segunda-feira, 30 de novembro de 2015

PREFEITO DE RURÓPOLIS DEIXA AGRICULTORES, COM VICINAIS INTRAFEGÁVEIS.

Agricultores em um ato público em frente a Prefeitura Municipal de Rurópolis, cobram melhorias nas vicinais do município.
Centenas de agricultores do município de Rurópolis, foi alvo de uma  
manifestação por parte de centenas de agricultores que se dizem insatisfeito com o descaso praticado pela atual administração a frente o tucano Pablo Genuíno. 
A cobrança visa principalmente sobre a recuperação das estradas e vicinais, que segundo eles estão em péssima condições de trafegabilidade, impossibilitando com isso o escoamento de seus produtos agícolas. A pauta de cobrança vai mais longe, e segundo os agricultores a saúde e educação também carece de mais carinho pelo atual gestor. 
A manifestação agricultores foi por todo o dia dessa segunda-feira.


POLICIA MILITAR DE URUARÁ APREENDE HOMEM QUE TRANSPORTAVA DROGAS

Na manha de segunda feira (30) por volta das 10 horas da manha, os policiais militares da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar, 2º sargento PM Vieira, cabo PM Rivaldo, cabo PM Josinei, soldado PM Pereira e soldado PM F. Costa.Que através de uma denúncia anônima levou a Polícia Militar a apreensão da droga. Foram encontrados escondidos no carro, 15 pacotes do entorpecente embalados em balões (bexigas) de aniversário. O transportador da droga (mula) Francisco Ortiz receberia a quantia de R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais) para fazer o transporte do veículo com a droga, da cidade de Porto Velho (RO) até uma balsa na alça viária em Belém (PA), segundo contou o próprio traficante, esta era a segunda vez que ele fazia o serviço, a primeira vez tinha ocorrido há dois meses quando ele recebeu o mesmo valor pra fazer
o mesmo trajeto, passando pela Transamazônica, mas desta vez o veículo apresentou um problema no tanque de gasolina forçando uma parada mecânica e Francisco acabou sendo descoberto e preso na cidade de Uruará, região sudoeste paraense. Por Idielson Mendes
VEJA LOGO MAIS: POLICIA DE URUARÁ APREENDE QUASE 22 QUILOS DE PASTA BASE DE COCAÍNA. 

HOMEM É ASSASSINADO COM QUATRO TIROS EM MEDICILÂNDIA

Na manhã dessa segunda-feira (30), ocorreu um homicídio na cidade de Medicilândia nas margens da BR-230, segundo informações dois homens chegaram em uma moto e efetuaram 4 disparos contra Edmax Nunes Viana, vulgo cabeludo, o crime ocorreu por volta de 6h30m no centro da cidade, a policia militar esteve no local do crime para os primeiros procedimentos. O motivo do crime ainda não foi divulgado. A Policia Civil juntamente com a Policia Militar já estão investigando para levar a apreensão dos dois homens. Por Idielson Mendes

domingo, 29 de novembro de 2015

Senhor que ajudou a desarmar e prendeu assaltante na ultima Quinta Feira e morto a tiros.

O Senhor Valdir Marinho Ribeiro de 52 anos foi executado com 3 tiros nessa noite de Domingo por volta das 20 horas, o fato aconteceu em frente sua residencia, localizado no Bairro Morumbi na cidade de Uruará. A vitima participou da prisão de um assaltante em um comercio na cidade de Uruará
Fato.
Na manhã de quinta-feira (26), em Uruará , clientes de um supermercado na Rua Pedro Álvares Cabral, foram surpreendidos por ladrões armados e usando uma motocicleta, eles chegaram anunciando o assalto, um deles se distraiu quando a vitima Valdir reagiu tomando a arma de um dos assaltantes, em seguida varia pessoas espancaram o criminoso, onde a polícia foi acionada e levou o assaltante Jackson Almeida para a delegacia de polícia civil. 
Segundo Informações o criminoso conhecido por Guiminha Irmão de Jackson chegou em uma moto onde a vitima estava e deflagrou os 03  tiros na cabeça da vitima que morreu no local do acontecido. Segundo o investigador Silvio Alex Guiminha já foi preso varias vezes por diversos crimes cometido pelo criminoso. Segundo relatos de pessoas que presenciaram o fato o pai do criminoso foi ate o onde a vitima estava e pedindo para que o mesmo fosse embora, pois o Guiminha iria matar o mesmo. EM BREVE ATUALIZAREMOS AS INFORMAÇÕES



sexta-feira, 27 de novembro de 2015

VIATURA DA POLICIA RODOVIARIA FEDERAL CAPOTA NA BR-230

No inicio da tarde dessa quarta-feira (25), uma viatura da Policia Rodoviária Federal capotou, segundo informações os policiais saíram da cidade de Altamira estariam indo para Santarém. As informações é que o motorista teria perdido o controle da viatura devido ha quantidade de poeira que se encontra no trajeto entre Uruará/Placas.  O fato ocorreu nas proximidades da cidade de Uruará no km 190, os policiais foram socorridos pelo SAMU e passam bem, a policia militar de Uruará esta prestando apoio aos policiais, enquanto aguardam a chegada de outra VTR da policia federal para os procedimentos rotineiros.  Por Idielson Mendes

POLÍCIA - EM URUARÁ ASSALTANTE É PRESO POR POPULARES

CLIENTES DE SUPERMERCADO TOMAM ARMA DE ASSALTANTE EM URUARÁ
Jackson Almeida
Na manhã desta quinta-feira (26), em Uruará no Sudoeste do Estado, clientes de um supermercado na Rua Pedro Álvares Cabral, foram surpreendidos por ladrões armados e usando uma motocicleta, eles chegaram anunciando o assalto, um deles se distraiu quando os clientes tomaram a arma dele, em seguida espancaram o mesmo, a polícia foi acionada e levou o assaltante Jackson Almeida para a delegacia de polícia civil. 
O outro elemento, conhecido como Joílson que estava para dar apoio ao assalto, terminou fugindo em uma motocicleta, o supermercado fechou as portas. Segundo a polícia civil da cidade os proprietários registraram Boletim de Ocorrência e relataram que essa foi a primeira vez que o local foi alvo de bandidos. As investigações serão aprofundadas. A polícia vai agora investigar a possível participação dos acusados em outros crimes na cidade de Uruará. Por Cirineu Santos

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Operação desmonta esquema de fraudes no DNPM no Pará

Realizada na manhã desta segunda-feira em três Estados, a 'Grand Canyon' prendeu o ex-superintendente e o procurador do Departamento Nacional de Produção Mineral do Pará.
Investigações do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF) resultaram na operação 'Grand Canyon', executada na manhã desta segunda-feira (23), em Belém, Marabá, Goiânia e Brasília. A ação prendeu o ex-superintendente do Departamento Nacional de Produção Mineral do Pará (DNPM/PA) Thiago Marques de Almeida e o procurador do órgão Ricardo Araújo Lameira. Os dois são acusados de fazer parte de um esquema milionário de fraude.
Foram cumpridos, ainda, 14 mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva, quando o investigado é levado à sede da PF para prestar esclarecimentos. Dos cinco mandados de prisão, quatro são para servidores do órgão. O quinto é para um geólogo que presta serviços de forma terceirizada ao DNPM.
As investigações começaram após a divulgação de um relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) com informações sobre um grupo de empresas que teria se beneficiado na tramitação de processos administrativos no DNPM/PA.
No decorrer do trabalho, foi descoberta a participação de 20 empresas envolvidas no esquema. Destas, cinco eram de fachada. Outras dez empresas também foram beneficiadas pela fraude. Ainda não é possível mensurar o valor desviado pela quadrilha.
Esquema - A fraude funcionava com pagamento de propinas a servidores para o vazamento de informações privilegiadas e aplicação de manobras para obtenção de prioridade para emissão de lavras de mineração, documento que dá o direito de explorar minérios em determinada área. As grandes empresas de mineração, segundo as investigações, pesquisavam e sondavam uma área para tentar encontrar jazidas exploráveis e os resultados eram repassados, com antecedência, a empresas de fachada.
Ainda segundo investigações, o núcleo de corrupção era formado por cinco empresas fantasmas, que não tinham sede própria e muito menos funcionários e a maioria funcionava em Marabá. Um dos endereços fornecidos por uma das empresas era de um posto de combustíveis e as pessoas responsáveis nada sabiam ou tinham qualquer ligação com o setor de exploração mineral, mas eram essas mesmas pessoas que obtinham as lavras de mineração.
Outras 12 empresas eram legítimas e eram beneficiadas com a compra das lavras, pois, em situações normais, não conseguiriam obter uma licença para exploração. Em alguns casos, grandes mineradoras que pesquisaram as jazidas tinham de comprar as lavras das empresas falsas ou ainda muito mais caras das empresas legítimas que estivessem dispostas a vender.
“Há indicação de que as pessoas e empresas que não pagavam valores ilegais tinham dificuldade no trâmite dos processos. Já quem pagava tinha preferência. A investigação continua e a análise dos documentos e computadores apreendidos, junto com outras provas, serão necessárias para o esclarecimento dos fatos”, afirma o procurador da República Alan Mansur Silva.
Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação

Tribunal do Júri acata denúncia do MPPA e condena réu

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por seu representante em Uruará, promotor de Justiça Ariel José Guimarães Nascimento, participou de mais uma sessão do Tribunal do Júri naquele Município, ocorrida no último dia 18, nas dependências do Fórum local. Na ocasião foi julgado o réu Eleilson Gomes dos Santos, acusado pelo crime de tentativa de homicídio simples. A sessão foi presidida pelo juiz Vinícius Amorim Pedrassoli.
Fatos
Consta nos autos que o réu Eleilson Gomes dos Santos, em atitude fria e covarde ingressou na segurança do trabalho da vítima, Paulo Roberto Moreira da Rocha, e somente não lhe ceifou a vida de forma brutal em razão da inesperada e eficiente reação da vítima. O réu, mesmo após o primeiro disparo efetuado, ainda fez mais dois disparos, duas tentativas, na direção da vítima, que se frustraram porque a arma não disparou. Tratando-se, portanto de uma execução.
Condenação
O Conselho de sentença acatou a tese apresentada pelo Ministério Público e concluiu pela culpabilidade do réu Eleilson Gomes dos Santos, sendo a pena base fixada em 12 (doze) anos de reclusão a serem cumpridos em regime fechado.
A sentença exarada pelo juiz de Uruará, condenou ainda o Estado do Pará ao pagamento de oito mil reais, a título de honorários advocatícios, aos dois advogados dativos que atuaram no feito, em virtude da inexistência de membro da Defensoria Pública no Município.
Justiça acata acusação do MPPA e condena réus a 12 e 13 anos de reclusão
Em Júri ocorrido na segunda-feira, 16, no prédio do Fórum de Uruará, o Ministério Público do Estado do Pará, por meio do dos promotores de justiça de Comarca, Ariel José Guimarães Nascimento e Bruno Fernandes Silva Freitas teve seus pedidos acatados na sentença e condenou dois réus a 12 e 13 anos de reclusão.
Fato
Os réus Fábio Lima Rodrigues e Cleone Cruz da Silva foram acusados por homicídio consumado e qualificado por motivo fútil e por utilização de meio que dificultou ou tornou impossível a defesa da vítima, negando as teses defensivas de diminuição de pena. A vítima foi Rafael Leite de Lima.
Sentença
Acatando o pedido do MPPA, foi dada sentença aos réus. O Fábio Lima Rodrigues foi culpado, mesmo tendo a participação de menor importância no caso, teve a pena 12 anos de reclusão.
Já o réu Cleone Cruz da Silva foi culpado tendo plena consciência do seu ato, tendo planejado o melhor momento para atuar, sendo o autor do disparo, teve a pena de 13 anos de reclusão.
Ambos foram condenados em regime fechado para inicio de cumprimento de pena, não sendo cabível substituição por pena restritiva de direito, nem a suspensão da pena.Com informações da PJ de Uruará

URUARÁ: MPPA requer e Justiça condena réu por homicídio duplamente qualificado

Em júri realizado na comarca de Uruará, o Conselho de Sentença acatou a tese de acusação do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio dos promotores de Justiça, Ariel José Guimarães Nascimento e Elias Silva Rodrigues e condenou o réu Francisco José de Souza Nascimento a 17 anos de reclusão pelo crime de homicídio duplamente qualificado.
Presidido pelo juiz de direito, Vinícius de Amorim Pedrassoli, o tribunal do júri ocorreu no último dia 19 de novembro na comarca do município.
No dia 15 de junho de 2014, na agrovila do km 190 no município de Uruará, o réu Francisco José de Souza Nascimento, conhecido pelo apelido de “negão” assassinou, Cássio Fernandes Gomes.
De acordo com os promotores, o crime ocorreu por motivo fútil e impossibilitou a defesa da vítima.
Réu confesso, Francisco Nascimento foi condenado à 17 anos de reclusão. A defesa irá recorrer da pena. Texto: Karina Lopes (graduanda em jornalismo), com informações da PJ de Uruará

Polícia Civil identifica autores de homicídio na zona rural de Anapu

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira, 23, que já identificou os dois autores de um homicídio registrado neste domingo, dia 22, no Travessão Boa Esperança, região do Flamingo Sul, zona rural do município de Anapu, sudoeste paraense. Eliezer da Costa Luz e Welton de Lima Silva, de apelido Polegar, foram identificados, durante investigação da equipe policial comandada pelo delegado Elcio de Deus. Os dois foram identificados, durante as investigações, após a morte de Suzana da Silva Rodrigues, 20 anos.
Ela foi morta a tiros, segundo apurou o delegado, ao tentar impedir a morte de seu irmão Mateus da Silva Rodrigues, 19 anos. A equipe policial apurou que Mateus foi acusado de arrombar e furtar de dentro da casa de Eliezer Luz mais de três litros de gasolina e uma espingarda. O fato teria ocorrido na quinta-feira passada, 19. Segundo relatos de testemunhas, Eliezer, o dono da casa, junto com o comparsa, foi até a casa do acusado, por volta de 18 horas de domingo, para tentar recuperar os objetos furtados. Os dois estavam armados.
As investigações mostraram que os dois invadiram a casa de Mateus, que estava acompanhado de Suzana. No momento em que Eliezer apontou a arma em direção a Mateus, a irmã dele reagiu e houve uma luta corporal. Eliezer ainda chegou a atiras, mas o tiro atingiu o chão da casa. Nesse momento, Mateus correu para os fundos da casa e foi perseguido por Eliezer e Welton que fizeram vários disparos. Suzana novamente lutou contra Eliezer, para impedi-lo de matar o irmão.
Foi então que Welton teria atirando em direção à vítima, que morreu no local. Depois, os dois fugiram do local. Segundo testemunhas, Mateus se escondeu na mata e permanecia desaparecido. A equipe da Polícia Civil de Anapu fez uma busca na mata logo após o crime e não encontrou qualquer rastro de sangue. Diante da identificação dos acusados, o delegado vai representar à Justiça pela custódia preventiva. Pc-Pa

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

INCÊNDIO DESTRÓI CASAS EM URUARÁ

Por volta das 14h deste domingo(22) incêndio destruiu as casas de Famílias no Bairro Baixada, Rua  
Tancredo Neves, infelizmente não foi possível controlar o fogo, pois se alastrou rapidamente. Populares se empenharam o máximo possível para tentar conter o fogo e não teve êxito. 

A Proprietária de uma das casas Maria Zilda, chegou logo após depois do acontecido e se emocionou ao vê que tinha perdido tudo, rapidamente providenciamos a mudança do que conseguiram salvar do fogo e alimentos pois isso é uma grande prioridade.

SEM COMENTÁRIOS... ABERTO A TEMPORADA DE PROMESSAS E COMPRAS DE VOTOS.

VEJA ESSA: Um ex-candidato a Prefeito e pretenso candidato as eleições de 2016, esta em campo pedindo votos e prometendo tudo e mais um pouco. O cidadão prometeu para um eleitor que se o mesmo ganhar as eleições ira arrumar seus dentes e o deixar bonito...

AÇÕES DO MPF VISAM CASSAR LICENÇAS DE RÁDIO E TV.

Baseada em dispositivo da Constituição que proíbe congressistas e firmar ou manter contrato com empresa concessionária de serviço público [art. 54], a Procuradoria pedirá suspensão das concessões
e condenação que obrigue a União licitar novamente as emissoras. Se lograr êxito, o MPF pretende impedir que novas outorgas sejam dadas aos citados.
A iniciativa do MPF é inédita e tem como alvo cerca de 40 congressistas [32 deputados federais e 8 senadores] que estão na mesma situação dos parlamentares norte-rio-grandenses.
Gente de peso da política figura na lista da Procuradoria, informa a Folha de São Paulo neste domingo (22): os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Fernando Collor (PTB-AL), Edison Lobão (PMDB-MA), Jader Barbalho (PMDB-PA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE). 
Entre os deputados federais surgem nomes como Sarney Filho (PV-MA), Rubens Bueno (PPS-PR), Elcione Barbalho (PMDB-PA), ex-mulher de Jader, e Rodrigo Castro (PSDB-MG).
As primeiras ações já foram protocoladas em SP, e todas as sedes do MPF foram orientadas a fazer os mesmos questionamentos à Justiça. A iniciativa conta com o aval do procurador-geral Rodrigo Janot.
Por meio da Frente Parlamentar de Radiodifusão, os congressistas alegam que a legislação atual permite esse tipo de participação acionária desde que eles não exerçam funções administrativas nas empresas.
Ouvido pela Folha, o senador José Agripino admitiu ser sócio de uma rádio e uma TV em Natal, e de duas rádios em Mossoró e em Currais Novos. O senador do DEM disse que herdou tudo do pai, o ex-governador Tarcísio Maia. “Não foram concessões dadas a mim. É uma questão nova para o Judiciário. Além disso, minha participação é minoritária [ele divide as emissoras com a mãe e dois irmãos]”.
O Ministério das Comunicações não comentou a iniciativa do Ministério Público Federal. Mas confirmou a presença de pelo menos 40 parlamentares na sociedade de 93 emissoras de radiodifusão.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Noite sangrenta, terror e 7 mortos na Cidade de Altamira

Os crimes aconteceram em vario ponta da Cidade, na rua Lucindo Câmara, por detrás do Estádio Municipal um assassinato foi confirmado. Após o crime, os acusados fugiram. Ainda segundo informações, umas das vítimas chegou a ser levada para o hospital
mas não resistiu e morreu. Um casal foi assassinado dentro de casa na rua 05 do Bairro Água Azul, segundo informações, os assassinos arrombaram a porta e entraram para matar as vítimas. A polícia foi avisada e preservou o local até a chegada do IML. Um outro homicídio aconteceu na rua João Pinho no Bairro Panorama, próximo à Escola Ducila, onde um jovem também teria sido morto. Tudo isso aconteceu na depois da morte de mais policial militar. A maioria com passagem pela polícia por tráfico de drogas.
7 MORTES (EM MENOS DE 4 HORAS) 
4 BALEADOS (NA MADRUGADA) 
2 BALEADOS (MANHÃ DESTA QUINTA 19) 
1 TENTATIVA DE HOMICÍDIODe setembro até hoje, 4 PMs foram assassinados em Altamira e região. O caos está instalando na Cidade respira o medo, e os cidadãos de bem pedem apenas


Mais um PM é morto em Altamira

Os tiros foram a queima roupa, o crime aconteceu nesta noite de quarta-feira 18, em Altamira no
sudoeste do Pará, Anderson Martins de Holanda havia recebido graduação de CABO da polícia militar a pouco tempo, ele estava em um estabelecimento que possuia no bairro Bela Vista quando foi surpreendido por bandidos armados.
Segundo testemunhas, os assassinos chegaram a anunciar o assalto, mas nao levaram nada, eles miraram exatamente no PM e dispararam várias vezes, fugindo de moto pela Transamazônica logo em seguida.
O corpo foi levado para o IML e vai passar por necropsia, policiais militares fazem buscas na cidade e BR230. Por Felype Adms

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

EX-PREFEITO DE URUARÁ (PMDB) PODERÁ AINDA PASSAR UNS DIAS NA CHEIROSA.

O CERCO ESTA FECHANDO PARA O EX-PREFEITO DE URUARÁ E DEPUTADO ESTADUAL, ONDE A COISA PODE ATÉ DAR CADEIA.
Técnicos da CGU - Controladoria Geral da União estiveram durante o dia de hoje dia 18/11 na prefeitura Municipal de Uruará, analisando a documentação e a aplicação dos recursos oriundos dos convênios firmados pela PMU com o governo federal. O ano 2012, último ano do governo do ex-prefeito Eraldo Pimenta. Os convênios dos três ginásios inacabados, a creche do Morumbi, água da Mini-Indústria, INCRA, e outros... Recursos destinados para o município de Uruará no ano de 2012, onde as obras não foram finalizadas, onde partes dos recursos foram repassados e as obras tornaram elefantes Brancos.




DEPUTADO ERALDO PIMENTA, EM CONTAGEM REGRESSIVA PARA SER EXPULSO DA ALEPA.

O Pleno  do Tribunal Superior eleitoral, por unanimidade, desproveu o agravo regimental, nos termos do voto da Relatora Luciana Lóssio. Votaram com a Relatora os Ministros Gilmar Mendes, Rosa Weber, Maria Thereza de Assis Moura, Herman Benjamin, Henrique Neves da Silva e Dias Toffoli (Presidente).
Após de ter suas contas rejeitadas no inicio deste ano pelo TRE, relativas à eleição de 2014, o deputado recorreu ao TSE, onde em decisão monocrática a ministra Luciana Lóssio confirmou a decisão da corte eleitoral paraense, onde também no Pleno do Tribunal o Deputado foi abatido.
Foi reprovada No inicio de Dezembro de 2014 pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-PA), a prestação de contas de campanha do deputado estadual eleito Eraldo Pimenta,(PMDB). O juiz Altemar da Silva Paes, relator da matéria, acompanhou o parecer da Controladoria Interna e Auditoria e do Ministério Público Eleitoral e julgou pela desaprovação das contas. Seu voto foi acompanhado pelos demais membros da Corte presentes no pleno, juízes Agnaldo Wellington Corrêa e Ruy Dias de Souza Filho e desembargador Roberto Gonçalves de Moura. A sessão era presidida pelo desembargador Raimundo Holanda Reis.
Eraldo teria omitido algumas informações sobre despesas de campanha. Ele não declarou, por exemplo, o gasto com pagamento de transporte aéreo ou realização de comício. “Nesse caso, o Deputado não apresentou corretamente os gastos. Na própria página do Deputado no Facebook, mostra que houve viagens, comícios e isso não foi informado. O Ministério Público entendeu que é uma atitude grave e que algumas vezes se tenta burlar a Legislação Eleitoral omitindo gastos de campanha”, declarou o procurador eleitoral Alan Mansur, durante o julgamento do processo.
O relator da matéria concluiu que as contas possuem vícios insanáveis, suficientes para acarretar sua impugnação. Diante desses fatos, ele julgou procedente a impugnação proposta pelo Ministério Público Eleitoral e, como consequência, desaprovou as contas de Campanha do Deputado. O voto foi acompanhado à unanimidade.
Diante dessa decisão do TSE, a parte interessada, no caso, o primeiro suplente, que é o petista Alfredo Costa deverá, herdar a cadeira de Eraldo, que pode de perder seu mandato, pois não cabe mais recurso da decisão.


CPT denuncia mais uma execução em Anapu

O Ministério Público Federal recebeu hoje da Comissão denúncia de que um jovem contratado pelo Incra para fazer segurança no PDS Esperança foi assassinado a tiros na estrada.
A Comissão Pastoral da Terra em Anapu denunciou mais uma execução com características de pistolagem na região. Um jovem identificado por enquanto apenas como Willis, funcionário de uma empresa de segurança contratada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), foi encontrado morto na estrada que leva ao Projeto de Desenvolvimento Sustentável Esperança, o assentamento fundado por Dorothy Stang. 
A denúncia foi enviada ontem (17) ao Ministério Público Federal (MPF). O rapaz assassinado ficava de guarda na entrada do PDS Esperança justamente para evitar a invasão de madeireiros e grileiros, uma condição que foi requisitada ao Incra pelo próprio MPF para evitar as ameaças e invasões no assentamento. De acordo com a CPT o corpo do jovem foi levado ao Instituto de Perícias Científicas de Altamira.
“A CPT Anapu/Altamira além de denunciar a gravidade do que está ocorrendo na região, insiste que se desencadeie operações de emergência, de investigação e de prevenção, da inominável escalada de violações de direitos humanos em Anapu. Não é aceitável ligeireza, a parcialidade, as prévias conclusões, com que certos agentes policiais vem tratando a situação. Não é aceitável que não se desencadeie séria investigação, perícias técnicas de qualidade – balística, de local, de busca efetiva de evidências, circunstâncias que possam levar aos responsáveis”, diz a nota enviada ao MPF.Na última semana, o MPF já tinha requisitado à Ouvidoria Agrária Nacional que enviasse equipe até Anapu para ouvir as testemunhas da escalada de violência que, de julho até agora, com a morte de Willis, já soma 8 mortos com características de execução por pistoleiros. 
A Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo chega dia 1º de dezembro para colher o depoimento dos familiares das vítimas. Ela também vai até às áreas conflituosas - lotes do Incra ocupados por fazendeiros.
A CPT relaciona os crimes à Regivaldo Pereira Galvão, conhecido na região como Taradão, assassino condenado a 30 anos de prisão pela morte de irmã Dorothy que nunca chegou a cumprir pena, porque recebeu do Supremo Tribunal Federal o direito de recorrer em liberdade. De acordo com a CPT, o lote 83 é terra pública, mas ficou conhecido na região como Fazenda do Taradão. O documento menciona, além dos sete posseiros já executados, a existência de uma lista com mais de 30 nomes de moradores que estariam marcados para morrer. 
Ministério Público Federal no Pará  Assessoria de Comunicação

Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva contra acusado de roubo e estupro em Altamira

A Polícia Civil de Altamira, sudoeste do Pará, cumpriu na tarde desta segunda-feira, dia 16, o
mandado de prisão preventiva de Enock Carvalho Gomes, condenado pelos crimes de roubo e estupro. Na residência dele, a equipe da Superintendência da Região do Xingu apreendeu uma motocicleta modelo Honda Biz roubada, uma capa de colete balístico, uma capa de chuva da Polícia Rodoviária Federal, uma jaqueta do Exército Brasileiro e uma farda da Celpa, além de um revólver calibre 38. As suspeitas são de que os objetos eram usados em assaltos na região. Segundo o delegado Vinicius Dias, a prisão de Enock é resultado do trabalho de investigação quanto a roubos com uso de arma de fogo registrados na cidade. 
A partir de levantamentos realizados, o delegado requisitou à Justiça a decretação de mandados de busca e apreensão em residências no município. Em um dos locais, foi realizada a prisão de Enock Gomes. Participaram da operação os delegados Vinícius Dias e Maurício Mota, e os investigadores Dates Brito, Raimundo Mendes, Luiz Augusto e Gleudson Rosa. O preso foi conduzido para a unidade da Polícia Civil para ser autuado em flagrante pelos crimes.  Pc-Pa

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Municípios não pode ser impedido de receber recursos federais por má gestão de ex-prefeito

Municipalidade não pode sofrer as consequências negativas da suspensão de transferências de recursos federais.
A municipalidade não pode sofrer as consequências negativas da suspensão de transferências de recursos federais em razão do registro de sua inadimplência nos cadastros mantidos pelo governo federal, em decorrência de irregularidades praticadas por ex-gestor, se a administração atual comprova haver tomado providências para regularizar a situação. Essa foi a tese adotada pela 5ª Turma do TRF da 1ª Região para confirmar a exclusão do município de Sarapuí/SP do registro de inadimplência no Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI).O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) recorreu ao TRF1 contra a exclusão de Sarapuí do registro de inadimplentes sustentando que o município paulista encontra-se impedido de celebrar ajustes e convênios, bem como de receber recursos federais a título de transferências voluntárias em decorrência da inobservância de dispositivos legais, normativos e constitucionais.Continue lendoAQUI

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

FALTA DE CHUVA NO MUNICÍPIO DE URUARÁ DEIXA POPULAÇÃO PREOCUPADA.

Diante de Vários meses sem chuvas na região de Uruará,a população começa a se preocupar com o
Rio Uruará- pedras a vista era coberta por água a mais de
metro mesmo no período de estiagem dos últimos anos .
sol forte e a falta de chuva. Um dos rios mais influente no município o Conhecido Rio Uruará, esta com seu nível de água muito baixo, onde segundo moradores vizinho do rio relatam que a muito tempo não tinha visto o rio com tao pouca água. 
Criadores de gado da Região já estão tendo problemas com seu rebanho onde reservatórios já secaram, onde diante da pastagem seca e a água escassa, muito estão se obrigando a soltar o rebanho nas estradas vicinais para que os animais sobreviva. Os poucos Rios e reservatórios de Aguá, que ainda sobrevivem não parecem em nada com os rios e poços de água abundante comuns no mesmo período em anos anteriores.
A situação é preocupante. Além da falta de água até mesmo para consumo próprio, a agricultura esta sofrendo muito, onde o Cacau esta morrendo por falta da chuva.Nos Municípios Vizinhos como Placas e Medicilândia, a chuva sempre esta presente deixando as pastagem e a agricultura mais produtiva.


domingo, 15 de novembro de 2015

ARROMBADORES ESTÃO DEIXANDO URUARAENSES PREOCUPADOS.

O alto índice de Arrombamento esta preocupando o cidadão de bem que luta para sobreviver e não
tem sossego nem para trabalhar ou sair de casa um final de semana que sua casa pode ser arrombada por vagabundos de plantão. A audácias do meliantes e tamanha que as casas estão sendo arrombadas durante o dia na cidade de Uruará, na Ultima Sexta Feira uma cidadão de Uruará ao fazer uma pequena viagem, deixando sua casa fechada, ao retornar teve uma surpresa, ladrões tinhas arrombado a janela de sua casa e levado grande quantidade de seus pertences. Nesse Domingo uma família também foi surpreendida com a ação dos vagabundos, ao retornar de um almoço encontrou sua casa arrombada. A policia desempenha o trabalho de investigar e prender os meliantes, onde a justiça solta, e os criminosos voltam a aterrorizar os cidadães de bem.
A violência e criminalidade vem preocupando a população do município de Uruará, que sofre na pele a ação de ladrões, assaltantes, arrombadores, estupradores entre outros larápios que chegam de outras cidades para cometerem delitos no Município.

sábado, 14 de novembro de 2015

PROCURA-SE UM CACHORRO PINTH , COR MARROM DESAPARECIDO EM 9/11/2011 NA CIDADE DE URUARÁ, QUEM SOBE O PARADEIRO DO MESMO LIGAR PARA CONTATO (93) 99198-5114 OU 99146-3696 COM JORGE BELA VISTA, QUE SERA BEM RECOMPENSADO.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

MARITUBA: MPPA pede a condenação de ex-prefeito por improbidade

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por intermédio do promotor de Justiça de Marituba, José Edvaldo Pereira Sales, requereu hoje (13), em memoriais finais, a condenação do ex-prefeito de Marituba, Antonio Armando Amaral de Castro, pela prática de ato de improbidade administrativa, nos termos dos arts. 10 e 11 da Lei nº 8.829/92.
O ex-prefeito recebeu durante sua gestão recursos para construção de um posto de saúde em Marituba. Tanto o Ministério da Saúde quanto a Controladoria Geral da União (CGU) demonstram diversas irregularidades, inclusive com registro fotográfico. Os recursos referentes ao Convênio nº 1810/2003, celebrado entre a prefeitura de Marituba e o Ministério da Saúde.
Através de ofício da Fundação Nacional de Saúde (FNS) em 2009, foi feita a comunicação à prefeitura da instauração de "Tomada de Contas Especial" em virtude de irregularidades decorrentes da aplicação dos recursos do SUS, ocorrida na gestão de Antonio Armando, que foi notificado.
O Sistema Financeiro de Gestão de Convênios (Gescon) do Ministério da Saúde concluiu em parecer de 2008 que “ficou comprovado o não cumprimento do estabelecido no Termo de Convênio, devendo, portanto, ser instaurado processo de Tomada de Contas Especial”.
"As irregularidades caracterizadoras da violação aos princípios que regem a Administração Pública e o prejuízo ao erário são muitas; como o fato de que o posto de saúde objeto do Convênio nº 1810/2003 nunca ter funcionado, que foram pagos serviços que não foram executados e serviços em desacordo com o especificado e com quantidade inferior ao que foi contratado", frisou o promotor de Justiça Edvaldo Sales.
Na ação o MP requereu também: (a) ressarcimento integral do dano causado ao erário nos termos e nos valores acima referidos, devidamente atualizados; (b) perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio; (c) perda da função pública; (d) suspensão dos direitos políticos de 5 (cinco) a 8 (oito) anos; (e) pagamento de multa civil de até 2 (duas) vezes o valor do dano; (f) proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 5 (cinco) anos.
E dado o prejuízo ao erário que foi, na época, da ordem de R$ 170.181,65, o Ministério Público requereu a indisponibilidade de bens do ex-prefeito, nos termos do art. 7º da Lei nº 8.429/92.
A FUNASA e CGU não tiverem interesse em intervir no feito.
Assessoria Assessoria de Imprensa.MP



quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Com o julgamento do TSE, situação do deputado Eraldo Pimenta de complicada ficou critica.

O DEPUTADO ERALDO PIMENTA PERDE O ULTIMO RECURSO NO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL.

Após de ter suas contas rejeitadas no inicio deste ano pelo TRE, relativas à eleição de 2014, o deputado recorreu ao TSE, onde em decisão monocrática a ministra Luciana Lóssio confirmou a decisão da corte eleitoral paraense.
O advogado do deputado recorreu, então, ao pleno do Tribunal Superior Eleitoral, que ontem dia 11/11 julgou o recurso, por decisão unânime os juízes confirmaram as sentenças anteriores.
Diante dessa decisão do TSE, a parte interessada, no caso, o primeiro suplente, que é o petista Alfredo Costa deverá provocar o TRE para herdar a cadeira de Eraldo, que está a caminho de perder seu mandato, pois não cabe mais recurso da decisão.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Polícia Civil apreende armas e munições ilegais durante operação policial em Altamira

A Polícia Civil apreendeu, durante operação em Altamira, sudoeste paraense, armas de fogo, munição
e drogas, na casa de um casal, na sede do município. O flagrante foi realizado durante investigação coordenada pelo delegado Vinicius Dias. Segundo ele, após alguns levantamentos, a equipe policial da Seccional Urbana de Altamira apreendeu os objetos ilegais na casa de um adolescente, de 17 anos, e da companheira dele, Josiane Souza do Nascimento.
Informações sobre a existência de armas ilegais e munição no local resultaram na operação que comprovou o crime. Na residência, foram apreendidas duas espingardas de calibre 12 de repetição; 100 munições para calibre 12; 709 gramas de pedras de "crack" e uma balança digital de precisão usada para pesar a droga. Segundo o delegado, o adolescente apreendido já tem passagens pela Polícia por envolvimento em atos infracionais de roubo, tráfico de drogas, tentativa de latrocínio e tentativa de homicídio. O material permanece apreendido à disposição da Justiça. PC-PA

Máfia do Detran – Justiça deverá expedir mandados de prisão

Auditoria investiga a venda de CNHs em Belém, Santarém e em várias cidades do Pará 
Com a conclusão da auditoria interna realizada no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), os relatórios foram encaminhados ao Ministério Público Estadual (MPE), que deverá prosseguir as investigações sobre fraude na emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em diversos Ciretrans do Estado do Pará, inclusive em Santarém.
Já está sendo planejada a próxima etapa, possivelmente, uma Operação Especial envolvendo o MPE, através do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da Polícia Civil. De acordo com informações obtidas por nossa equipe de reportagem, a operação deverá ser a realizada até dezembro.
A operação terá como principal objetivo cumprir diversos mandados de prisão contra pessoas acusadas de peculato e fraude em processos públicos, entre elas, servidores do Órgão de Trânsito e funcionários de Centros de Formação de Condutores.
GRUPO ORGANIZADO: De acordo com as denúncias que estão sendo investigadas pelo MPE, grupos organizados espalhados por todo o Estado são suspeitos de participação em esquema fraudulento para obtenção de carteiras de habilitação.
No esquema que facilitava a emissão de Carteiras Nacional de Habilitação (CNH), os papeis estavam bem definidos. Os funcionários das auto-escolas cooptavam clientes que iriam receber as habilitações em troca de dinheiro, ofertando a venda do documento. Já os servidores do Detran realizavam todos os processos internos para emitir o documento.
EM SANTARÉM: A atual Diretoria do Órgão de Trânsito em Santarém, que não compactuou com essa ação criminosa, apoia as investigações, e garante que qualquer servidor que seja acusado de envolvimento na fraude, deverá responder processo administrativo, bem como outras medidas cabíveis e solicitadas pela Justiça. RG 15/ O Impacto

MARITUBA: Ex prefeito é condenado por improbidade administrativa em quatro ações civis


O Ministério Público do Estado do Pará, por meio da Promotoria de Justiça de Marituba, representada pelos promotores de Justiça José Edvaldo Pereira Sales e Alessandra Rebelo Clos, obtiveram da Justiça Estadual quatro condenações por improbidade administrativa contra o ex-prefeito do município, Antônio Armando Amaral de Castro em Ações Civis Públicas propostas no ano de 2013 e julgadas pelo juiz da 1ª Vara Cível e Empresarial de Marituba, Homero Lamarão Neto, entre os dias 24 de agosto e 8 de setembro deste ano.
As ações são referentes a não prestação de contas perante o Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE/PA) a respeito de Convênios e termos aditivos firmados entre a Prefeitura de Marituba e a Secretaria Executiva de Planejamento e Coordenação Geral do Estado do Pará (Seplan) para a aquisição de uma motoniveladora e para a realização de pavimentação asfáltica e drenagem das Ruas Pedro Marques Mesquita, 1º de Janeiro, e Martinho Carmona.
Os serviços não foram totalmente efetuados, tendo o TCE julgado como irregulares.
O ex prefeito foi condenado por violação aos princípios da Administração Pública pela não realização de licitação e por dano ao erário.
Antônio de Castro deverá ressarcir à Seplan os valores de R$64.809,00, R$200,00, R$11.000,00 e R$45.154,00 referentes às quatro ações; pagar multa civil de duas vezes o valor do dano, por cada ação; suspensão dos direitos políticos do ex prefeito por oito anos (por dano ao erário); proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de 5 anos, além da proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 3 anos.
Os promotores destacam que Antônio de Castro já foi condenado em outras ações de improbidade e responde a outras que aguardam o desfecho em Marituba. “O ex-prefeito recorreu nos quatro processos e o Ministério Público está apresentando contrarrazões para que o Tribunal de Justiça do Estado do Pará mantenha as condenações”, frisam os promotores Edvaldo Sales e Alessandra Clos.
Leia AQUI em que consistiram as condenações em cada uma das quatro ações civis públicas.
com informações da PJ de Marituba, Assessoria de Imprensa

Ouvidoria Agrária faz reunião para tratar da escalada de violência em Anapu

O Ministério Público Federal vai acompanhar a reunião, que tratará do possível deslocamento de equipes policiais para coibir a pistolagem na região
A escalada de violência em Anapu, município da Transamazônica, no Pará, preocupa autoridades federais. Hoje, em Brasília, a partir de 14h, haverá uma reunião extraordinária da Ouvidoria Agrária Nacional para tratar exclusivamente da situação do município. Com longo histórico de conflitos agrários, Anapu é a cidade onde viveu e morreu a freira Dorothy Stang. Dez anos depois do assassinato dela, pistoleiros voltaram a atuar e mataram sete pessoas no curto intervalo de quatro meses.
Os assassinatos ocorreram todos na área urbana e por isso estão sendo tratados como violência urbana, mas na visão da Comissão Pastoral da Terra em pelo menos cinco desses assassinatos a motivação está relacionada a disputa pelo lote 83, uma área de terras públicas em que grileiros procuram expulsar posseiros há anos. Um dos acusados de grilagem na área é Regivaldo Galvão, conhecido na região como Taradão e o único assassino condenado pela morte de Dorothy que nunca cumpriu pena.
Mesmo condenado a 30 anos de prisão, ele foi libertado pelo Supremo Tribunal Federal para recorrer da sentença. O processo judicial está parado desde a condenação, em 2010. Solto, continua atuando na região onde Dorothy foi assassinada. Outro fator, além da impunidade, pode ter influenciado na atual escalada de violência: a pressão fundiária causada na região pela usina hidrelétrica de Belo Monte, cujas obras atraíram mais de 100 mil pessoas para a área.
Na reunião de hoje na Ouvidoria Agrária Nacional, em Brasília, o procurador Felício Pontes Jr vai solicitar o deslocamento de equipes para a região. Uma das possibilidades em estudo é a ida de equipes da Delegacia Agrária de Marabá para Anapu, para tentar identificar os responsáveis pelos crimes mais recentes. Outra medida em estudo é a ida de policiais militares para a zona rural de Anapu, para que sejam feitas rondas periódicas coibindo a circulação de pistoleiros e capangas que vem aterrorizando os posseiros.
A reunião sobre Anapu na Ouvidoria Agrária Nacional ocorre hoje (10 de novembro), às 14h, na sede da Ouvidoria, no Ministério do Desenvolvimento Agrário, em Brasília.
Ministério Público Federal no Pará

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Pedestre morre após ser atropelado no centro comercial de Uruará.

Acidente aconteceu na rotatória da Rodovia Transamazônica Centro de Uruará nessa manhã de Segunda Feira, com morte.
Um Senhor de aproximadamente 60 anos morreu atropelado quando circulava pelo trecho da Rodovia Transamazônica nessa manhã de Segunda Feira.
Segundo informações a vítima foi atingida por um caminhão onde o motorista não prestou socorros e fugiu do local do acidente, onde segundo de populares que presenciaram o acidente o caminhoneiro foi culpado pois a vitima estava trafegando na lateral, quando o caminhão evadiu a rotatória vindo assim atropelar a vitima. A equipe de resgate Samu foi ao local, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e já estava morta.

VEJA LOGO MAIS: TRANSITO DE URUARÁ CEIFA MAIS UMA VIDA, SENHOR MORRE ATROPELADO AGORA A POUCO.

Irmão sãos mortos após bebedeira em Medicilândia

A pouco dias do assassinato de um Policial Militar, a população do município de Medicilandia, região da Transamazônica, a cerca de 100 km da cidade de Altamira voltou as páginas policial.
Um duplo homicídio, os irmão Antônivaldo Augusto de Souza e Manoel Antônio Augusto de Souza, foram barbaramente assassinado por Carlos Fagundes dos Santos de 62 anos. 
Segundo informações os envolvidos estavam bebendo em um bar na rua W N, onde as partes se desentenderam e começaram uma briga que resultou na morte dos dois irmão.
O crime continua tenso na cidade