domingo, 29 de novembro de 2009

Ibama bloqueia e multa planos de manejo em Anapu

O Ibama multou em R$ 9,7 milhões as associações da Comunidade Renascer e dos Pequenos Produtores da Região de Anapu na quinta-feira (26) pela venda ilegal de 27,2 mil m³ de resíduos florestais, o equivalente a 544 caminhões cheios, no sudoeste do Pará. Além das multas, as entidades ainda tiveram as atividades embargadas e os acessos ao Sisflora bloqueados Clik no link e leia mais....http://www.diariodopara.com.br/noticiafullv2.php?idnot=69650

Ibama embarga terras e aplica R$ 5 milhões em multas no PA

Fiscais do Ibama embargaram, em operação nesta terça-feira, cerca de 1 mil hectares de áreas desmatadas ilegalmente e aplicaram mais de R$ 5 milhões em multas em sete municípios ao longo da Rodovia Transamazônica, no Pará. A Operação Bacajá começou por Uruará e terminou em Tucuruí (PA).
De acordo com a assessoria do Ibama, todas as empresas falsas foram bloqueadas no Sisflora, o sistema de controle do fluxo de madeiras e subprodutos florestais da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Pará. "Agora elas não poderão mais ser utilizadas para esquentar madeira ilegal. Quem vendeu ou comprou das serrarias fantasmas também será punido e bloqueado", disse o Chefe da Divisão de Fiscalização do Ibama em Belém, Paulo França.
Os agentes combateram pontos de desmate revelados pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), projeto do Instituto Nacional de Pesquisas Aeroespaciais (Inpe) que monitora a Amazônia Legal. "As imagens de satélite mostraram um grande foco de desflorestamento, com aumento nas derrubadas a partir de agosto", afirmou França, acrescentando que os muitos rios da região ajudam a escoar a madeira ilegal.
Os agentes ainda apreenderam cinco caminhões, quatro tratores, dez motosserras, armas e identificaram 13 serrarias fantasmas durante os trinta dias de ação, entre os dias 21 de outubro e 19 de novembro.
Na operação, também foram identificados exploração ilegal dentro da Floresta Nacional (Flona) de Caxiuanã, a mais antiga da Amazônia Legal, localizada no noroeste do Estado. A fiscalização interrompeu o corte em 30 hectares de florestas, aplicou cerca de R$ 40 mil em multas e apreendeu quatro motosserras. Três homens foram presos por portar armas sem licença, entre elas uma espingarda calibre 12.

Redação Terra

Frase da semana

Prefeito Eraldo Pimenta diz:

"De verde, o Mininistro do Meio Ambiente Carlos Minc, só entende se for o verde da maconha"

Caso Dorothy: testemunha sofre atentado


Pará - A polícia de Anapu ainda não tem pista de dois pistoleiros que tentaram matar, na noite de quinta-feira, Roniery Bezerra Lopes, um ex-empregado do fazendeiro Regivaldo Galvão, o “Taradão”, acusado de ser o principal mandante do assassinato da missionária norte-americana, naturalizada brasileira, Dorothy Stang  http://notapajos.globo.com/lernoticias.asp?id=30625&tit=Caso%20Dorohy:%20testemunha-chave%20sofre%20atentado

Ciência e Saúde - Pará registra maior número de casos da doença de Chagas

Pará - Ministério Público acompanha análises de laboratórios que analisam amostras de açaí produzido no interior do Pará e distribuído na Região Metropolitana de Belém. Segundo o promotor Marco Aurélio do Nascimento, a maior parte dos resultados aponta o produto como impróprio para o consumo.
A falta de higiene pode provocar um problema grave: o mal de Chagas, que atinge 4 milhões de brasileiros. A doença pode atacar o aparelho digestivo e provocar inflamações no coração e no cérebro.
O barbeiro infectado por um parasita transmite a doença pelas fezes. Na Amazônia, a contaminação também se dá por via oral, quando a pessoa ingere o açaí contaminado.
Segundo o Instituto Evandro Chagas, no Pará, o barbeiro infectado é triturado junto com o açaí em máquinas que separam a polpa do caroço.
Registros
O Pará é o estado que apresenta o maior número de casos de doença de Chagas. No ano passado, foram 97. Este ano, o número quase dobrou: 187 pessoas ficaram doentes e uma morreu. Belém tem registrado surtos da doença.
A Secretaria Estadual de Saúde diz que o hábito de congelar a polpa do açaí não elimina o parasita. “O congelamento não é uma técnica que elimina o parasita da doença de Chagas. Ele permanece viável. De maneira nenhuma o açaí congelado oferece segurança para ser ingerido”, afirmou a coordenadora do programa de doença de Chagas, Eleneide Góes.
O Instituto Evandro Chagas explica que o açaí paraense vendido em todo o país e no exterior representa um risco menor de contaminação, desde que as indústrias façam a pasteurização. “A pasteurização é o processo mais adequado. É um processo físico que elimina o agente que transmite a Doença de Chagas e outros microorganismos”, comentou o pesquisador do Instituto Evandro Chagas Aldo Valente.

G1

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

BANDO ARMADO ASSALTA AGÊNCIA DO BANPARÁ


Cerca de oito homens e uma mulher, fortemente armados, assaltaram a agência do Banco do Estado do Pará na cidade de Maracanã/PA, de onde, segundo informações extraoficiais, levaram mais de 1 milhão de reais.
Os assaltantes entraram na agência já atirando e logo pegaram várias pessoas e fizeram uma barreira humana na porta do banco, enquanto roubavam todo o dinheiro do banco.
Após roubar o dinheiro, os assaltantes fugiram levando quatro pessoas como reféns, inclusive um idoso.
Uma pessoa, pai de um estagiário do banco, foi morta dentro da agência com três tiros, quando tentou resgatar seu filho de dentro da agência.
Informações dão conta de que os assaltantes chegaram naquela cidade na noite de ontem e se hospedaram num hotel em frente à Prefeitura.
As polícias civil e militar estão em perseguição ao bando.

Polícia Civil prende seis pessoas e fecha loja de consórcio


Foi cumprindo mandado de Prisão Temporária, expedido pela juíza-substituta da Vara Criminal da Comarca, policiais civis prenderam pessoas ligadas a uma loja de consórcio.                 Clik no link e leia mais..http://supramax.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1930

Manifesto a vista dos Agricultores do oeste do Pará


Uruará-Em reunião em Brasília no ultimo dia 20 de outubro o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Uruará Joãozinho do sindicato, afirma que foi acertado na negociação entre os representantes dos sindicatos de trabalhadores e trabalhadoras Rurais, do Oeste e FETAGRI BAM e Transamazônica e Contag do Pará, baseada na pauta de reivindicações expressa no Manifesto pela reforma Agrária
Foi acertado uma reunião em Uruará no dia 27 de Novembro com a presença do INCRA e da FURNAI e demais autoridades, visando esclarecer a situação, e escutar a população e elaborar um cronograma de ação para o próximo período. Que no dia de hoje não foi comprido o acerto, que segundo a FUNAI
Disse que não tinha conhecimento da reunião em Uruará.
Uma grande quantidade de agricultores esteve presente, para poder reivindicar seus direitos perante os órgãos responsável que não foi possível. Deixando alguns agricultores triste com o descaso das FUNAI e INCRA,com situação que se encontra.
Segundo os sindicalistas se até terça feira dia 01/ de dezembro de 2009 os órgão do INCRA e FUNAI não comparecer como o combinado, será dado inicio a um manifesto dos agricultores e representando dos sindicatos de 28 municípios do oeste do Pará. Será bloqueada a Transamazônica

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ciência e Saúde - Município do Pará lidera casos de Aids entre cidades pequenas

Brasil - Dados do Boletim Epidemiológico Aids/DST 2009, divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Saúde, mostram que o número de casos de Aids começa a crescer em cidades pequenas, enquanto cai nos grandes centros urbanos. Em 1997, a taxa nas cidades com menos de 50 mil habitantes era oito vezes menor que a das cidades com mais de 500 mil. Em 2007, segundo o órgão, a taxa passou para três vezes.
Nos municípios com mais de 500 mil, houve redução da taxa de incidência neste período – de 32,3 casos por 100 mil habitantes em 97 para 27,4 casos por 100 mil em 2007. Ao mesmo tempo, a taxa nas cidades com menos de 50 mil pessoas passou de 4,4 para 8,2. De acordo com o ministério, as cidades maiores são responsáveis por 283.191 casos de Aids (52% dos casos acumulados); as menores por 15,4%. Em 4.867 municípios há pelo menos um caso.
Nos municípios com mais de 500 mil, a maior redução aconteceu em Ribeirão Preto (SP) – queda de 72,5%, seguida por Sorocaba (SP), com 55,3%, e Santo André (SP), com 51,7%. Foram registradas taxas estáveis no Rio de Janeiro, Campinas (SP), Brasília e em outras 12 cidades – incluída ai Porto Alegre, que é a cidade com mais de 50 mil habitantes com maior taxa de incidência de casos (111,5 por 100 mil). Nesse quesito – municípios com mais de 50 mil habitantes –, os 20 primeiros colocados são da região Sul.
O maior crescimento registrado entre 1997 e 2007 foi na cidade de Ananindeua (PA), com 380%. São Luís (272,1%) e Teresina (254,4%) estão logo atrás no ranking.
No ranking das capitais, Porto Alegre é líder no número de casos de Aids, seguida por Florianópolis e Porto Velho. Na capital gaúcha, a taxa é quase o dobro da capital catarinense (111,5 por 100 mil, contra 57,4). O Rio de Janeiro está em quarto lugar (36,4); São Paulo aparece na 12ª posição (25,7); Brasília, na 24ª (17,3). Palmas é a última colocada (10,7).
Histórico
Entre 1980 e junho deste ano, foram registrados 544.846 casos de Aids no Brasil, com 217.091 mortes neste período. Por ano, segundo o ministério, são notificados até 35 mil novos casos no país. Neste período, a região Sudeste concentra o maior percentual de casos (59,3%), seguida pela região Sul (19,2%) e pela região Nordeste (11,9%). Estes dados são preliminares. Em relação à infecção pelo HIV, a estimativa é que haja 630 mil pessoas infectadas no país.
G1

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Idosa é ESMAGADA por ônibus da Transbrasiliana

A senhora Maria Assunção de 66 anos foi morta brutalmente na última Terça-Feira, pelo ônibus da empresa Transbrasiliana de placa kcc 0496 que faz linha entre o trecho de Marabá a Santarém.O acidente aconteceu entre os municípios de Uruará a Placas, próximo do km 230.
O esposo da vitima, o cidadão José Lopes afirmou que tudo aconteceu depois de que ele a esposa e mais o neto de 11 anos foram visitar parentes no município de Uruará.
Na volta o casal achou por bem que o menor viesse no ônibus da empresa Transbrasiliana, fato que ocorreu.

Foi então que o casal veio na frente do veículo em uma moto NXR 150, placa 5464, quando ao chegarem no km 230, ao descer uma ladeira, o casal se deparou com uma empresa que faz recuperação da rodovia, e que momento antes o carro pipa tinha jogado água no referido trecho, foi então que José Lopes não conseguiu equilibrar a motocicleta e nesse dado momento o ônibus aparece em alta velocidade passando por cima da vitima e arrastando por vários metros chegando ao ponto de Maria Assunção ter suas viceras expostas.
A vitima Maria de Assunção morava na vicinal do lote 10, lado norte onde seu corpo foi velado e enterrado. Ela tinha 11 filhos
O motorista atropelador não prestou socorro e se invadiu do local.

Fonte: Blog do xarope

Final do Fress Cross Acabou em conflito


O Moto fress Cross no Pereirão Sow acabou em porrada,O proprietario do Clube Pereirão e organizador do evento, caiu na porrada, com um cidadão que tirou sua paciencia,e o braço comeu.

Tapiri- Festival Cultural de Uruará

Existe uma expectativa que o Festival das Araras de Uruará que aconteecerá este ano, no período de 27 a 29 de novembro, atrairá uma multidão para o Ginásio Eduardo Nicolini e Praça da Amizade.

Grupos de municípios visinhos já estão confirmando presença para apresentações artísticas no evento. Existe a possibilidade que o Secretário da Cultura do Estado e vários deputados também estarão presentes no Festival.
Escolha a sua Arara.
Vista-se das cores: AZUL, ou AMARELA ou VERMELHA

Edital

http://portal.cnm.org.br/sites/7000/7081/001Concurso.pdf-Clik no link ao lado e Baixe o Edital-
Já esta disponivel o edital do concurso Publico de Uruará  -

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Navegapará afunda em Altamira

A prefeita Odileida Sampaio, a encapetada, resolveu boicotar o Navegapará em Altamira. O programa, segundo denuncia o presidente do PV no Pará, Zé Carlos Lima, não alça voo naquela cidade por conta... Leia... Clique para ler mais →

Acusados de tráfico continuam detidos em Altamira

Dez acusados de tráfico de drogas continuam recolhidos no Centro de Recuperação Regional de Altamira, oeste do Estado. Eles foram presos no último dia 18 durante uma mega-operação com objetivo de
desarticular o tráfico de drogas no município e região
A investigação recebeu o nome de “operação Integração”. Duas outras pessoas estão foragidas. Outros acusados do crime podem ter as prisões preventivas decretadas até o final dos trabalhos investigativos. O inquérito tem prazo final de dez dias para ser concluído. A ação policial contou com coordenação dos delegados Francisco Bismarck e Ricardo Caçapietra com participação das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do 16º Batalhão da Polícia Militar.
O trabalho contou com apoio da SUSIPE (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado) e do Exército Brasileiro, através do 51º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva). As investigações duraram cerca de

três meses. As prisões resultaram do cumprimento de 12 mandados judiciais e de outros 14 de busca e apreensão expedidos pela Justiça Estadual.

A operação, que teve apoio logístico da Superintendência Regional da Polícia Civil do Xingu, comandada pelo delegado Francisco Pinto, serviu de base para futuras operações nos demais municípios daquela região. Além das ordens de prisões e de busca, as equipes policiais realizaram apreensões de carros, motocicletas e de outros objetos de valor que, ao que tudo indica, eram adquiridos como forma de “lavar” o dinheiro decorrente do tráfico de drogas. Além dos delegados Francisco Bismarck e Ricardo Caçapietra, participaram da operação os delegados Godofredo Borges e Paula Nyandra, os escrivães Michelli, Gilson, Rogério e Marcelo, além dos investigadores Jorge Monteiro, Valdemir, Sena, Wandilson, Barros, Leonel e Edson.
(Ascom/ Policia Civil)

Polícia - Dupla é presa por roubo e estupro


Santarém - O fato aconteceu por volta das 21h00 de segunda-feira (23) no bairro do Maracanã. A vítima, uma mulher de 38 anos foi abordada por dois homens que portavam uma faca no momento em que voltava pra casa. Depois de a renderem os acusados roubaram a bolsa da mesma e a obrigaram a entrar num terreno baldio onde ela foi estuprada.
A prisão dos dois estupradores aconteceu meia hora depois de praticado o delito. Douglas Santos de Siqueira, de 20 anos e Rafael Gomes Lobato, de 18 foram detidos pelos agentes da Polícia.
Essa não foi a primeira vez que Rafael foi detido. O rapaz já tem passagem na Delegacia por assalto.
A dupla prestou depoimento e deverá ser transferida ainda hoje para a Penitenciária Agrícola de Cucurunã, onde aguardará um posicionamento da justiça.

Com informações do Jornal Tapajós

Deputados do PA envolvidos no mais novo escândalo da Câmara

Documentos secretos obtidos pela Folha por determinação judicial apontam que ao menos sete parlamentares usaram recursos da Câmara dos Deputados para custear gastos em campanhas eleitorais de 2008.


A informação é da reportagem de Alan Gripp e Ranier Bragon para a Folha desta terça-feira (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).
De acordo com a reportagem, os deputados Fernando Gabeira (PV-RJ), Jader Barbalho (PMDB-PA), Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), Narcio Rodrigues (PSDB-MG), Giovanni Queiroz (PDT-PA), Fábio Ramalho (PV-MG) e Paulo Rocha (PT-PA), envolvidos nas eleições do ano passado – seja em suas próprias candidaturas ou no apoio de candidatos aliados – utilizaram verba destinada a atividades parlamentares para alugar carros e aeronaves em campanhas e em hospedagem de assessores em hotéis.Os valores gastos vão de R$ 2 mil a R$ 28 mil.
A maioria dos candidatos alegou à reportagem que as despesas correspondem a custos do próprio mandato, e não de campanhas eleitorais.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Garimpeiros temem perder aposentadorias e pensões

 Pará - O projeto que estabelece pensão vitalícia de até três salários mínimos aos ex-garimpeiros de Serra Pelada, segundo os próprios garimpeiros, ganhou um feroz adversário: o deputado federal Paulo Rocha (PT-PA), que por tabela também seria contrário à exploração da mina do garimpo pela mineradora canadense Colossus. De acordo com lideranças dos garimpeiros, Rocha estaria pressionando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a vetar o pagamento da pensão. Os garimpeiros estão pretendendo acampar em Brasília para pressionar o governo a liberar a lavra mineral em Serra Pelada.
O projeto de lei 5227, que tramita na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal, além da pensão vitalícia a quem já trabalhou em Serra Pelada, prevê também aposentadoria especial para todos os garimpeiros do país. Se for aprovado, tendência que ganha corpo a cada dia na Câmara, o projeto beneficiará mais de 20 mil garimpeiros somente no Pará.
O ministro da Previdência Social, José Simão, de quem Rocha é amigo, segundo acusam os garimpeiros, também sofre pressão do deputado para mandar arquivar o projeto de aposentadoria. O deputado Pepe Vargas (PT-RS) teria sido orientado neste sentido. Ele só não arquivou o projeto devido à reação da Associação dos Garimpeiros de Serra Pelada, a Agasp Brasil, diz a entidade.
“Já era para o projeto ter passado pela Comissão de Constituição e Justiça e ter sido encaminhado ao Senado para a sua aprovação. Mas a ação danosa do Paulo Rocha dentro da Comissão de Finanças e Tributação atrasou tudo e nos obrigou a pedir a instalação de uma audiência pública na tentativa de salvar o projeto”, declarou o presidente da Agasp Brasil, Toni Duarte.
PREJUÍZOS
Para ele, o deputado já prejudicou em parte o sonho de 1,5 milhão de garimpeiros de ter o direito à aposentadoria e pensão vitalícia estabelecido em lei aprovada ainda esse ano pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Lula. Além da Agasp Brasil, duas outras entidades de garimpeiros, a Abasp e a Freddigasp, assim como outras entidades do gênero espalhadas pelo Brasil, acusam Rocha de ter impedido que o direito previdenciário da categoria fosse colocado no Estatuto do Garimpeiro, aprovado no ano passado.No caso da exploração da mina de Serra Pelada, o deputado também é contra, o que tem provocado a ira dos garimpeiros. Segundo Toni Duarte, durante reunião com um grupo de 15 garimpeiros em Parauapebas, ocorrida na sexta-feira passada, Rocha criticou duramente a deputada estadual de seu partido, Bernadete Ten Caten (PT) por estar ajudando os 45 mil garimpeiros sócios da Coomigasp.
Bernadete conseguiu fazer com que a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) dessa celeridade à análise do estudo e do relatório de impacto ambiental da área de 100 hectares da cooperativa (o equivalente a cem campos de futebol). Esse documento é uma exigência da legislação mineral para implantação da mina.
A deputada, que participou da mega-assembleia geral da cooperativa na cidade de Curionópolis, no último dia 8, conseguiu também que o órgão ambiental marcasse para o próximo dia 16 de dezembro a primeira audiência pública. A governadora Ana Júlia Carepa reforçou o pedido de Bernadete, orientando o secretário de Meio Ambiente, Aníbal Pessoa Picanço, para que atenda o pleito dos garimpeiros feito por meio da Coomigasp.

ENTENDA O PROJETO 5.227
Tramitando na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal, o projeto quer garantir pensão vitalícia a quem já trabalhou em Serra Pelada, e também aposentadoria especial para todos os garimpeiros do país. 
Paulo Rocha nega ser contra benefícios 
O deputado Paulo Rocha disse ao DIÁRIO que nada tem contra os garimpeiros de Serra Pelada. “O que eu defendo é que a Serra Pelada seja transferida para os garimpeiros, para que eles mesmos façam a mecanização, mas lá existe uma briga feroz entre eles. O governo só vai passar a mina para eles quando sentir que há unidade na liderança entre os garimpeiros”, observa. 
Segundo Rocha, o maior problema foi a disputa travada para saber qual empresa iria explorar o ouro. Ele diz que não se meteu porque era uma briga entre empresas, embora entenda que os garimpeiros deveriam assumir eles mesmos a mecanização e dialogar com o governo, buscando depois o financiamento para explorar o ouro. 
Na opinião do deputado, Serra Pelada deveria ser uma reserva para exploração do pequeno garimpeiro. E cita o contrato com a mineradora canadense Colossus, assinado pela Coomigasp, como exemplo de grande empresa que está entrando no garimpo. Rocha também se diz vítima de ataques da Agasp Brasil, liderada pelo jornalista Toni Duarte. “Inventaram que eu estive sexta-feira da semana passada em Parauapebas, numa reunião com garimpeiros, quando eu estava no Rio de Janeiro”. 
Chamado de inimigo dos garimpeiros e mensaleiro, o deputado salienta que também nunca foi contra pensão vitalícia ou aposentadoria dos garimpeiros. A aposentadoria, segundo analisa, tem que ser discutida em conjunto, porque hoje existiria um rombo na Previdência de aposentadorias que não têm origem. Seria o caso, por exemplo, dos ruralistas. Ou seja, os ruralistas não colaboram com a Previdência. “Quem também não colabora com a Previdência, como os garimpeiros, só vai aumentar o rombo”. 
No caso de Serra Pelada, Rocha acredita que o objetivo dos que o criticam é limpar a Coomigasp de 42 mil garimpeiros, muitos deles já com idade avançada, para fazer a divisão do ouro entre os poucos que sobrarem. Daí a necessidade de obter a pensão vitalícia da Previdência.
(Diário do Pará)

Sting reencontra Raoni em SP e pede mais diálogo sobre usina de Belo Monte


Construção de hidrelétrica é assunto 'de todos os brasileiros', diz cantor. Fundação criada pelo britânico apóia projetos de índios do Xingu.

O cantor britânico Sting reuniu-se neste domingo (22), em São Paulo, com os líderes caiapós Raoni e Megaron Txucarramãe, para chamar atenção para a questão da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.
Os caiapós, assim como diferentes organizações e movimentos sociais, se opõem à construção da megausina no Rio Xingu (veja gráfico abaixo para entender como deve ser a obra), que ainda não foi licitada por falta de licença ambiental prévia. “Estou particularmente feliz de encontrar meus amigos Raoni e Megaron”, disse o cantor. “Estou aqui porque quero que sua voz seja ouvida”, acrescentou. Ele não condenou a obra diretamente, no entanto.
Explicou que é estrangeiro, e que este é um “assunto brasileiro - mas de todos os brasileiros”. “Há razões econômicas para que seja construída e razões ambientais para que não seja. O povo de Raoni precisa ser parte do processo”, alertou.
Raoni e Megaron também reclamaram da suposta falta de diálogo que haveria com o governo federal que, em sua visão, quer construir a usina “de qualquer jeito”. “O governo não conversou com o índio. O índio não sabe o que é uma audiência pública. Ele acha que vai lá para brigar”, apontou Megaron, ao pedir que o diálogo com os indígenas seja feito de uma forma adequada à sua cultura.

“Quero que meu povo viva em paz, por isso digo para não fazerem a barragem”, disse em seu idioma o líder Raoni, com tradução de Megaron para o português.
Sting espera que na conferência internacional do clima de Copenhague, em dezembro, as lideranças mundiais reconheçam que salvar o meio ambiente é tão importante quanto ajudar a economia ameaçada pela crise financeira internacional. “É muito grande e importante para falhar”, observou.
20 anos depois
O reencontro de Sting com as lideranças caiapós em São Paulo acontece vinte anos após o I Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, em Altamira (PA), em 1989.
Depois da reunião de 1989, Sting fundou com sua mulher, Trudie, a Rainforest Foundation, que, entre outros projetos, apoiou o reconhecimento oficial de terras indígenas no Xingu.
Segundo informações do Instituto Socioambiental, na década de 1990, a Rainforest passou a apoiar projetos no Parque Indígena do Xingu, entre eles o monitoramento dos limites do parque para prevenir invasões e o desenvolvimento de um sistema de educação bilíngue para 14 etnias que ali vivem. Ainda na noite deste domingo, o cantor se apresenta na capital paulista no festival About Us, de cunho ambientalista, e prometeu convidar Raoni para falar no palco. “Serei a banda de fundo do Raoni”, brincou.

Marina Silva
Perguntado se pretende dar algum apoio a Marina Silva durante a campanha presidencial do próximo ano, o cantor inglês disse apenas que conheceu a senadora acreana há dois dias e que ficou muito impressionado. “Ela é muito carismática”, comentou.

Fonte :Globo amazônia

sábado, 21 de novembro de 2009

Polícia - Fazendeiro é assassinado a tiros

Pará - O fazendeiro e zootecnista Adauto Chezine Júnior, 34 anos, foi assassinado a tiros, por volta das 9h de ontem, na entrada de sua fazenda que fica a 10 quilômetros de Redenção, próximo à rodovia federal BR-158, que liga o Pará ao Mato Grosso. Segundo a polícia, o crime foi praticado por um homem que teria armado uma emboscada, quando a vítima desceu do carro para abrir a porteira da propriedade, que fica a poucos metros do asfalto, na localidade conhecida como Maginco.
 Chezine era sócio, em Redenção, da Agrozoo, empresa que atua no melhoramento genético de rebanho bovino.
De acordo com o delegado regional Luiz Antônio Ferreira, que coordena as investigações sobre o homicídio, nada foi levado do fazendeiro que estava em seu veículo, uma L200 azul. Segundo ele, a vítima foi atingida com sete tiros na cabeça e morreu no local.
TIROS
 Ainda segundo o delegado, os funcionários da fazenda ouviram o barulho dos tiros e correram em direção à porteira da fazenda para ver o que tinha acontecido. Chegando lá, encontraram a vítima caída e sem vida.
 Os funcionários também teriam visto um homem correndo para o interior da mata, mas não conseguiram identificá-lo.
 O delegado informou ainda que a polícia não tem conhecimento de que a vítima possuía inimigos. Por conta disso, não será descartada nenhuma linha de investigação na tentativa de elucidar o crime.
O fazendeiro Adauto Chezine Júnior, era natural de Uberada (MG) e estava há seis anos em Redenção. Ele era casado e tinha um filho de dois anos. A esposa dele estava grávida de três meses.


Diário do Pará

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Acusados da morte de Jorge Coelho são Absolvidos




Em um julgamento longo que teve inicio a por volta das 10:30  dessa quinta feira dia 19 de novembro, e termino as 3:00 dessa madrugada de 20 de novembro, foram absolvido o Senhor Eraldino Cavalcante dos Santos e Waldemar Vieira, ambos já qualificados nos autos, por terem segundo a denúncia, na noite de 06 de agosto de 2008, por volta das 21:00 horas,ceifado a vida da vitima Jorge Arcângelo Coelho,delito tipificado  no art. 121, 2º inciso l,ll e lv,c/c art. 20 e art.62, ll e iv todos do CPB
A representação do Ministério Público, após tecer considerações sobre a denúncia e cerca  das provas efetivadas em plenário  e durante a instrução processual ,pediu a condenação dos acusados
O advogado de defesa do acusado Eraldino Cavalcante dos Santos apresentou a tese negativa de Participação no delito
O advogado de defesa de Waldemar Vieira apresentou a tese negativa de Participação no delito
O magistrado José Goudino soares absolveu os acusados Eraldino e Waldemar, o juiz determinou ainda que o diretor da secretaria expeça-se o alvará de soltura para o diretor do centro de recuperação de Altamira, colocando os acusados em liberdade, desde que não haja outro motivo a ficarem presos

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Vice-prefeito de Marabá é preso por fraude

No desdobramento da Operação Higeia, a Polícia Federal prendeu na manhã de hoje (19) cinco funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Marabá, entre eles o secretário Nagilson Rodrigues Amoury, que também é vice-prefeito do município.
Os outros presos são Raimundo Herculano, chefe do Almoxarifado da SMS; Ronaldo Herculano, chefe do Administrativo Financeiro; Carlos Alberto Viana, do setor de Compras; e a servidora de prenome Marla, secretária de Ronaldo Herculano.
Segundo o delegado Antônio Carlos Cunha Sá, que chefiou a operação, as prisões são fruto das investigações da Operação Higeia, que no dia 21 do mês passado desbaratou uma quadrilha que fraudava licitações para compra de medicamentos e materiais médico-hospitalares para a SMS.
Naquela ocasião, dois sócios da empresa Dimateq foram presos, mas já estão em liberdade. A empresa teria envolvimento na fraude das licitações, que vinha sendo investigada desde o começo do ano.
Ainda de acordo com o delegado Cunha, todas as pessoas presas ocupam cargos importantes para o funcionamento do esquema de fraudes. Segundo ele, a fraude funcionava da seguinte forma: o material comprado chegava superfaturado à SMS poderia chegar, ou não, no entanto, a prefeitura pagava pelo produto mesmo assim, pois as notas fiscais eram faturadas normalmente.
Ouvido pela imprensa, o vice-prefeito Nagilson diz estar tranqüilo quanto às acusações e alegou que seus comandados também são inocentes.
Ele não criticou o trabalho da Polícia Federal, observando que é dever da instituição investigar a aplicação do recurso público. “Estamos dispostos a colaborar”.
(Diário Online, com informações de Chagas Filho -

Juiz de Medicilãdia se suicida


O Juiz substituto do Município de Medicilãndia João Francisco Domingos da Silva se suicidou nesta manhã de quinta feira por volta das 11: oo hs 

Segundo informações, o Juiz estava em seu gabinete quando cometeu o suicídio, com um tiro embaixo do queixo
Antes  de cometer a tal atrocidade o Juiz Ligou para sua esposa dizendo que iria se suicidar, e deixou uma carta lacrada com informações do motivo de sua morte, que agora vai ser investigada,no fórum de medicilãndia nesse momento ninguém entra ne  sai,segundo Informações esta um tumulto,com a morto do Juiz, o suicidio do Juiz chocou a cidade de Medicilãdia.

Eraldino e Waldemar em julgamento


Esta acontecendo no Fórum de Uruarà o julgamento do Goiano Eraldino Cavalcante dos Santos, 56 anos, e o capixaba Waldemar Vieira, 37, conhecido por Caçula, autores da morte do candidato a vereador Jorge Arcângelo Coelho. Eles são acusados do cometimento de outras três mortes na região.o Jungamento teve incio por volta das 10:30 hs por atrasos dos acusados que vinheram do Presidio de Altamira. 
As prisões de Eraldino e Waldemar resultaram das investigações realizadas pela equipe da Polícia Civil local, sob coordenação do delegado Cleber Oliveira. Conforme o policial, os presos foram reconhecidos por testemunhas oculares da morte do candidato. O crime aconteceu por volta de 21h30 do dia 6 de agosto de 2008. A vítima foi morta a 4 tiros enquanto dormia no sofá da casa, no Centro de Uruará. Os bandidos armados de pistola calibre nove mm invadiram o imóvel e efetuaram os disparos. Após o crime, os pistoleiros fugiram em uma moto em direção ao bairro Vila Brasil. Sete testemunhas foram ouvidas no decorrer do inquérito.

Fogo destroi casa



Essa noite por volta da  19:oo horas uma casa na rua Floriano Peixoto Perto do antigo aeroporto,pegou fogo e foi totalmente destruida pelo fogo, até o momento não se sabe a causa do incendio.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Conflito na Prefeitura de Placas


 O vice Prefeito da Prefeitura Municipal de Placas na região centro oeste do Pará, Nilson Aranha de Almeida, conhecido como PARENTE, (PMDB) entrou na justiça para pode assumir seu cargo de vice prefeito. Segundo Parente antes de ser empossado o Prefeito NEGÂO, reuniu com os vereadores e mudou no artigo 49 do regime interno, retirando os poderes do vice, para que não assumisse a prefeitura como prefeito interino na ausência do Prefeito Negão. Que segundo Parente o Prefeito mais fica fora da prefeitura, já chegou a ficar 14 dias viajando. Disse ainda que o Senhor Idelton Negão, pai do prefeito eleito Negão Brandão (PSDB). É o que manda e desmanda no pedaço. O Município com uma população de 18, 000 habitante, esta a mercê de seus governantes que só querem desfrutar do beneficio do cargo publico que lhe fora dado nas urnas.O Excelentíssimo Senhor Prefeito Maxwuel conhecido como NEGÃO BRANDÃO não honra seus compromissos, que forram feitos na época de campanha. Que segundo o vice Parente tudo começou em sua casa, a formação do grupo, reuniões e mais reuniões, isso tudo na casa de vice, e depois de eleito o Negão desapareceu de sua casa, não atende telefonemas, e nem e seu gabinete pode entrar. Segundo ele sua função na prefeitura e praticamente só receber o salário, que também foi reduzido. Parente argumenta que tem compromisso com o povo e não que só receber, quer poder beneficiar a população, com seu trabalho.    

 Em audiência no ultimo dia 10 de novembro de 2009 ás 10hs no fórum de Uruará. O prefeito Maxwuel Brandão Perante o Juiz, disse que havia um mal entendido e que tudo estaria sendo resolvido de acordo a lei determina.
 
Parente disse ainda que ao fazer a denuncia no Ministério Publico, foi chamando a atenção pela Promotora Ely Soraya, por esperar quase um ano para denunciar o Prefeito. 

OMISSÃO DE SOCORRO NO HOSPITAL REGIONAL DE ALTAMIRA

A omissão de socorro causa morte da dona de casa Maria Rosicleide de Sousa de 34 anos vitima de uma parada cardiorrespiratória depois de ser barrada na porta do Hospital Regional de Altamira.
 O esposo da vitima Edson disse, que o mesmo chegou ao hospital Regional por volta das 15 horas, com a esposa nos braços sentindo fortes dores nos peitos, a suspeita seria uma parada cardiorrespiratória, porem o casal foi proibido de entrar no Hospital por não ter encaminhamento medico pelos seguranças do hospital.
Edson conta ainda que tentou salvar a esposa levando para o Hospital Municipal da cidade, porem apesar do esforço médico, a dona de casa não resistiu e veio a óbito.Maria Rosicleide deixou 7 filhos sendo um bebe de 1 ano e 3 meses
Segundo Edson Rosicleide estava brincando com seu filho quando começou a sentir dor no peito, que foi levado urgente para o Hospital Regional que não a atendeu,disse que a revolta e grande, pois acredita que se sua esposa teria sido atendida no momento que ele chegou ao Hospital com ela nos braços a fatalidade não havia acontecido. Pois há alguns meses Rosicleide foi internada no Regional com o mesmo problema, e estava em tratamentos.
O fato aconteceu no ultimo dia 02 de novembro. Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia de Altamira pelo aposentado do exercito, Edson Nascimento, e a denuncia foi encaminhada para o Ministério Publico.  O corpo de Maria Rosicleide foi velado e sepultado em Uruará.
Os familiares da vitima estão revoltado e pedem justiça.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Bêbado atropela casal de Idosos


Neste Domingo por volta das 18 h, aconteceu um acidente na Rodovia Transamazônica a uns 2 km de Uruarà no sentido a Altamira, envolvendo um moto e um carro, que segundo testemunhas o motorista do carro Roberval que trabalha na secretaria de agricultura, estava Bêbado que quase não parava em pé, o cidadão estava tão embriagado que bateu na traseira de uma moto que ia à sua frente, e atropelando um casal de idosos, que foram encaminhados para o Hospital municipal de Uruará. Disse umas das testemunhas do acidente que após o ocorrido o pé de cana abandou o carro e fugiu da cena do crime, sem prestar socorro aos idosos que foram socorridos por pessoas que passavam no momento do acidente.

Uruará:policia apreende armas, madeira e veículos em Macapuxi


O resultado de operação conjunta entre o Ibama e a Policia Ambiental do Pará, no último fim de semana foi uma das maiores apreensões de madeira, veiculo, motosserras e armas na região do Macapuxi, dentro do município de Uruará, a 180 quilômetros de Altamira, na rodovia Transamazônica. Os 27 policiais e agentes envolvidos na operação vieram de Belém especialmente para o serviço.

Macapuxi é uma região tida como terra de pistolagens. Vários crimes, resultado da luta pela terra e pela madeira encontrada na área, já aconteceram. Poucos policiais haviam entrado no local por ser uma área de risco. Alguns foram recebidos a bala pelos invasores. Com o acesso restrito, ingressar lá era um desafio para qualquer força policial.
Na operação realizada no último final de semana foram apreendidos quatro caminhões, três deles carregados com toras de madeira das espécies ipê e muiracatiara; dois tratores que serviam para a extração ilegal da madeira, além de sete motosserras e sete armas de vários calibres. Algumas até de fabricação caseira. Foram recolhidas também varias ferramentas como enxadas, foices e machados.De acordo com o analista ambiental Francisco Xavier, o alvo da operação não é só Macapuxi, e sim toda a Transamazônica. Ele afirmou também que além de detectar madeira ilegal, é feita a verificação de empresas fantasmas. Só em Uruará foram descobertas 12 empresas que só existem no papel. Na operação duas pessoas foram presas e encaminhadas à Delegacia de Policia de Uruará. Elas irão responder por porte ilegal de arma e crime ambiental. Todo o material apreendido ficará à disposição da justiça no pátio do Ibama em Altamira.Na semana passada, outra fiscalização de rotina levou o Ibama a apreender uma quantidade de madeira em Altamira. O lote do produto florestal seria utilizado em uma construção que está sendo feita no centro da cidade. Segundo o órgão, o produto estava com a documentação irregular.Na nota que foi apresentada aos fiscais do IBAMA por ocasião do rastreamento, constavam doze metros de madeira serrada sem a especificação detalhada. Dizia apenas que era madeira da espécie “alexa grande”, ou melancieira como é conhecida. Os produtos florestais ficarão retidos no pátio do Ibama até o caso ser apurado.

A festa acabou.




O Ministério Publico de Uruará em conjunto com a policia militar, e conselho tutelar estiveram realizando varias blist  neste final de semana,segundo informações a finalidade das blist são para tirar os menores das ruas depois da 22:00 hs que estiverem desacompanhados de um responsável de maior. Foi fechado vário ponto de festa que acontece no final de semana em Uruará, o clima esquentou na danceteria PANCHA com a chegada da Promotora e sua equipe,por ter a presença de varios menores na festa, o proprietário da danceteria Leandrinho não assinou o termo de Responsabilidade, e foi notificado pela Promotora Ely Soraya e terá que se apresentar nesta segunda feira no FORUN com seu advogado.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Padre encontrado morto


Santarém - O sacerdote da Igreja de Nossa Senhora das Graças, Raimundo Dias da Silva, de 50 anos, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (13) na residência da sua mãe, na comunidade de Mararú, localizada no planalto de Santarém.A família não soube precisar a causa do óbito e o Instituto Médico Legal não divulgou maiores informações sobre o caso. O corpo foi liberado ainda pela parte da manhã e levado para a Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no bairro de mesmo nome, onde permanecerá até as 16h00. De lá o féretro seguirá para a paróquia onde o religioso atuava.Raimundo Dias trabalhou por muitos anos na região de várzea, foi reitor do Seminário São Pio X, auxiliar na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, vigário na Igreja de Nossa Senhora das Graças, e por último atuou na região do Lago Grande.No dia 21 de janeiro do ano passado ele sofreu um acidente. Caiu do telhado da casa dele quando fazia alguns reparos e sofreu um traumatismo. Em decorrência da queda e por causa do tratamento o sacerdote precisou ficar afastado das atividades religiosas retomando-as somente alguns meses depois.A missa de corpo presente será realizada às 08h00 de sábado (14) na Igreja de Nossa Senhora das Graças, na comunidade do Mararú.


Uruará a merce da incopentencia



“Uruará está tomada por obras que parecem não terminar nunca” como a Avenida: Central que tem uns três meses Que começaram e ninguém sabe quando vai ser terminado, isso ser for terminada! Uma obra cem saneamento básico como esgoto etc. E agora dizem que vão fazer outro calçamento na av. Ângelo Debiase logo abaixo da grande obra do Lazarini, com estacionamento e tudo, muito bom se os Travessões estivessem todos recuperados, mas o inverno esta chegando, e as fortes chuvas danificaram as estradas que já não estão prestando, depois vão querer sair fuçando na lama... Isso cem falar em dezenas de postes enfiados na cidade, que segundo informações são para iluminação pública, sendo que centenas de postes estão com as lâmpadas queimadas,e na são substituídas. A má administração de Uruará e gritante. 

E mais Uruará vai ganhar 5 km de asfalto, na realidade a cidade de Uruará não esta ganhando o asfalto, pois o asfalto que vai ser feito e na Rodovia Transamazônica, e uma Rodovia federal, o Governo federal e responsável pelo asfalto da rodovia e não a prefeitura que diz que uma parceria com o deputado Juvenil.Porque não fazem o asfalto nas rua da cidade onde e de responsabilidade  da prefeitura e das parcerias.

Os transtornos causados por obras inacabadas, não só na rua citada, mas em outros pontos da cidade e que vêm provocando prejuízos a comerciantes e resultando, muitas vezes, em acidentes de trânsito.
Poeira no verão e lama no inverno. Esta é a indegnação da população. Vez por outra, os noticiários brasileiros trazem manchetes mostrando obras inacabadas que tiveram um custo milionário para o bolso dos contribuintes. Uruará a situação não é diferente.


GENTE! ESTAR NA HORA DE UM BASTA! A POPULAÇÂO PRECISA SE UNIR E PEDIR EXPLICAÇAO DO USO INDEVIDO DO DINHEIRO PUBLICO! O NOVO INVERNO ESTAR CHEGANDO. VÂO ESPERAR QUE A CIDADE SE DESMORONE, ENQUANTO A VERBA DESTINADA PARA ISSO, SEJA EMPREGADA EM CARRÕES, MANSÕES, PASSEIOS E ENTRETENIMENTOS DOS DIRIGENTES E SUA CORJA DE PUXA-SACOS????ISTO È UM ABSURDO!




Altamira faz ato em defesa de Belo Monte

A cidade de Altamira será palco nesta sexta-feira, 13, de uma grande manifestação em defesa da construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. Mais de dez mil pessoas são esperadas para o evento, que vai contar com deputados federais da bancada paraense, deputados estaduais, prefeitos dos municípios da região de entorno do empreendimento, lideranças empresariais e representantes de centenas de entidades da sociedade civil.

A mobilização desta sexta-feira está sendo realizada pelo Consórcio Belo Monte, o Fórum Regional de Desenvolvimento Econômico e Sócio-Ambiental da Transamazônica e Xingu (FORT Xingu) e a Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Altamira (Aciapa). O evento é uma forma de demonstrar o apoio maciço da sociedade regional à construção de Belo Monte, considerada importante para a consolidação de um processo de desenvolvimento sustentável na região.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Enfim de volta!


Enfim depois de 12 dias fora do ar, a mega radio Regional FM 91.3 volta a sua programação, segundo seus organizadores a emissora teve um problema e seu transmissor, muita falta de sorte foi inaugurada no dia 31 de outubro e no mesmo dia o transmissor deu problema, declama a organização da emissora  

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Intervenção aprovada. Reunião em palácio discute o assunto.

O Tribunal de Justiça do Estado aprovou por volta das 11:00hs de hoje, por 21 votos a favor e apenas um contrário, o pedido de intervenção federal no Pará pelo descumprimento das reintegrações de posse em fazendas invadidas no Estado.
Os pedidos de intervenção no Estado foram formulados por produtores rurais que tiveram propriedades ocupadas e entraram com pedidos de reintegração já concedidos pelo Judiciário, mas ainda não cumpridos. A bola, a partir de agora, foi lançada para o Supremo Tribunal Federal. Se o STF ratificar a decisão do TJE, o assunto passa para a órbita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deverá dar a palavra final.
No Palácio dos Despachos, foi realizada  uma reunião entre o chefe da Casa Civil, Cláudio Puty; o procurador-geral do Estado, Ibraim Rocha; o líder do governo na Assembleia Legislativa, Airton Faleiro (PT); e o secretário de Comunicação Social, Paulo Roberto Ferreira. Eles vão discutir os rumos a tomar e, ao mesmo tempo, definir os termos de nota que será divulgada pelo governo do Estado.
“Esperamos que o Judiciário não protele mais essa decisão [de decretar a intervenção]. Ninguém aqui está querendo o afastamento da governadora. As lideranças do agronegócio e empresariais do Estado estão unidas em defesa do Estado do Pará para que os mandados sejam cumpridos”, diz o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa), Carlos Xavier, em nota divulgada há pouco.

Bispo pede que Ibama ouça índios sobre usina no Xingu

São mais de 40 anos vivendo e convivendo com os povos do Xingu, rio que, segundo suas próprias palavras, conheci como a palma da mão. E que ninguém duvide. São muitas andanças, encontros e celebrações ao longo dos qual Dom Erwin Krautler, bispo prelado do Xingu há 30 anos, se irmanou com o rio, suas florestas e seus povos, transformando-se em seu pastor e defensor. Muitas foram suas lutas em prol dos que não tem voz e nem meios para se defender, mas nem toda a dura realidade que este missionário presenciou foi capaz de diminuir a doçura e a suavidade de suas palavras. Na luta contra Belo Monte, Dom Erwin tem sido, assim como para tantas outras lutas, um pilar e uma referência. Em nome dos povos do Xingu escreve aos tomadores de decisão, tentando resgatar-lhes os valores como respeito, bom senso e sensibilidade às coisas da natureza e aos povos indígenas e não indígenas do Xingu, desta vez ameaçados pelo Belo Monstro. Em sua carta datada de 22 de outubro a Roberto Messias, presidente do IBAMA, Dom Erwin pede ao “guardião do Meio Ambiente” que não deixe de ouvir a voz dos povos do Xingu e faz votos de que Messias sempre “tenha a coragem e a força necessárias para tomar as decisões que, realmente e de modo sustentável, favorecem o Brasil e o seu povo”. Se houve resposta, desconhecemos, mas de fato, diante das tantas verdades óbvias expostas na carta, a Messias certamente lhe faltaram palavras. Mais recentemente, em carta intitulada “Morte Projetada”, Dom Erwin em toda sua sabedoria e dignidade escreve ao Presidente da República para “evitar o pior e salvaguardar um último pedaço de paraíso que Deus criou, no Xingu”. Ao chefe da nação, após listar todos os argumentos que fazem de Belo Monte um projeto absurdo, Dom Erwin alerta que Belo Monte “Em vez de progresso trará a morte”. Terá enfim o presidente coragem para dar a resposta sensata que Dom Erwin e todos os povos do Xingu esperam e merecem ouvir?

Três mil metros cúbicos de madeira queimam durante protesto


Santarém - As chamas podiam ser vistas a distância. Do alto era possível ter uma idéia do estrago, 3 mil metros cúbicos de madeira destruídos pelo fogo. Esse foi o resultado do protesto que durava 30 dias na região. A madeira segundo, os ribeirinhos era extraída de forma ilegal da Gleba Nova Olinda. Porém, de acordo com Assis Barbosa, gerente de fiscalização florestal da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, o produto foi retirado de dois planos de manejo legais.“A madeira nova que eles alegam que não deveria está sendo retirada, foi extraída de planos de manejo recentes e a madeira mais velha foi retirada de planos de manejo antigos.” Disse.Desde o último dia 12 de outubro os ribeirinhos estavam acampados na praia do Pedrão que fica localizada na comunidade de São Pedro, na região do Rio Arapiuns, ainda no município de Santarém. Quatro balsas foram apreendidas por eles, duas vazias foram liberadas. Com uma área de aproximadamente 170 mil hectares, a Gleba Nova Olinda é parte de um conjunto de glebas estaduais sob responsabilidade do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) - órgão fundiário do estado. O protesto visava chamar a atenção do governo. “Foi assinado aqui em Santarém um acordo que previa a suspensão de todos os planos de manejo, a destinação de uma área para as comunidades indígenas, além da criação do projeto agro-extrativista Mariazinha. Na prática isso não aconteceu. O governo não veio negociar nada e isso acabou acontecendo.” Declarou Manoel Edivaldo, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santarém.

Nesta quarta-feira uma comissão deve ir até a região para tentar resolver o impasse. Desta vez, representantes da FUNAI, Ministério Público Estadual (MPE) e Federal negociarão com os ribeirinhos.

Fonte: Notapajos

sábado, 7 de novembro de 2009

Operação BACAJA acaba com 11 empresas fantasmas e 2 presos em Uruará


Durante dez dias, um grupo de 28 pessoas, sendo 14 funcionários do IBAMA e 14 guarda florestal da Policia Militar do Estado estiveram na região do município de Uruará.


Segundo Francisco Sousa Neves que chefia o grupo, a operação denominada BACAJA tem a finalidade de combater o desmatamento da floresta atacando na raiz.
Neves afirma que 11 empresas fantasmas foram estouradas no município.
Ele alertou para o alto índice de desmatamento e queimada no município. Alem do Jatobá, Maçaranduba e ate a Castanheira estão sendo derrubada em plena mata nativa.

A operação também atendeu denuncia da promotoria sobre o desmatamento na região. Duas pessoas foram presas em flagrante na área conhecida por Chapadão.
O grupo seguiu viagem para o município de Medicilândia.

Agricultores se revolta contra: A operação deixou revolta na cidade. Os agricultores afiram que a operação não tem sido feita com responsabilidade. As multas descontroladas e o alto preço tem sido o grande questionamento.
Os comerciantes também reclamam da operação, eles comentam que a situação deixa ainda mais o comercio em estado de falência.
Por telefone Neves se defendeu e disse que a operação segue a risca a Lei do Decreto 6514 de 2008, e que todas as multas são automaticamente enviadas via satélite.

Crime, pedofelia em Uruará

Um caso de Pedofelia em Uruará deixou os conselheiros chocados, com o desabafo da vitima de apenas 16 anos Que disse que era violentada sexualmente deste os seu 10 anos quando foi morar na casa de um cidadão. Seus pais morram no interior e veio para cidade para poder estudar, mas segundo a vitima não foi isso o que aconteceu. Ela morava há 06 anos na casa deste cidadão, que violentava ela com o consentimento de sua esposa,que e agente de saúde do municipio, que chegou a ameaçar os conselheiros, o caso foi encaminhado ao ministério público

Polícia - Mãe denuncia aliciamento de menor


Santarém - O caso foi registrado no início da tarde de sexta-feira (06) na Delegacia de Polícia Civil. Segundo a mulher, a filha dela, uma menina de 12 anos, estava freqüentando a casa de um senhor. O pedofilo teria atraído a criança com dinheiro. O caso só foi descoberto depois que a mesma viu a garota no local.“Ele dava R$ 2 pra minha filha ir pra lá. Ela contou que ia com outra colega que agora vive com ele. A casa onde esse senhor mora vive cheia de menina. Tudo criança.” Disse a mulher.Uma diligência da polícia foi até a residência do acusado, no entanto o local estava fechado. Mãe e filha foram encaminhadas para o Conselho Tutelar. Segundo o conselheiro Valtemir Santana, a menina passará por tratamento com uma psicóloga, uma assistente social e uma pedagoga. Referente ao acusado somente após a confirmação das denúncias ele será autuado e encaminhado a polícia.

A pouco não ouve uma tragédia.

um caminhão que transportava madeira,tombou e por pouco não causou uma tragédia.segundo o motorista nessa noite ele estava vindo para cidade,e a uns 3 Km da cidade de Uruará, pasou em sua frete um carro de passeio
que não foi possivel indentificar o modelo, e ficou fazendo zegui zague na estrada pois  a estrada esta escoregadia,e para não bater na traseira do carro e causar uma tragédia ainda maior, o motorita do caminhão disse que tendou tirar o caminhão para a lateral da estrada e veio a tombar.o motorista e seu ajundante que estava tambem na gabine do caminhão, não sofreram nenhum ferimento.segundo familiares do motorista ele e seu ajudante renaceram,pois a gabine ficou quaje destruida,e eles sairam nadando de dentro da gabine.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

TRAGÉDIA – FERIADO DE FINADOS TERMINA COM TRÊS MORTES EM PLACAS


O feriado prolongado do início deste mês (finados), no município de Placas, região Oeste do Pará, foi marcado por tragédias. Pelo menos cinco acidentes foram registrados, sendo três com vitimas fatais. No domingo, dia 1º de novembro, Clenilson Pereira da Silva, de 48 anos, morador da comunidade Bela Vista, caiu de uma motocicleta conduzida por ele mesmo. Segundo informações, Clenilson dirigia na rodovia Transamazônica e se deparou com buracos na estrada, perdendo assim o controle do veiculo e caiu, no impacto sofreu forte pancada no tórax e veio a falecer instante depois. Com ele estava a menor Ana Paula de Oliveira, de 13 anos e Valderez Simão do Nascimento, de 22 anos, ambas tiveram leves escoriações, foram atendidas e passam bem. 

Já dia 02, por volta de 01 hora da madrugada, a jovem Angélica Oliveira, de apenas 17 anos, também foi vítima de um trágico acidente. Angélica conduzia uma motocicleta Bross e na chegada da cidade foi surpreendida por animais na estrada, sem possibilidade de desviar, Angélica colidiu com uma vaca que atravessou a estrada e sofreu fratura no pescoço. Angélica ainda chegou a ser atendida no hospital municipal de Placas, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer. O fortuito comoveu grande parte da população placaense, pois a jovem Angélica era muito querida, haja vista que fazia parte de uma banda musical local e por muitas vezes se apresentou em eventos cantando e encantando com seu jeito de ser, sua linda voz e seu carisma que conquistou muitos amigos. Na despedida, centenas de pessoas acompanharam o cortejo.

Por ironia do destino, outro acidente grave aconteceu na tarde/noite do dia 02, com uma prima da Angélica. Dezenas de parentes e amigos que vieram de Rurópolis para prestar sua ultima homenagem à amiga, após o sepultamento do corpo, os parentes e amigos retornavam para suas casas quando outro acidente aconteceu. Cerca de 2 km no sentindo de Placas/Rurópolis, na rodovia Transamazônica, o senhor Vilson Bruno, de 37 anos e sua esposa Irene Cunha Bruno, de 29 anos, caíram de cima de uma ponte. Segundo informações, Vilson não conhecia a estrada e não percebeu a ponte e com isso aconteceu a tragédia. Vilson Bruno fraturou o fêmur direito e Irene Cunha Bruno, prima da Angélica, fraturou o pescoço, tendo morte fatal no local do acidente. A notícia impactou muita gente, pois foram duas pessoas da mesma família, vítimas de acidente com moto no mesmo dia. 
Os outros dois acidentes aconteceram nas ruas da cidade, também envolvendo motos. Em um cruzamento de rua, um motoqueiro colidiu com uma caminhonete, sofrendo ferimentos leves. Já o outro motoqueiro se descuidou e bateu contra a mureta divisória da Rua Boa Esperança,. Segundo testemunhas, este escapou graças ao capacete, pois foi arremessado cerca de 15 metros  de distância.

Crise na Saúde em Santarém


Santarém - Profissionais do corpo clínico da unidade, decidiram suspender as atividades a partir da próxima segunda-feira (09) por falta de pagamentos dos salários. Governo continua calado em relação à situação.
Os problemas no Hospital Regional de Santarém se agravaram no mês passado, com o corte de 25% nos repasses de recursos por parte da Secretaria de Estado de Saúde para a organização social Pró-Saúde, que administra a casa. No ultimo dia 27 de outubro a secretária estadual de saúde Sílvia Comaru participou de uma audiência e fez promessas que até o momento não foram cumpridas segundo, Donaldo Godinho do Conselho de Saúde da cidade.“Saímos sem uma resposta concreta. Ela falou que o problema ia ser resolvido,mas até agora nada. Nós ligamos pra Belém, pedimos informações, porém não tivemos nenhuma resposta. Esperamos que isso seja solucionado, porque se agravar quem vai sofrer são os pacientes.”
Oitenta servidores e oito médicos foram dispensados. Atualmente, estão suspensos serviços como fisioterapia, fonoaudiologia, pneumologia e oftalmologia. Caso não haja uma resposta até a segunda- feira, o hospital, que tem 120 leitos e atende mais de 1000 pessoas por mês, praticamente fechará as portas.“O corpo clínico vai parar se dia 09 não houver a regularização e o nem retorno das especialidades que foram acordadas com a secretária em conversa. Vai haver a greve dos médicos.” Declarou o médico Luiz Rodolfo Filho.Se a greve for realmente efetivada apenas os serviços de urgência
e emergência serão mantidos.“Os pacientes que estão internados vão ser atendidos normalmente e os pacientes que vem de fora só se for em caso de extrema urgência.” Ressaltou Filho.

Com informações de Magna Santos

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Asfalto a vista...................................................... Cade



Nesta tarde dia 05 de novembro as 17:00 horas Uruará foi comovido com uma grande passeata, de maquinas que dizem que vão fazer  5 km de asfalto na cidade de Uruará.Portanto maquinas da empleitera que segundo e responsável pela grandiosa obra, só e 02 caretas pois o restante das maquinas são da prefeitura,uma Carregadeira e uma Patrola  e umas quatros caçamba.e tudo obra do deputado estadual Juvenil o Pai do asfalto de Uruará     

Minc atribui queda do desmatamento a ações de inteligência e aumento da fiscalização

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, comemorou ontem (4) a queda do desmatamento na Amazônia registrada em setembro pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Minc atribuiu a queda a ações de inteligência, aumento da fiscalização e à Operação Arco Verde.

Umas das estratégias do governo, aplicada em Rondônia este mês, e que deverá ser estendida para outros estados da Amazônia é o aumento do controle sobre os documentos de manejo florestal. Em setembro, os agentes de fiscalização bloquearam 43 planos de manejo "piratas" por meio do Documento de Origem Florestal (DOF), sistema online que rastreia a origem e o destino da madeira retirada em áreas de manejo.
"Muitas vezes esse planos são fantasmas ou sobrepostos a planos que já existem. O manejo pode ser tanto uma boa solução para a exploração madeireira quanto um buraco negro para esquentar madeira ilegal", comparou Minc.Os planos de manejo são autorizados pelos órgãos ambientais dos estados. No entanto, segundo Minc, a ideia não é criar uma guerra entre o governo federal e as secretarias estaduais. "Não é nosso objetivo colocar ninguém na fogueira. Até porque o problema é sistêmico. Os órgãos não têm infraestrutura, as pessoas trabalham sob pressão."De acordo com o diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Luciano Evaristo, um dos principais focos da repressão ao desmatamento ilegal tem sido a "descapitalização" dos infratores. De janeiro a outubro, foram apreendidos 399 caminhões, 71 tratores e foram fechadas 233 serrarias. "A estratégia é desmontar toda a estrutura das serrarias", acrescentou.Em setembro, o Inpe registrou 400 quilômetros quadrados (km²) de desmatamento na Amazônia, 31,8% menos que no mesmo mês de 2008. De janeiro a setembro deste ano, o desmate acumulado é de 2.855 km². Em relação ao mesmo período de 2008 houve redução de 54%.
Fonte:Agência Brasil - EBC