalista. O motivo desse crescimento estaria nas parcerias, capacitação e exportação estimuladas pelo governo estadual.
Salete Lemos também destacou a criação do polo têxtil na região oeste paraense. “O Pará tem a matéria-prima da indústria, que é a celulose solúvel, uma reviravolta nos negócios para quem exporta. O Pará exportava a celulose para a China, que com essa matéria-prima acelerava sua produção, invadindo os mercados com roupa barata. Ou seja, nós vendemos a matéria-prima e compramos o produto acabado, uma equação que vai mudar com a criação do polo têxtil no Estado do Pará”, reiterou.
O protocolo de intenções para viabilizar um polo industrial têxtil na região oeste paraense foi firmado entre o governo do Estado e a empresa Jari Celulose, no final do ano passado. O empreendimento será instalado no município de Almeirim, mas com possibilidade de implantação de empresas do setor em outros municípios. Com a iniciativa, o Pará vai agregar valor à celulose solúvel, matéria-prima mais barata para a produção têxtil.
Pará 2030 - A iniciativa foi fruto de uma construção coletiva, que congrega governo e setor produtivo em busca de novos investimentos, visando ampliar a geração de emprego e renda para a população, por meio de incentivos adequados, melhoria da infraestrutura e logística para as cadeias produtivas estratégicas, priorizadas no Programa Pará 2030.
O Pará também foi apresentado como o estado do Norte do Brasil que mais recebeu investimentos nos últimos anos, e tem potencial em diversas áreas para geração de emprego e renda. “Entre os principais investimentos estão energia, mineração, logística, infraestrutura, turismo, ciência, tecnologia e inovação, milhares de oportunidades. O sucesso do Estado está na gestão, educação e exportação”, acrescentou a jornalista.
A questão geográfica também foi ressaltada na avaliação de Salete Lemos. “O Pará tem uma localização geográfica privilegiada, e com a ampliação do canal do Panamá o Estado terá real possibilidade de se consolidar como a melhor rota comercial do Brasil junto ao principal mercado consumidor do mundo, que é a Ásia”, finalizou.
Fonte: Agência Pará

Governo concede licença para Belo Sun extrair ouro na região do Xingu

Projeto mineral deve funcionar por 12 anos na região do Xingu.
Estado espera arrecadar R$ 60 milhões com royalties minerais.
A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) do governo do Pará conceceu nesta quinta-feira (2) a licença de instalação para a empresa canadense Belo Sun extrair ouro por 12 anos no município de Senador José Porfírio, na região do Xingu. A empresa já possui Licença Prévia (LP) aprovada pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema) e expedida pela Semas em 2014.
saiba mais
 Especialistas acreditam que ele pode causar danos irreparáveis ao meio ambiente, e a defensoria pública do estado chegou a pedir a suspensão de sua licença.
Segundo o governo do Pará, foram três anos de análises para a liberação desta licença. A expectativa é que o projeto gere 2.100 empregos diretos na fase de implantação, e 526 na fase de operação.
Ao longo dos 12 anos, a empresa deve pagar mais de R$ 60 milhões em royalties de mineração para o estado - quase R$ 5 milhões por ano. O valor pago em impostos deve ser ainda maior: cerca de R$ 130 milhões para o país, estado e município durante o período de instalação, e depois R$ 55 milhões por ano.
Condições para a licença
Uma das exigências para a emissão da licença foi que a economia paraense fosse beneficiada pelo projeto, por isso a produção de ouro no Xingu deve ser realizada no estado. A empresa se comprometeu a instalar uma refinaria, verticalizando a produção.
Para a liberação da licença, a Secretaria exigiu mudanças no projeto, impedindo a captação de água do rio Xingu e exigindo o monitoramento da qualidade do ar, nível de ruído, vibração e gerenciamento de resíduos, além da recuperação das áreas degradadas.
A Semas também solicitou que a empresa elaborasse estudos para garantir a segurança das comunidades indígenas da região, que vivem entre 12 e 16 km de distância do garimpo. De acordo com a legislação, a distância mínima entre um garimpo e uma aldeia deve ser de 10 km.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

HOMEM TIRA A PRÓPRIA VIDA NO INICIO DESSA NOITE DE QUINTA FEIRA EM URUARÁ. VEJA LOGO MAIS ATUALIZAÇÃO.

PAI DO ARTUR VISITA O PRIMEIRO PACIENTE IMPLANTADO COM MARCA-PASSO DIAFRAGMÁTICO NO BRASIL.

Ademilson Leverguini, pai de Artur Von Groll Leverguini, esteve em São Paulo, onde foi levar o
Transmissor do Marca-passo Diafragmático, que foi enviado de volta à fábrica, nos EUA para uma regularem específica ao tipo de procedimento cirurgico que foi realizado no Artur.
Em ocasião da viagem Ademilson visitou o Maurício, primeiro paciente a receber o implante de Marca-passo Diafragmático no Brasil.A Família reside em Cotia - São Paulo.
A visita foi importante para conhecer a estrutura necessária para o Artur. Foi uma emoção conhecer e conversar com o Maurício, segundo a mãe de dele, Senhora Mirian Ortega, o implante é um grande sucesso, pois antes de receber o marca-passo, ele passou por algumas complicações respiratórias. Hoje Maurício fica 24 horas respirando em Marca-passo Diafragmático, utilizando o respirador apenas para exercícios respiratórios. Além disso deu maior qualidade de vida ao Maurício, que hoje cursa faculdade.
"Agradecemos ao Dr. Rodrigo Sardenberg, ao Sr. Ubirajara Contés por proporcionar este encontro, e nossa gratidão ao Maurício, a Mirian (sua mãe) e a todos da família que nos receberam com tanto carinho". (palavras do pai de Artur).

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

VEREADORES APROVAM PROJETO DE LEI QUE DEVEDORES PODERÃO QUITAÇÃO SUAS DIVIDAS COM O MUNICÍPIO DE URUARÁ.

Nessa manhã de Segunda Feira em uma sessão extradicionaria os Vereadores do município de Uruará discutir e aprovar o REFIS - programa de Recuperação fiscal no município de Uruará. O Projeto de Lei vai facilitar o contribuinte pagar seus impostos que estiverem na divida ativa do município, parcelando em até 24 vezes seu débito. O Projeto foi em votação e foi aprovado por todos os vereadores presentes.
Com a aprovação do projeto os Uruaraenses que possui débitos na Prefeitura poderão regularizar suas pendências fazendo parcelamento, de dividas ativa de IPTU, TAXAS, ALVARÁS, ISS E MULTAS ADMINISTRATIVAS.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017


Gilson Brandão surpreende e paga antecipado o salário de janeiro aos funcionários público do município de Uruará (PA)

Receber o salário em dia é um direito de todo o trabalhador. Os servidores municipais do município de Uruará que nos últimos 4 anos passaram por sérias dificuldades devido a falta de pagamento com longos períodos de atraso salarial, já podem sorrir e até comemorar. Pela 1ª vez na história do município os salários dos servidores serão pagos de modo antecipado. O prefeito Gilson Brandão (PMDB) autorizou o pagamento dos salários dos funcionários de todas as secretarias do município para esta sexta-feira, 27. O pagamento que tem vencimento para o dia 30 de cada mês e mais 5 dias úteis para ser pago está sendo efetuado com 3 dias de antecedência. O dinheiro já está nas contas dos servidores.
A ação de antecipação dos salários dos servidores ocorre após Gilson Brandão anunciar em entrevista a Rádio Regional FM nesta sexta-feira, 27, de que não irá admitir atraso dos salários dos funcionários nas secretarias municipais. E que está sendo feito um grande esforço para manter os salários dos servidores rigorosamente em dia.
Na entrevista a Regional o prefeito também anunciou sobre o planejamento de governo para a recuperação das estradas vicinais e das ruas da cidade, segundo o prefeito esse trabalho será executado no período do verão.
Gilson Brandão ainda informou durante a entrevista à emissora de rádio que o município além de estar recebendo o FPM zerado, também está com os recursos da educação reduzido em 3 milhões de reais, sendo que estão orçados apenas 27 milhões de reais para serem gastos com educação no município em 2017, valor reduzido em relação ao ano de 2016 que foi de 30 milhões de reais. Mas de acordo com o prefeito a intenção do governo é manter os contratados.
Por: Joabe Reis

Polícia Civil está à procura de falso pastor acusado de estupros em Novo Repartimento

A Polícia Civil está à procura de Pedro Oliveira de Sousa Junior, acusado de se passar por pastor de uma igreja evangélica, para estuprar mulheres, em Novo Repartimento, no sudeste do Pará. Duas vítimas o denunciaram na Delegacia do município. O acusado está com mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça e atualmente está foragido. Os casos foram comunicados ao delegado Arthur Nobre, na quinta-feira, dia 26, quando foi instaurado inquérito policial, para apurar os fatos. A partir do relato de testemunhas e de provas apresentadas, o delegado requereu à Justiça a prisão do acusado.
Segundo o delegado, Pedro Junior se identificava como pastor da Congregação Nova Aliança, onde pregava nos cultos e ganhava cada vez mais a confiança das pessoas da comunidade e, assim, conseguia chamar a atenção de seguidoras da igreja. Ele atuava na região há, pelo menos, sete anos.
Após a decretação da prisão, nesta sexta-feira, 27, a equipe policial de Novo Repartimento tentou localizá-lo o município, até descobrir que ele havia viajado para Marabá. As buscas ao acusado foram realizadas pela manhã e durante a tarde desta sexta-feira. "Ao chegarmos à cidade, testemunhas nos informaram que ele estava na casa de sua mãe, que mora em Marabá, mas que já teria se deslocado para outro lugar", explicou o delegado.
Os policiais civis fizeram novas buscas, mas não conseguiram encontrar Pedro Junior. Conforme o delegado, o acusado usa um carro modelo Renault Logan, cor azul escura, com placa JVG 9165. O delegado solicita a quem tiver informações sobre o paradeiro de Pedro Junior que telefone para o fone 181, o Disque-Denúncia.

Intervenção em ruas de Uruará, PA, desperta curiosidade de moradores

Professores espalharam placas com perguntas em espaços públicos.
Ação tem o objetivo de fazer população refletir sobre cidadania.
Em Uruará, uma ação de professores do município chamou atenção e despertou a curiosidade dos moradores da cidade. Na última quinta-feira (26), um grupo de mais de 20 professores saiu às ruas
para colocar placas e cartazes em espaços públicos.
“Espaço público! A quem compete preservá-lo?”, “Praça em ruínas. Quem pode ressuscitá-la?”, “Até quando ficará assim?”. Essas e outras perguntas foram colocadas em vários pontos da cidade.
Quem passava pelo local, parava para ler. “Vimos pessoas não entendendo nada, outras refletindo sobre o assunto. Essas intervenções em espaços públicos são comuns nos centros urbanos, mas no interior essa sensibilização não está muito aflorada, é algo diferente”, disse o professor e sociólogo da Universidade Federal do Pará (UFPA) Leonardo Zenha, responsável pela ação.
A ação foi aprovada pelos moradores, como a servidora Claudia Longhi. “Excelente esse trabalho que foi feito, muita gente ficou curiosa, as pessoas tiravam fotos. Falta essa consciência, de preservar o meio ambiente, a praça limpa, o espaço para as crianças brincarem, mostrar que todo mundo tem responsabilidade”, afirmou.
Segundo o professor Zenha, o objetivo é despertar a sensibilidade das pessoas para o seu papel na cidade. “Perguntas são muito mais que respostas, fazem com que as pessoas pensem e se sensibilizem. O poder público somos nós e se impacta a sociedade, impacta o poder público também”, explica.
A atividade faz parte da disciplina Arte-Educação que o professor da UFPA ministrou para professores da Educação Básica, em formação pelo Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor). As aulas ocorrem no período de recesso escolar, e segundo Zenha, os professores já vinham discutindo durante toda a semana na sala de aula a perspectiva de arte e necessidade de sensibilização através das reflexões.
“Fizemos dinâmicas, trabalhamos textos e eles tiraram algumas fotos e a ideia era fazer uma intervenção. Eles saíram para ver onde queriam intervir e fizeram essa intervenção de forma a pensar espaço na cidade. Como se fosse uma devolução para a cidade”, explica ainda Zenha. 
Do G1-Pa

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Itaituba: Homens presos com armas disseram que estavam atrás de um trator roubado.

Os homens estavam com as armas em uma camionete Toyota Hilux, de cor prata, placa NTX-6574 de Guarantã do Norte- MT.O veiculo foi abordado na Rodovia Transamazônica, próximo ao Posto
Equador, por volta das 2 horas da madruga desta quarta feira, 25. Os militares pediram que os homens saíssem do veículo, foram revistados e com Ricardo Rômulo que é subtenente agregado da Policia Militar do Pará, foi encontrado um revolver calibre 38 na cintura. 
Em seguida os militares realizaram uma revista minuciosa no veiculo e mais três armas foram encontradas no interior, sendo: Uma espingarda calibre 20; Um rifle estilo mosquetão; Uma submetralhadora calibre 762; dois carregadores e 64 munições intactas. Todos foram levados para a delegacia de policia e lá foram identificados como sendo: Ricardo Romulo dos Santos Ribeiro, de 51 anos; Adriano de Andrade Mota, de 31 anos; Frank da Conceição Soares, de 30 anos; José Gomes Filho, de 45 anos e Joseildo Gomes dos Santos, de 39 anos. Zé Filho já foi candidato a Prefeito no município de Uruará em 2008 e 2012.
Em depoimento a Policia (Joseildo Gomes dos Santos, de 39 anos) relataram que estava atrás de um
trator que teria sido roubado na região do Município de Mujuí dos Campos, apresentaram uma ocorrência de roubo do trator. Segundo eles receberam a informação que o trator estaria na região de Itaituba, por isso vieram para tentar encontrar e levar de volta. 
Adriano de Andrade Mota, de 31 anos, disse ser dono das armas, por isso ficou preso e vai responder. Ricardo Rômulo dos Santos Ribeiro, de 51 anos, pagou fiança e foi liberado, mas vai responder por posse ilegal de arma de fogo. Frank; José e Joseildo também foram liberados, se serão testemunhas no inquérito policial. Em entrevista o delegado Djalma Pereira disse que todos os procedimentos estão sendo feitos. As armas serão levadas ao IML para verificar a funcionalidade das mesmas, disse o delegado. 
Fonte: Junior Ribeiro e PC.