quinta-feira, 30 de maio de 2013

Índios continuam no canteiro Belo Monte, apesar do fim do prazo para desocupação

 Cerca de 150 índios continuam ocupando um dos três canteiros de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará. Segundo a assessoria do Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), o clima no local é tenso. Policiais federais, militares e da Força Nacional monitoram a situação a distância, à espera de uma decisão judicial sobre o cumprimento da ordem de despejo. De acordo com a assessoria do consórcio, além de terem se apossado de cinco ônibus e dezenas de rádios-comunicadores e bloquearem rotas de fuga em caso de emergências, os índios agora estão ameaçando atear fogo em dois caminhões-basculantes que encheram de papel e galhos. A equipe de controle e combate a incêndio foi reforçada e oito caminhões-pipa estão estrategicamente distribuídos. Cerca de 4 mil funcionários que vivem em alojamentos construídos no interior do canteiro Sítio Belo Monte se encontram no local – ocupado desde a madrugada desta segunda-feira (27). O prazo de 24 horas para que os índios deixassem o local pacífica e voluntariamente, estipulado pela Justiça Federal na terça-feira (28), terminou ontem (29) à tarde. Horas antes, os índios ainda tentaram reverter a decisão da Subseção Judiciária de Altamira, mas o juiz federal Sérgio Wolney de Oliveira Guedes manteve a sentença inicial, autorizando a reintegração de posse.
O advogado dos índios, Adelar Cupsinski, decidiu então recorrer ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), pedindo que a reintegração de posse fosse suspensa até que uma audiência de conciliação fosse feita, com a presença de lideranças indígenas e de um representante do governo federal. Devido ao feriado, a reportagem não conseguiu confirmar com o plantonista do TRF se o recurso foi ou não julgado. A assessoria do consórcio diz ter recebido a informação de que sim, e que o pedido teria sido recusado. Cupsinski, que está no canteiro ocupado, não atendeu o telefone. Em carta entregue aos índios ontem, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, reiterou a disposição do governo federal em dialogar. No texto, Carvalho se compromete a receber as lideranças indígenas no Palácio do Planalto, em Brasília, caso os índios deixem pacificamente o canteiro, na próxima terça-feira (4). Até ontem à noite, contudo, os índios recusavam a proposta, exigindo que a reunião fosse no canteiro, que ficaria ocupado até que um representante do governo federal, preferencialmente Carvalho, fosse ao local ouvir as reivindicações indígenas. Segundo a coordenadora da representação do governo federal em Altamira, órgão vinculado ao Ministério do Planejamento, Cleide Antonia de Souza, que entregou a carta de Carvalho aos índios, o governo propõe que a reunião aconteça na capital federal por avaliar ser muito mais fácil ouvir e negociar as reivindicações do grupo estando todos em Brasília, onde é possível consultar outros ministros e membros do governo. A delegação indígena viajaria com transporte e hospedagem custeados pelo governo.
Algumas lideranças indígenas, contudo, consideram que a proposta tem o único propósito de interromper a ocupação, e desmobilizar a manifestação. “Sabemos o poder de força da polícia, mas desta vez não vamos sair. Vamos encarar”, afirmou, ontem, Paygomuyatpu Munduruku, liderança da etnia. Os índios pedem a suspensão de todos os empreendimentos hidrelétricos na Amazônia, até que o processo de consulta prévia aos povos tradicionais, previsto na Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), seja regulamentado. Segundo o governo, isso já está sendo feito, pelo grupo de trabalho interministerial instituído em janeiro de 2012 para avaliar e apresentar proposta de regulamentação dos mecanismos de consulta prévia. O grupo é coordenado pelo Ministério das Relações Exteriores e pela Secretaria-Geral da Presidência da República e conta com a participação de vários órgãos e entidades governamentais.

terça-feira, 28 de maio de 2013

FUNAI TEM 24 HORAS PARA RETIRAR INDIOS MANIFESTANTES DO CANTEIRO DE OBRAS DE BELO MONTE

O juiz federal Sérgio Wolney de Oliveira Batista Guedes, da Subseção Judiciária Federal de Altamira, determinou nesta terça-feira (28/05) à Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica Belo Monte, a reintegração de posse do canteiro Belo Monte, com um prazo de 24 horas para que a Fundação Nacional do Índio (Funai) providencie uma saída pacífica e voluntária dos cerca de 140 índios da etnia munduruku que desde a madrugada do último dia 27 de maio invadiram o sítio Belo Monte. A decisão prevê multa diária de R$ 50 mil aos participantes da ocupação e à Funai em caso de não desocupação do sítio Belo Monte e indica que seja oficiado imediatamente à Polícia Federal para apurar a possível participação de não-índios e de membros de organizações durante a ocupação do canteiro.
Para o magistrado, “o meio utilizado pelas comunidades indígenas termina por ofender a ordem jurídica e direitos subjetivos de terceiros, sendo, portanto, ilegítimo, quando acarreta desrespeito à recente decisão proferida pelo Poder Judiciário”.
O juiz ainda afirma que “a invasão importa frontal violação à recente ordem de reintegração de posse determinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, considerando que as decisões anteriores sempre oportunizaram tentativas de saída negociada e pacífica”.
“Ao invés de se buscar as vias institucionais e legais, os indígenas têm perpetrado invasões como forma de manifestação, como também para tentar abrir canais de diálogo junto ao Governo federal, de modo a viabilizar seus pleitos”, destaca Sérgio Wolney de Oliveira Batista Guedes.Karina Pinto assessoria de imprensa

VEJA OS LINKS ABAIXO SOBRE A MULTICLIK E TELEXFREE

Deputado Feral Claudio Puty e cassa pelo TRE

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará, acaba de cassar, na sessão de hoje (28/05), o diploma de deputado federal Cláudio Puty (PT). A decisão foi por 4 (quatro) votos pela cassação e 1 (um) contra, tendo a dra. Eva como relatora. As acusações são de abuso de poder, conduta vedada e compra de voto. Da decisão, cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral. Cassação do Dep. Federal Cláudio Puty surpreende e preocupa PT do Pará.
Segundo o Jornalista Carlos Mendes, em sua página de Facebook. O deputado federal Cláudio Puty (PT) estava por volta dás 15h desta terça-feira 28/05 reunido com seu advogado, Carlos Botelho, para articular o recurso contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que, por 4 votos a 1, cassou o mandato dele em julgamento realizado na manhã desta terça-feira. Puty, que está em Belém, esteve no TRE e saiu de lá abatido. A decisão dos juízes também pegou de surpresa a direção estadual do PT, que ainda avalia as consequências da cassação.
Puty tem tido uma atuação destacada em Brasília, e é apontado dentro da DS, a Democracia Socialista, corrente ideológica abrigada no PT e a qual pertence a ex-governadora Ana Júlia Carepa, como eventual candidato ao governo pelo partido em 2014. Ele foi cassado por abuso de poder, conduta vedada a agente público e compra de votos, segundo os termos da denúncia protocolada no final de 2011 pelo procurador eleitoral Daniel Avelino Azeredo. O recurso contra a decisão só poderá ser apresentado depois da publicação do acórdão. Feito isso, Puty poderá ingressar com embargo de declaração. Se esse embargo não for acolhido, o deputado recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para derrubar a decisão do TRE, reavendo o mandato..

Polícias Civil e Militar desvendam homicídio em Novo Repartimento


A ação integrada das Polícias Civil e Militar levou à captura de um adulto e à apreensão dos três adolescentes envolvidos no assassinato de uma adolescente de 13 anos, em Novo Repartimento, sudeste paraense. O preso adulto é Francisco Lucas Carvalheto, de 18 anos, que cometeu o crime junto com três adolescentes de 14, 15 e 16 anos. Um dos jovens era o atual namorado da vítima e o outro é ex-namorado da garota. O crime foi motivado por ciúmes por parte do ex-namorado, que planejou matar a vítima. A adolescente foi morta com várias facadas pelo corpo. O homicídio registrado no último dia 13 foi desvendado em menos de 72 horas. Os autores do crime continuam recolhidos. Francisco está preso na Casa de Detenção de Tucuruí, enquanto os adolescentes foram levados a um centro de recuperação de infratores em Marabá. Após o crime, as buscas aos autores teve início imediato, sob coordenação do delegado Valério Alvarenga, auxiliado pelo escrivão Valdir e investigador Menezes, e pela guarnição da Polícia Militar comandada pelo capitão Juniel e sargento Cabral. Com a identificação de um dos envolvidos, Francisco Carvalheto, o delegado representou à Justiça com pedido de prisão preventiva do acusado. Ao ser preso, ele confessou envolvimento no crime, mas negou ter morto a jovem, apontando o adolescente de 15 anos, ex-namorado da vítima, como autor das facadas. Já, no depoimento do adolescente de 14 anos, atual namorado da vítima, a versão mudou apontando outro adolescente como autor das facadas. As circunstâncias do crime foram esclarecidas depois da apreensão do adolescente de 16 anos, que, em depoimento, afirmou que tanto Francisco como os três adolescentes participaram do crime. Ainda, segundo ele, o ex-namorado da vítima foi o responsável em planejar o assassinato. Foi ele quem forneceu a faca. O adolescente junto com Francisco entraram na casa e mataram a jovem. "Os três adolescentes foram até a casa da vítima, e ao chegarem lá, o atual namorado abriu a porta, ficando juntamente com o ex-namorado conversando do lado de fora da casa. Francisco Lucas e um dos adolescentes entraram na casa. Francisco se armou com a faca e pediu para que o comparsa a segurasse. Depois, a vítima foi imobilizada e mesmo com o braço engessado, ele passou a esfaqueá-la pelo corpo", apurou o delegado. Os acusados vão responder por homicídio. Já o atual namorado vai responder ainda por omissão de socorro, pois não ajudou a socorrer a vítima, e por ter facilitado a entrada dos criminosos na casa.

PREFEITURA DE URUARÁ REALIZA RECUPERAÇÃO DAS ESTRADAS VICINAIS

A equipe da Secretaria de Viação e Obras do Governo “Uruará Pode Mais” está com uma frente de trabalho no km 165 Sul. Os trabalhos estão bastante avançados com nivelamento e colocação de piçarra
nas estradas e, além da vicinal, as pontes estão sendo recuperadas e outras construídas, como é o caso da ponte sobre Rio Uirapuru. O prefeito Everton Banha informou que a meta estabelecida para 2013 é revitalizar todas as vicinais. “Nós temos a noção exata de que sem escoamento não adianta ter produção. Por isso, estamos investindo na recuperação de vicinais”, destacou. Segundo o secretário de Viação e Obras, Ivalnê do Amaral, a prefeitura já recuperou este ano, os pontos críticos das vicinais do km 200, 201 205, 224, 175, 170, 135, 185 Sul, 190, 195. Nesta semana, as frentes de trabalho estão nos quilômetros 147, 150, 155, 160, e 165 Sul e, a recuperação das entradas das vicinais dom km 147, 150, 160 e 165 Norte. Ivalnê informou ainda, que uma frente de trabalho está na vicinal do rio do Peixe e outra, no km 209 Sul, depois da ponte do rio Uruará a 12 quilômetros da vicinal. “No km 209 Sul, estamos reabrindo a vicinal. Havia 10 anos que não passava uma máquina naquela localidade”, informou. O prefeito Everton Banha agradeceu a parceria que tem com as comunidades rurais e parabenizou o trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe de Viação e Obras. “Uma equipe de profissionais comprometidos que vem desenvolvendo um excelente trabalho na recuperação das vicinais, construção e recuperação das pontes. O governo Uruará Pode Mais agradece ainda, a parceria com as comunidades rurais e o acompanhamento de nossas ações, por parte dos vereadores”, disse. Com relação à zona urbana, segundo informou o secretário, esta semana o trabalho de recuperação das ruas, reiniciará no bairro da Baixada e se estendendo aos demais bairros do Município.  Por: Cirineu Santos  Fotos: José Rodrigues ASCOM/PMU 

SECOTX: Altamira sedia I Seminário de Comunicação da Transamazônica e Xingu

Evento busca melhorar qualificação profissional de equipes do interior na região da Transamazônica e Xingu.
Os desafios da comunicação no interior foram debatidos no I Seminário de Comunicação da Transamazônica e Xingu. O evento, realizado nos dias 24 e 25 de maio em Altamira, no Sudoeste do Pará, reuniu aproximadamente 200 pessoas, entre empresários, políticos, estudantes universitários e profissionais que atuam na imprensa regional. Promovido pelo Sindicato dos Jornalistas do Estado do Pará (Sinjor-PA) e pela Associação dos Profissionais de Imprensa de Altamira, Transamazônica e Xingu (ASPIATX), o seminário despertou o interesse de estudantes de outras áreas de conhecimento, como o universitário de Letras, Fábio de Araújo. “Com certeza, vou aproveitar as dicas repassadas pela ministrante sobre produção textual”, disse. A participação de alunos do Curso de Letras da Universidade Federal do Pará (UFPA) teve a influência do professor Fernando Farias: “Acho que existe uma relação muito próxima entre Comunicação e Letras.”
“A região é estratégica para a notícia”, afirmou a jornalista Úrsula Vidal, que fez a palestra magna do seminário. As oficinas de telejornalismo, radiojornalismo, fotojornalismo, assessoria de comunicação, comunicação empresarial e jornalismo impresso, ministradas por profissionais de Belém, São Paulo e Rio de Janeiro, contribuíram para saciar a sede de conhecimento dos trabalhadores da imprensa altamirense. “Por isso abrimos o seminário para o público em geral, para que a universidade veja a demanda existente em Altamira”, disse Magno Rabelo, presidente da ASPIATX. A troca de experiência entre os participantes do seminário reforça isso. “Foi um público bastante quantitativo e de excelente qualidade”, avaliou a presidente do Sinjor, Sheila Faro. A jornalista acredita que as expectativas foram superadas. “É um momento histórico não só para nós, mas principalmente para quem faz o jornalismo na região”, celebrou Sheila. Por: Felype Adms.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Veiculos doado pela Norte Energia é entrega para a secretaria de meio ambiente de Uruará


O prefeito Everton entregou nesta manhã de hoje, dia 27 de maio, para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Duas motocicletas e uma picape, para o fortalecimento da gestão ambiental do Município garantindo o apoio institucional ao trabalho de fiscalização, monitoramento e combate ao desmatamento, além do incentivo à agricultura e manejo sustentável.
Durante a entrega, estiveram presente, a vice-prefeita, representantes dos Sindicatos dos Produtores e Trabalhadores de Uruará, Vereadores, Secretários, servidores da SEMMA e produtores rurais.
Estamos em busca de recursos em todos os órgãos... E, os resultados estão acontecendo, como é o caso destes veículos que conseguimos junto a Norte Energia, através dos investimentos do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRS-X).destaca o prefeito Everton o Banha.

Caminhão equipado para extração de madeira é queimado pelo IBAMA em Novo Progresso

Em uma ação violenta, IBAMA queima caminhão em vicinal próximo a Comunidade de Riozinho das Arraias, no Município de Novo Progresso. As informações foram divulgadas através de um boletim de
ocorrência registrado na delegacia de Policia Civil de Novo Progresso. O caminhão de propriedade do Senhor Isidro Setter, modelo VW 24.250, Placa JZD 3866, Chassi 9BWY2VZT9YRY04530, foi abandonado na vicinal para buscar socorro mecânico no distrito de Moraes de Almeida, local mais próximo da referida vicinal ao retornar seu Isidro encontrou o caminhão totalmente queimado.
O caminhão é próprio para uso em transporte de madeira, mas no momento não tinha nenhuma carga no veiculo que foi brutalmente queimado no local. Isidro acusa o IBAMA , que segundo testemunhas avistaram o helicóptero do IBAMA sobrevoando e desceu naquele local. Pela brutalidade do crime, senhor Isidro resolveu trazer o caminhão para cidade de Novo progresso, onde colocou ao lado da rodovia BR-163, no centro da cidade para todos verem de perto o que o IBAMA está fazendo na região de Novo Progresso. Na faixa ele diz: “Não somos contra a fiscalização, somos contra o vandalismo realizado pelos Agentes do Ibama”.  Até o fechamento da matéria, não conseguimos contato com o responsável pelo IBAMA em Novo Progresso, para falar sobre o assunto.
Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso - Fotos: Reginaldo Ribeiro/Povos da Amazonia

domingo, 26 de maio de 2013

GOVERNO URUARÁ PODE MAIS INVESTINDO NA SAÚDE - SECRETARIA DE SAÚDE REALIZA CIRURGIAS ORTOPÉDICAS

Foi realizada neste sábado, (25), no Hospital Municipal de Uruará, mais uma etapa de cirurgias secretária de Saúde, Adriana Marques o ortopedista Dr. Eron Dantas, vem uma vez por semana ao Município, onde realiza consultas e procedimentos cirúrgicos. A Secretária disse que em média, são realizadas de trinta a quarenta consultas por dia. “Neste sábado estivemos com o ortopedista, Dr. Eros Dantas, que é irmão do Dr. Eron, e, um anestesista, Dr. José Roberto, que realizaram dez procedimentos cirúrgicos, envolvendo, retiradas de pinos, amputações entre outras...”, disse.
ortopédicas pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Uruará. Segundo informou aAdriana Marques explicou ainda, que estes procedimentos realizados em Uruará necessitariam da remoção do paciente para outros municípios como Altamira, Santarém e até mesmo Belém, mas, graças ao empenho do prefeito Everton Banha, em busca de recursos e investimentos para a saúde, estes procedimentos estão sendo realizados aqui mesmo no Município.
O prefeito Everton Banha disse que não tem medido esforços para ajudar essas pessoas. “O sucesso deste trabalho é possível pela competente equipe que tem dentro do Hospital Municipal. Uma equipe cuidadosa e amorosa com os pacientes. Nosso objetivo é buscar mais recursos e assim podermos ampliar os dias de atendimentos destes profissionais, atendendo sempre a população”, esclareceu.
Por: Cirineu Santos Fotos: Eliel Santos ASCOM/PMU

A COISA ESTA COMEÇANDO A FICAR FEIA PARA O EX-PREFEITO DE URUARÁ


O Ministério Publico de Uruará irá realizar no próximo dia 04 de Junho uma audiência no Fórum de
Uruará, onde serão tratados os assuntos relacionados aos salários atrasados da ultima Gestão. Segundo informações o Promotor de Justiça que esta respondendo pelo município de Uruará quer fazer uma careação entre os denunciantes e o ex-prefeito Eraldo Pimenta e seus ex-secretários Sobre os possíveis desvios do dinheiro dos salários dos servidores públicos que ficaram sem receber o mês de Outubro, Novembro, Dezembro e 13º salários. Depois de ser derrotado nas Urnas na ultima eleição de 2012 o ex-prefeito Eraldo Pimenta deu um calote, nos Servidores públicos deixando de efetuar os pagamentos dos últimos Três meses de sua gestam. Os recursos para que os pagamentos salários dos servidores foram destinados para o município de Uruará, mas o ex-prefeito não destinou o dinheiro para a folha de pagamento e mais de R$ 7.000.000.00 (sete milhões) desapareceram. Agora vamos ver qual vai ser a desculpa que o ex-prefeito e seus ex-secretários vão dar ao MP.

sábado, 25 de maio de 2013

Devido aos constantes roubos de moto ocorridos no município de Uruará a Polícia Militar intensificou
as rondas nas vias da cidade e na BR 230 e na noite desta sexta-feira, 24, ao fazer a ronda na Transamazônica na altura do km 213 os policiais abordaram um elemento numa moto com atitudes suspeitas e com ele os policiais encontraram 19 munições intactas de revolver calibre 38, deduzindo que ele teria se desfeito da arma jogando a mesma na margem da rodovia próximo ao local da abordagem, os policiais fizeram uma averiguação e logo encontraram o revolver. O indivíduo, que segundo os policiais estava aparentemente drogado, também estava com uma nota falsa de R$ 50,00. Ele foi identificado como sendo o nacional, Walteir Isidoro de Abreu, que seria morador da cidade de Placas. Com ele também foi encontrado um cheque no valor de R$10.000,00. Diante dos fatos constatados os policiais deram voz de prisão ao suspeito, ele foi conduzido para a delegacia de polícia onde foi apresentado ao delegado Godofredo Borges. Fizeram a prisão o cabo PM França, soldados Carvalho e Novais, sob o comando do capitão Campos, policiais da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar de Uruará.
Walteir foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e a polícia investiga a participação dele em assaltos na cidade de Placas, também está sendo investigada a origem do cheque e da nota falsa encontrados com ele. A moto Fan que ele conduzia foi apreendida e é averiguada a possibilidade de se tratar de um veículo roubado. Walteir está recolhido na delegacia de polícia civil de Uruará a disposição da justiça. Por Joaber Reis Regional FM


sexta-feira, 24 de maio de 2013

Operação ‘Silêncio’ da polícia civil é deflagrada em Uruará

A polícia civil divulgou nesta sexta-feira o resultado da operação denominada Silêncio que deflagrada na
cidade de Uruará no início da semana. Foi apreendida uma aparelhagem de som de alta potência que estava acoplada numa S10 prata conduzida pelo nacional Luciano Aguiar Silva. O barulho produzido pela aparelhagem era motivo de reclamação e denúncia da população na polícia, o barulho era tão alto que ao passar pelo centro comercial da cidade os alarmes dos comércios e lojas disparavam causando grande transtorno. Em desfavor de Luciano foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e ele irá responder na justiça o procedimento de poluição sonora culposa de acordo com o artigo 54 parágrafo único da lei 9.605 e perturbação do sossego de acordo com o artigo 42 parágrafo III da lei de Contravenções. Tem como vítima o Estado. Atuaram na operação Silêncio os investigadores Eládio e Tadeu sob o comando do delegado Godofredo Martins Borges, que ressaltou “A operação irá continuar”. A aparelhagem permanece recolhida na delegacia e a S10 foi devolvida ao dono. Por Joabe Reis Regional Fm

PREFEITO EVERTON BANHA PARTICIPA DE SESSÃO DA CÂMARA E FALA SOBRE AS AÇÕES QUE ESTÃO SENDO REALIZADAS EM URUARÁ

Nesta sexta-feira, 24, o prefeito Everton Banha, participou da Sessão da Câmara Municipal de Vereadores, falando sobre as ações que estão sendo realizadas em Uruará em todos os setores da
máquina pública. Disse ainda, sobre os recursos que está buscando junto aos governos Estadual e Federal. Everton Banha, respondeu questionamentos dos vereadores e dos demais moradores que estavam na reunião ordinária da Câmara. Acompanharam o prefeito, os secretários Ivalnê do Amaral, de Viação e Obras, e o Wandeir Costa, de Agricultura. Entre os assuntos, o prefeito Everton Banha falou a respeito da reunião que teve com o IBAMA e Ministério Público Federal, da realização da Feira Agropecuária de Uruará –EXFAU e da Audiência Pública que fará no Município. Por: Cirineu Santos  Fotos: Eliel Santos ASCOM/PMU

PM cabo França e cabo Gonçalves da ROTAM dão palestra na escola Instituto

Dando sequência ao projeto Educar é Preciso o policial militar cabo França esteve palestrando na noite desta quinta-feira na escola Instituto Educacional Uruará atendendo a solicitação da diretora da escola, Sonia Maria Morais Jabuur, também esteve presente como palestrante o cabo Gonçalves da ROTAM,   os
policiais integram a 13ª Companhia Independente de Polícia Militar de Uruará. Esta ação que poderá fazer toda a diferença para o futuro da atual realidade da comunidade escolar uruaraense tratou do comportamento indisciplinado que tem sido apresentado por boa parcela dos estudantes nas escolas do município, também da responsabilidade da família que tem o papel principal e fundamental na educação e formação social de seus filhos e alertou os jovens sobre os malefícios das drogas. A palestra foi assistida por alunos da 4ª Etapa, alunos da 8ª Série e funcionários da escola e pais de alunos. Durante a palestra o cabo França falou sobre o Estatuto da Criança e do Adolscente mostrando os direitos e deveres e direitos de pais, sociedade e autoridades. O policial falou sobre o comportamento dos estudantes e a importância da família na construção do bom comportamento das crianças e adolescentes. O cabo Gonçalves falou aos jovens sobre as drogas alertando quanto aos seus malefícios e a importância de dizer não ao entorpecente. As palestras, que são uma iniciativa própria do policial cabo França, continuarão acontecendo nas escolas do município a fim de reduzir a violência nos colégios, como brigas entre alunos, por exemplo. Por Joabe  Reis

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Veja ainda hoje no Blog Uruará em foco: Marina Sperotto, prefeita de Brasil Novo pode ter seu mandato cassado pela justiça eleitoral.

Incra apresenta “Minha Casa, Minha Vida” a assentados no Oeste do Pará

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) realizou ontem (22), no Município de Oriximiná, Oeste do Pará, reunião com assentados para apresentar o programa “Minha Casa, Minha Vida” (MCMV). Ao todo, estão confirmadas, até o momento, as datas de dez encontros. As audiências têm o objetivo de esclarecer as regras do MCMV e essa fase de transição para o novo modelo de construção de casas em áreas de assentamento.
Calendário de reuniões de apresentação do “Minha Casa, Minha Vida”/Oeste do Pará
JACAREACANGA 21 de maio - ORIXIMINÁ 22 de maio -ÓBIDOS 23 de maio -
ITAITUBA 24 de maio -CURUÁ 25 de maio -NOVO PROGRESSO 26 de maio -
ALENQUER 27 de maio -RURÓPOLIS 28 de maio -MONTE ALEGRE 29 de maio -PRAINHA
1º de junho Desde fevereiro deste ano, quando foi publicada a portaria interministerial nº 78, os assentados da reforma agrária passaram a ser beneficiários do programa. Em razão disso, o Incra não mais destinará recursos para o Crédito Instalação, modalidade Aquisição de Material de Construção.
O crédito, no valor de R$ 25 mil, era ofertado pela autarquia a assentados para a construção de casas. A norma empregada previa o pagamento em 17 parcelas anuais, com juros do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) A, e carência de três anos. O Incra fiscalizava a operacionalização dos recursos repassados às associações das comunidades.
Com a inserção dos assentados como público do "Minha Casa, Minha Vida", o Incra assume o papel de indicar as famílias que serão beneficiadas e prover suas respectivas localidades de infraestrutura.
O superintendente do Incra no Oeste do Pará, Luiz Bacelar Guerreiro, destacou que com o programa "Minha Casa, Minha Vida" há mais recursos para a construção de casas em assentamentos.
Operacionalização
Caixa Econômica Federal (CEF) ou Banco do Brasil serão os agentes financeiros. Os projetos das habitações deverão ser apresentados por uma entidade organizadora indicada pelas famílias assentadas.
“Que pode ser uma associação, cooperativa, sindicato ou o poder público. A Caixa faz a análise do projeto e a contratação para que as famílias possam receber o subsídio destinado à construção e à recuperação das casas. As propostas já podem ser entregues”, informa Rosineide Lopes, representante da CEF/Santarém (PA). Ela acrescenta que as entidades terão o papel de fiscalizar as obras.
Será concedido o valor de R$ 30.500 para a construção de habitações. As famílias beneficiadas pagarão somente 4% do valor financiado (R$ 1.220), em quatro parcelas anuais, sem juros e sem atualização monetária, com o vencimento da primeira parcela um ano após a assinatura do contrato. Para a recuperação de habitações, o valor fixado é de R$ 18.400 por família.
Os recursos serão disponibilizados conforme as medições das obras, que poderão durar de quatro a 12 meses. No caso das associações que já estavam com recursos em conta referentes ao Crédito Instalação, modalidade Aquisição de Material de Construção, estas poderão escolher, mediante consulta aos assentados, se preferem as casas construídas com recursos do Incra ou do programa “Minha Casa, Minha Vida”.-- Assessoria de ComunicaçãoJornalista responsável: Luís Gustavo

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Além da TelexFree, MPs investigam Multi Click Brasil

A promessa de alta lucratividade com pouco esforço, por meio de postagens de anúncios na internet, em tempos recentes têm sido bastante explorada por “empresas” que, a cada momento, surgem apresentando produtos (de utilidade duvidosa) diferentes, mas modos de atuação bem semelhantes. Em Mato Grosso,Para, e outros estados, além da Telexfree, já alvo de investigações por parte da Polícia Federal e Ministérios Públicos Estadual e Federal por supostamente se valer da modalidade conhecida como pirâmide financeira, proibida no país, outra empresa tem chamado a atenção. Denominada Multi Click Brasil, a empresa se apresenta como a que “compartilha sonhos”, prometendo ganhos excepcionais para quem pagar uma taxa de adesão mínima de R$ 600 e se comprometer em compartilhar anúncios no Facebook.  Carros de luxo adesivados com a logo da empresa são vistos com frequência circulando pelas ruas das cidades. A tática de divulgação, utilizada também pelos associados da Telexfree, serve para passar uma imagem de sucesso.  Em seu site oficial e no Facebook, a Multi Click Brasil diz ser um grupo empresarial que trabalha com marketing multinível, enfatizando ser “financeiramente sustentável”. Argumentos também bem parecidos com os da Telexfree. A Multi Click Brasil, porém, é investigada pela Polícia Civil de Juiz de Fora (MG) devido a suspeita de integrar um novo golpe do esquema da pirâmide.
Segundo a Polícia Civil, uma quadrilha de estelionatários que operava uma empresa chamada Mister Colibri – que aplicava golpes também pela promessa de lucro fácil na internet -, fechada pelo governo mineiro em setembro de 2012, é a mesma que está por trás da Multi Click Brasil. “Dentro das investigações da empresa, cujo escritório foi fechado no ano passado, conseguimos descobrir a migração do mesmo grupo de empresários para esta modalidade na cidade, a partir do monitoramento das atividades realizadas”, afirma a delegada Mariana Veiga Silva, que atua no caso. A reportagem tentou contato com Alberto Hanns Hoeldtke, a pessoa que se apresenta como associado-executivo da Multi Click Brasil, mas não obteve resposta.
Numa entrevista à rádio CBN 93,5 FM de Vitória (ES), concedida há menos de02 meses, Alberto defendeu a idoneidade da empresa e negou qualquer envolvimento dela com a Mister Colibri. Ele garantiu que a maior parte dos rendimentos dos associados da Multi Click Brasil vem da venda direta de sistemas, anúncios, tablets, agendas, pen drives e bonés, por exemplo. "Existem várias empresas que entram com produtos que no Brasil não têm nem serventia. Não vou citar nomes, mas esses produtos são argumento da solidez da empresa. Nós não. Trabalhamos com vendas diretas e publicidade em redes sociais", disse.

URUARÁ PARTICIPA NA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS

Prefeitos, secretários e outros representantes municipais de todas as regiões do Pará participam até
quarta-feira, 23, no Hangar, do I Plansanear – Seminário de Apoio aos Municípios para a Elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos do Estado do Pará.
Promovido pela Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), em parceria com a Universidade Federal do Pará, o evento tem como objetivo fornecer aos municípios todo o assessoramento técnico necessário para a construção de seus planos.
 A abertura do evento, nesta terça-feira, 22, contou com a participação do governador Simão Jatene, que fez questão de frisar o caráter técnico do encontro. “A questão do saneamento e dos resíduos sólidos é um problema comum a todos os municípios, que normalmente não têm recursos para financiar sequer os projetos”, observou, acrescentando que, durante o encontro, os gestores terão o apoio de equipes especializadas para formular os planos. “Identificar o problema é o primeiro passo, entretanto, o mais importante é buscar uma solução e isso é o que o Estado está fazendo”.  No primeiro momento, o titular da Seidurb, Márcio Spíndola, informou que o enfoque será o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, um dos quatro componentes da área de saneamento. “Já no segundo semestre nós vamos dar continuidade com a questão da água, do esgoto e da drenagem”, explicou. Ele também destacou a importância dos planos, em cumprimento a duas Leis Federais - nº 11.445/07 (Saneamento Básico) e nº 12.305/10 (Resíduos Sólidos). Os municípios que não cumprirem as
exigências previstas serão excluídos de projetos de saneamento com recursos federais advindos de convênios. Durante a cerimônia, o governador assinou um projeto de lei que cria a Política Estadual de Saneamento Básico, que será enviado à Assembleia Legislativa do Pará. Governo do Estado e Ministério Público também formalizaram um protocolo de intenções, que prevê a adoção de medidas conjuntas na utilização do meio ambiente. O documento garante aos municípios participantes do programa a possibilidade de firmar um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), estabelecendo um prazo para efetivarem as soluções discutidas. Texto: Amanda Engelke – Secom - Pará

terça-feira, 21 de maio de 2013

"Catarino do Arroz" mata a esposa e a sogra com tiros de 12 em Moraes Almeida

Adevir: Assassino
Sogra de Catarino
Adevir Regelin (Catarino do Arroz) cometeu o duplo assassinato, em Moraes de Almeida
Cynthia
Por volta das 23h15min de segunda-feira, 20/05, Adevir Regelin (vulgo Catarino do Arroz) matou barbaramente sua esposa Cynthia Maria Silva e Silva, de 20 anos de idade. Não satisfeito, Adevir também matou sua sogra, Osmarina Alves Silva. As duas vítimas foram mortas com tiros de espingarda calibre 12, no distrito de Moraes Almeida, no município de Itaituba,Oeste do Pará. As duas
Vitima
mulheres foram assassinadas no interior de sua residência. Os corpos das vítimas foram levados para Itaituba, onde os familiares da jovem Cynthia moram. A família das vítimas procurou o Batalhão de Polícia na manhã desta terça-feira, por volta das 05h40, para saber detalhes do ocorrido e como trazer os corpos. A PM informou que os Policiais de Moraes estavam aguardando uma funerária para fazer o translado dos corpos.  Fonte Blog Estado do Tapajós

segunda-feira, 20 de maio de 2013

IBAMA - AUDIÊNCIA EM BELÉM DISCUTIRÁ PRESENÇA DO ÓRGÃO EM URUARÁ

PREFEITO EVERTON MOREIRA E COMISSÃO, SE REÚNE EM BELÉM PARA DISCUTIR A
PRESENÇA DO IBAMA EM URUARÁ. Uma comissão formada pelos prefeitos Everton Banha (Uruará); Leonir Hermes – Gauchão (Placas); Pablo Genuíno de Rurópolis; o presidente da Câmara de Uruará, Gedeon Moreira; o secretário Emerson Vitoria, (Meio Ambiente); os presidentes dos Sindicatos, Carlindo Silva (STTR) e Edson Ferreira (SINPRUR) e Ivalnê do Amaral, presidente da Cooperativa dos Produtores e Reflorestadores de Uruará – COOPERUR); reuniram em Santarém com o gerente regional do IBAMA, Antonio Hernandes Torres Junior, discutir e construir alternativas com que venha minimizar a ação do IBAMA no Município e região, pois o mesmo vem inviabilizando todo o setor produtivo com prática repreensiva e não tem nenhuma ação regulatória das atividades. A reunião foi realizada na sede do Órgão Regional em Santarém nesta sexta-feira, 17 de maio. O gerente do Órgão explicou que está cumprindo a ordem por determinação da Presidência da República. “Em 2013 estamos com estas três frentes de trabalho a região: uma com sede em Uruará, outra em Anapu e outra em Novo Progresso; sendo que duas frentes de controle e fiscalização diretamente na regional de Santarém com período ininterrupto até o fim do ano”, disse Antonio Hernandes. O prefeito Everton Banha, informou que hoje, dia 20, está em Belém reunido com representantes dos Municípios Verdes. Amanhã, dia 21, a Comissão terá uma audiência com o Ministério Público Federal e apresentará toda a situação que está acontecendo na região. “Vamos apresentar ao Ministério Público Federal um novo Termo de Ajuste de Conduta – TAC para dar novo prazo para a fiscalização”, disse o prefeito Banha.
Banha ainda solicitou aos agentes, que orientem os produtores, os agricultores. “Os que estiverem irregulares deverão se adequar às exigências e cumprir a lei; mas, solicitamos aos agentes do IBAMA, para que os mesmos orientem a população e levem em consideração que o agricultor depende de sua produção para sobreviver, como também os funcionários das serrarias precisam de seus empregos para sustentar suas famílias, independente da presença do IBAMA na cidade ou não”, disse.
O prefeito disse ainda, que o município está cuidando em passos acelerados, para que esta questão do IBAMA seja resolvida o mais breve possível, uma vez que a fiscalização intensiva que vem acontecendo, está inviabilizando todas as alternativas de desenvolvimento econômico do município e região. Vale considerar que o Estado e a União sempre estiveram ausentes com o produtor rural. Por: Cirineu Santos ASCOM/PMU

Polícia civil de Uruará cumpre mandado de prisão de estuprador

A polícia civil de Uruará cumpriu neste final de semana dois mandados de prisão de acusados de cometer
Abrão
Jose Augusto
estupros de vulnerável no município. O primeiro a ser preso foi o nacional José Augusto Pinheiro da Silva, acusado de abusar sexualmente da enteada que tinha apenas 9 anos, quando o fato foi ocorrido em 2011, mas só descoberto em 2012 quando a criança abusada passou a apresentar um comportamento rebelde e foi levada ao conselho tutelar do município onde ela contou aos conselheiros o que o padrasto havia cometido. O outro acusado preso foi o nacional Abraão Garcez de Araújo (na foto acima) que abusou sexualmente por várias vezes de duas enteadas de 7 e 9 anos na época do caso ocorrido há 4 anos. O caso aconteceu na zona rural do município numa localidade chamada Distrito Alvorada. Os abusos eram cometidos durante a noite quando a mãe das meninas estava dormindo, Abraão ía até o quarto das crianças e consumava o estupro. Ele ameaçava as enteadas para que elas não contassem para a mãe com os textuais “Eu mato a mãe de vocês afogada no rio e darei uma surra em vocês”. Após a separação do casal ele ainda esteve por várias vezes na casa da ex-mulher oferecendo dinheiro para as meninas quando a mãe não estava em casa. A prisão dos dois estupradores foi realizada pelos investigadores de polícia civil, Tadeu e Eládio, sob o comando do delegado Godofredo Borges, no cumprimento do mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Pedrassoli. Os dois acusados estão recolhidos na carceragem da delegacia de polícia de Uruará a disposição da justiça. Por Joabe Reis e Regional FM

Prefeito e vereadores de Uruará participam de solenidade política em Santarém

 Políticos da cidade de Uruará, participaram no ultimo Domingo (19) de um encontro politico na câmara municipal de Santarém, o encontro do (MD) Mobilização Democrática, que contou com a Presença do deputado ARNALDO JORDY FIGUEIREDO, presidente regional do partido, que esteve no local e com o vereador do PPS de Santarém Dayan Serique no qual um dos objetivos do congresso politico foi o de que seja feita uma estruturação do partido e preparação para eleições 2014. Em conversa com o prefeito do município de Uruará Everton Vitória Moreira,(PDT) ele nos falou que na semana passada ele esteve reunido com o Deputado Arnal Jordy, onde na ocasião ele foi convidado pelo Deputado para participar deses evento em Santarém, com a ideia da junção entre os partidos PPS e PMN, o prefeito falou, "vim até Santarém como ouvinte, para olhar de perto e analisar com calma, e ver qual será o rumo que isso vai dar, para ver como é que isso vai se comportar, ou seja minha função aqui hoje é observar". Finalizou.   Cinco vereadores do município de Uruará , entre eles os vereador Luiz Macedo, (DEM), vereador Macedo (PPS), vereador Edson (PR) Clodoaldo Pacheco (PR), Amaury (PTB).
Nossa reportagem conversou com o vereador de Uruará Luiz Macedo (DEM), ele nos disse que a função dos vereadores do município em Santarém foi a de observar e de escutar quais seriam as propostas do novo partido (MD) para os municípios, e ver o que pode ser feito nessa junção partidária, o vereador falou que o grupo de vereadores veio para ouvir e depois fazer uma analise sobre o assunto para depois sim tomar um posicionamento sobre a questão.Texto e Fotos Elias Junior Notícias